Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Jacundá

Jacundá evidencia Educação Especial durante workshop

Quase 24% da população brasileira, segundo o IBGE, porta algum tipo de deficiência e necessita de atenção especial

De acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui 45 milhões de Pessoas com Deficiência (PCDs). Isso significa quase 24% da população brasileira é composta por pessoas que portam algum tipo de deficiência. E muitas delas passaram por uma sala de aula. E, para debater propostas e experiências sobre o assunto, a Secretaria Municipal de Educação de Jacundá (Semed) realizou na semana passada um workshop sobre Educação Especial

A atividade contou com a participação de profissionais de 41 escolas, além de familiares e alunos com deficiência atendidos na rede municipal de ensino. O evento foi realizado, na Escola Rosália Correia.

Os organizadores explicam que “esse encontro teve como objetivo sensibilizar e proporcionar espaços para a realização de debates e diálogos sobre propostas, experiências e conhecimentos em relação a Base Nacional Comum Curricular para a Educação Especial, a fim de contribuir com a avaliação de políticas públicas e oportunizar subsídios teóricos e práticos para a escolarização de alunos com deficiência no contexto educacional de Jacundá”.

Veja também:  Unifesspa lança edital de seleção para o Mestrado Nacional em Física

Na abertura do evento o Hino Nacional foi apresentado em LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) pelo professor Tradutor/Intérprete de LIBRAS Leonnys Marinho de Souza. E apresentação cultural da Música “Deus de Detalhes”, do Profeta Lucas, com os alunos da educação especial da sala de recursos multifuncional da escola Caminho para o Futuro, orientados pela professora Cleide Clemente Andrade.

O prefeito Ismael Barbosa relatou emocionado a importância do evento, que o fez lembrar-se de sua filha especial, Lorena Barbosa (in memoriam), e firmou o compromisso do incentivo às práticas de apoio para a inclusão dentro da Educação Jacundaense, junto à secretária professora Leila Barbosa, que também se emocionou muito, e relatou sobre a importância dos trabalhos dos profissionais de apoio escolar (cuidadores), dos professores do AEE, dos Intérpretes de LIBRAS e da Coordenadora da Educação Especial.

Deixe uma resposta