Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Jacundá

Criança de 2 anos morre vítima de acidente de moto em Jacundá

Garoto de dois anos seguida de moto com o avô, que se desequilibrou e ambos caíram. A tragédia comoveu a cidade

Uma tragédia vitimou o pequeno Arthur Santos Souza, de 2 anos e 10 meses de idade, e comoveu os moradores da cidade de Jacundá. Ele morreu em acidente causado pelo desiquilíbrio de uma moto pilotada pelo avô Ailton Santos, 50 anos, na manhã de domingo, 11, no Bairro Vista. Morador do Residencial Buriti, o avô do menino saiu de sua residência para buscar um tambor de água de 20 litros no Bairro Bela Vista. Ao retornar pela Rua Lauro Sodré, próximo da Rua Paulo VI, percebeu que o vasilhame, que estava preso na garupa da moto Bros, estaria se desprendendo.

“Segundo ele, ao olhar para o tambor de água houve a perda de controle do veículo, que seguiu em direção a um morro da rua, pois esta fica abaixo do nível das casas. E a criança, que ia sentada no tanque de combustível do veículo, sofreu o todo o impacto”, relata o tio do garoto, o conselheiro tutelar Wallace Silva.

Moradores chamaram o Samu para socorrer as vítimas. Ao constatar óbito do menino, apenas o avô foi encaminhado para o Hospital Municipal com suspeita de fraturas nas costelas e clavícula. Ele também teve lesão no couro cabeludo.

Filho de Willian e Luana, pais separados, o menino passava a maior parte do tempo com o avô Ailton, pois a mãe trabalhava e o pai também. E, naquela manhã, ao ouvir do avô dizer que iria buscar o vasilhame com água, o pequeno Arthur insistiu para acompanhá-lo. Um agente de trânsito consultado pela Reportagem enumerou três infrações cometidas pelo condutor do veículo. A primeira delas é que os dois estavam sem capacete; a segunda, a criança é menor de 7 anos de idade e, a última, é ato infracional também transportar crianças no tanque de combustível. “São práticas comuns em nossa cidade. Isso é lamentável”, destacou o agente que pediu para não ser identificado.

Veja também:  Tragédia em Marabá: descarga elétrica mata quatro jovens no Rio Tocantins

Na Creche Nossa Senhora da Aparecida, onde o menino permanecia em tempo integral, a direção decretou luto. “Era um menino alegre, inteligente e participativo”, descreveu a professora Rosiane Alves Diucler. A sala de 20 participantes, agora passa a ter 19. “Vamos explicar que o pequeno Arthur está morando com o Papai do Céu. Assim os coleguinhas vão entender a sua ausência”, explicou a diretora Cristina Santana.

O caso foi registrado em Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Jacundá. Nesta semana o delegado Sérgio Máximo ouvirá o avô do menino. O corpo do garoto foi sepultado nesta manhã no cemitério de Jacundá.

Deixe uma resposta