Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Série B

Em uma virada histórica, Paysandu vence Figueirense e sai momentaneamente do Z4

O Papão vai aguardar a partida do CRB e secar o adversário para seguir fora da zona de rebaixamento à Série C

O Paysandu Sport Club segue mais vivo do que nunca na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro da Série B. Em partida realizada na noite desta terça-feira (13), o Papão venceu de virada o Figueirense-SC, por 3 a 2, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. A partida foi válida pela 37ª rodada da competição nacional.

O Figueirense começou o jogo parecendo que iria golear o Paysandu, e rapidamente marcou duas vezes, e os dois gols do atacante Elton, de cabeça, aos 5, e de sem pulo, aos 13 minutos. O time bicolor se espertou na partida e diminuiu ainda na primeira etapa com o pênalti convertido com categoria pelo meia Pedro Carmona, aos 35 minutos.

Na segunda etapa, o time do Papão sufocou o adversário. O volante Renato Augusto carregou bem pelo meio e disparou um chute forte e rasteiro, o goleiro Vitor Caetano ainda tocou na bola, mas não evitou o empate, aos 10 minutos. Quando tudo parecia que iria terminar empatado, eis que o técnico João Brigatti colocou em campo o zagueiro Fernando Timbó, que após cruzamento na área, marcou de cabeça, aos 45 minutos, o gol da vitória do Papão.

Com o resultado positivo, o Paysandu soma 43 pontos na classificação da Série B e agora ocupa a 16ª posição. Sendo assim, o time segue momentaneamente fora da zona de rebaixamento e agora vai ter que secar o CRB-AL, na partida diante do Londrina-PR, nesta sexta-feira (16), às 21h30, no Estádio do Café, em Londrina.

O Paysandu volta a campo diante do Atlético-GO, no sábado (24), às 17h, no Estádio Leônidas Sodré de Castro, a Curuzu, em Belém. A vitória pode livrar o Papão de vez do fantasma do rebaixamento. A partida será válida pela 38ª e última rodada da Série B de 2018.

O jogo: Figueira 2 x 3 Papão – Virada histórica!

Precisando vencer para não correr o risco de ser rebaixado na rodada, o Paysandu teve a primeira chance de marcar. O meio-campo Thomaz tocou para Guilherme Santos cruzar da esquerda, a bola passou na boca do gol na frente dos atacantes Mike e Magno. Mas logo o Figueirense chegou a gol. O lateral-esquerdo Guilherme Santos fez lambança e ao tentar recuar de cabeça para o goleiro Renan Rocha, mandou a bola diretamente pela linha de fundo, cedendo um escanteio de graça aos donos da casa.

Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Romarinho, filho do craque Romário, que cruzou na medida para o atacante Elton, que cabeceou sozinho no meio da área para o fundo do barbante, aos 5 minutos, 1 a 0 Figueirense. O time da casa começou a gostar da partida e não demorou muito para ampliar o marcador. Diego Renan Cruzou da esquerda para o atacante Elton, que emendou um sem pulo sensacional e marcou um golaço no Orlando Scarpelli, 2 a 0, aos 13 minutos.

O Paysandu tentou diminuiu em seguida com Thomaz, mas o chute saiu em cima do goleiro Vitor Caetano. O Papão cresceu no jogo e foi para cima. Magno ganhou bem de Eduardo e cruzou para o meio da área, a bola passou pelo atacante Mike e se perdeu pela linha de fundo, que chance perdeu o time paraense. Minutos depois, a bola tocou na mão de Diego Renan dentro área, e o árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo, de São Paulo, não titubeou e assinalou pênalti para os bicolores.

Veja também:  Em jogo dramático na Curuzu, Paysandu bate o Oeste e mantém esperança na Série B

Pedro Carmona pediu a bola e cobrou com muita categoria, deslocando o goleiro Vitor Caetano, diminuindo o placar, 2 a 1, aos 35 minutos. O Figueirense quase ampliou, depois que Marco Antônio cobrou escanteio na segunda trave e Romarinho sozinho, não alcançou a bola. Foi o que de melhor aconteceu no primeiro tempo. Na etapa final, o Papão foi para cima em busca do empate. O atacante Mike soltou o pé de fora da área, a bola passou por cima da meta do goleiro Vitor Caetano.

Na outra tentativa bicolor, a bola foi parar no fundo do barbante. Renato Augusto arrancou bem pelo meio e disparou um chute forte rasteiro de fora da área, o goleiro Vitor Caetano ainda tocou na bola, mas não evitou o gol, era o empate do Papão, aos 10 minutos. O time do Figueira que estava praticamente só cumprindo tabela, não parecia muito interessado no jogo. Marco Antônio recebeu passe e disparou forte, a bola passou longe e por cima da meta bicolor.

O Papão quase virou, quando Guilherme Santos fez boa jogada e cruzou para área, o atacante Mike bateu firme e mandou por cima da meta do Figueira, que chance perdeu o time bicolor. No lance seguinte, Pedro Carmona cobrou escanteio, a bola bateu na zaga adversária, e Mike mandou para o fundo do gol, mas após conversa entre a arbitragem, o tento bicolor foi desmarcado.

O técnico Rogério Micale, do Figueirense, reclamou da arbitragem e acabou sendo expulso. Pressão total do Paysandu. Pedro Carmona mandou bola para a área, a zaga do Figueirense cortou parcialmente e na sobra, Renato Augusto disparou sem perigo. O técnico João Brigatti colocou o zagueiro Fernando Timbó em campo. Na jogada de Pedro Carmona, que cruzou duas vezes, a bola foi certeira na cabeça do zagueiro Fernando Timbó, que mandou para o gol, aos 45 minutos, virada bicolor. Placar final: Figueirense 2 x 3 Paysandu.

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE: Vitor Caetano; Matheus Sales, Nogueira, Eduardo e Diego Renan; Zé Antônio, Betinho (Pereira), Marco Antônio e Renan Mota (Patrick); Romarinho (Maikon Leite) e Elton. Técnico: Rogério Micale.

PAYSANDU: Renan Rocha; Maicon Silva (Fernando Timbó), Diego Ivo, Perema e Guilherme Santos; Renato Augusto, Nando Carandina, Thomaz (Hugo Almeida) e Pedro Carmona; Mike e Magno (Matheus Silva). Técnico: João Brigatti.

Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)

Assistentes: Herman Brumel Vani (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)

Cartões amarelos: Matheus Sales e Renan Mota (Figueirense); Perema (Paysandu)

Gols: Elton, de cabeça, aos 5 minutos, e de sem pulo, aos 13 minutos do 1° tempo para o Figueirense; Pedro Carmona, de pênalti, aos 35 minutos do 1° tempo, Renato Augusto, de fora da área, aos 10 minutos, e Fernando Timbó, aos 45 minutos do 2° tempo para o Paysandu

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)

Pagantes: 1.414

Total: 1.445

Renda: R$ 34.746,00

Por Fábio Relvas – Foto: Vinicius Nunes/FFC

Deixe uma resposta