Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Ceap realiza atividade de educação ambiental em escola infantil

Com a temática: “Saúde dos Corpos Hídricos do Município”, o projeto estimula as crianças a conhecer como funciona o ecossistema e a sua importância para a fauna, flora e seres humanos

O Centro de Educação Ambiental de Parauapebas (Ceap) realizou nesta segunda-feira, 8, na Escola de Educação Infantil Comecinho de Vida atividades do Projeto Criança Ambientalista. Francisca das Chagas, diretora do estabelecimento de ensino, disse que convidou a instituição para levar orientações para as crianças. “A decisão foi acertada, pois, o Ceap tem uma forma lúdica de trazer conhecimentos e as crianças gostam disso e se envolvem muito mais”, explica ela, mensurando como grande o ganho pedagógico pelo envolvimento da criança com a prática do que se propõe ensinar desenvolvendo a conscientização.

Com a temática “Saúde dos Corpos Hídricos do Município”, o projeto estimula as crianças a conhecer como funciona o ecossistema e a sua importância para a fauna, flora e seres humanos, ressaltando a importância do uso sustentável dos recursos naturais através do lúdico, incentivando posturas e hábitos de proteção ao meio ambiente no espaço escolar e em casa através das alternativas e soluções que são apresentadas no dia-a-dia.

De acordo com o educador ambiental Franciedson Pólvora, o Ceap, em todas suas ações, procura passar para as crianças uma forma de estar e viver de forma harmônica com a natureza e o meio ambiente. Para isso, de acordo com o educador, uma das ideias foi levar o CVE – Carajás Vai à Escola -, com a mostra dos animais que foram vítimas de caçadores ou atropelamento e agora, através de suas peles, mostram às crianças animais que nunca viram e talvez nunca verão. “Tem dado certo, pois, através desses exemplares as crianças se aproximam e fazem perguntas podendo vir a ter a compreensão de como acontece na floresta”, resume Franciedson.

O evento envolveu as crianças também no plantio de hortaliças e plantas medicinais, todas em recipientes recicláveis como, por exemplo, pneus e caixas de madeira.

Deixe uma resposta