Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Fazenda da Esperança iniciará funcionamento em Parauapebas

O programa de recuperação é baseado em um tripé que consiste basicamente no trabalho, na espiritualidade e na convivência

A Fazenda da Esperança é uma comunidade terapêutica que abriga jovens dependentes químicos. O trabalho é desenvolvido em diversos campos sociais, mas, o principal é direcionado aos que desejam se ver livres das drogas e do álcool. Com 35 anos de experiência na recuperação de dependentes químicos, a Fazenda da Esperança é maior instituição da América Latina, que trabalha para regenerar vidas e famílias.

“Estamos muito otimistas diante desta problemática que exige de nós uma resposta para tirar pessoas da calamidade em que os vícios as tem colocado”, conta padre Hudson Rodrigues, empolgado com o andamento das obras na Fazenda da Esperança que deverá ser concluída nos próximos meses, quando irá acolher pelo menos 16 pessoas com o intuito de se libertarem da dependência química.

Padre Hudson Rodrigues se diz otimista para estar dando à comunidade e à região uma alternativa, um espaço onde se possa contornar a situação enfrentada por muitas pessoas e famílias. O local é composto por casa do coordenador, refeitório e capela; construções separadas que compõem o conjunto da Fazenda da Esperança.

Tudo feito com a melhor qualidade possível em uma área de 159,72 hectares doada pela mineradora Vale, espaço suficiente, segundo os coordenadores, para que a comunidade terapêutica se desenvolva de forma autossustentável, devendo produzir, a exemplo de outras, hortifrutigranjeiros, animais e até contar com beneficiamento de polpas de frutas e outras matérias primas ali produzidas.

De acordo com padre Hudson, o motivo do atraso da obra se deu porque a área foi ocupada e isso adiou a abertura de sua unidade em Parauapebas, o que gerou um atraso de pelo menos 18 meses. Porém, agora já com todas as situações resolvidas, as obras civis já estão em fase adiantada, devendo ser entregues aos acolhidos em fevereiro de 2019. “Tudo o que é investido aqui é fruto da solidariedade de pessoas que fazem doações para que a construção aconteça”, declarou Fábio Campos, membro da comissão de efetivação da instituição em Parauapebas, reconhecendo ser um desafio muito grande para o qual continua precisando do auxílio de todos. Detalhando que para garantir a continuidade da obra, sempre são realizadas promoções para arrecadar recursos.

Fazenda Esperança – Ao todo, são 130 unidades espalhadas pelo mundo. Desse número, 86 estão distribuídas pelo Brasil, enquanto as outras estão espalhadas em 22 países do mundo.

O sucesso da Fazenda da Esperança se deve ao programa de recuperação, o qual se baseia em processos pedagógicos que elevam a autoestima e resgatam a dignidade dos seus acolhidos, que em 2017 assistiu em média 3 mil jovens e suas famílias.

O programa de recuperação é baseado em um tripé que consiste basicamente no trabalho, na espiritualidade e na convivência. Tanto que todos os acolhidos vivem numa irmandade que de tão unida é capaz de devolver aos acolhidos o real sentido da vida, do amor a si e ao próximo, bem como da importância da comunhão.

Além disso, a Fazenda da Esperança também trabalha com a família, pois ela é uma das peças fundamentais para o sucesso da recuperação do jovem acolhido, por meio do Grupo Esperança Viva (GEV).

O objetivo da ação é estruturar a família, mas, mesmo quando ela não atende a esse convite – que não tem caráter obrigatório -, o tratamento continua e o jovem recuperado tem a oportunidade de amar a sua gente como ela é.

Como resultado, a instituição é responsável pela recuperação de centenas de milhares de pessoas, que em sua grande maioria se voluntariam para ajudar outros que necessitem de ajuda.

A verdade é que a Fazenda da Esperança é maior do que ela mesma, tanto que em 2007, durante uma visita à sede em Guaratinguetá (SP), o então Papa Bento XVI destacou a importância e a missão de as Fazendas da Esperança levar a esperança, que é Jesus Cristo, ao maior número de pessoas possível.

Deixe uma resposta