Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Jacundá

Candidatas natas de Jacundá são bem votados no município

A boa votação na cidade, entretanto, não foi suficiente para que ambas chegassem aos mandatos desejados, mas podem ser um bom indicativo para a reeleição à Câmara Municipal, em 2020

Duas candidatas de Jacundá nas eleições proporcionais de 2018 não tiveram êxito na jornada. Marta Costa, candidata a deputada federal pelo Partido dos Trabalhadores, e Lane Pinheiro, candidata a deputada estadual pelo Partido da República, ficaram aquém da votação necessária para ocupar uma cadeira da Câmara Federal e na Assembleia Legislativa. A professora Marta exerce o primeiro mandato de vereadora pelo município jacundaense. Eleita em 2016, ela decidiu concorrer à Câmara dos Deputados. Marta foi a candidata mais bem votada entre seus concorrentes com 1.852 votos somente na 69ª Zona Eleitoral. Ela acumulou no geral uma votação de 5.751 votos.

Abaixo da candidata Marta ficou Paulo Bengtson (PTB) com 1.763 votos, seguido por Cássio Andrade (PSB) com 1.427. Depois está Celso Sabino (PSDB) que obteve 1.378, seguido por Joaquim Passarinho (PSD) com 1.377. E Cristiano Vale (PR)  1.096, e Giovanni Queiroz (PDT) 1046.

Lane Pinheiro é outra de primeiro mandato na Câmara Municipal de Jacundá. Ela obteve no município 4.895 votos. Em todo o Estado a soma é de 9.037 votos. Um resultado muito longe para ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa. Lane somava apoio dos ex-prefeitos Adão Ribeiro, Itonir Tavares e Izaldino Altoé.

Veja também:  “Formiguinhas” querem receber pelo trabalho feito em Redenção

O segundo colocado foi o candidato Scaf, que obteve 1.332 votos. Abaixo dele, estão candidatos com menos de mil votos no município de Jacundá. As duas não foram encontradas pela Reportagem para comentar os resultados.

Deixe uma resposta