Category Archives: Canaã dos Carajás

Canaã dos Carajás já sofre impactos sociais refletidos do Projeto S11D

Sendo uma das cidades mais promissoras do Brasil, principalmente por conta da implantação do projeto Ferro Carajás S11D, da Mineradora Vale, onde projeções estatísticas já apontam dobrar o número de habitantes em pouco tempo, Canaã dos Carajás vem sofrendo fortes impactos sociais decorrentes do Projeto S11D. Isto porque o fluxo migratório aumenta bem mais do que os avanços do aquecimento econômico que se espera.

As boas notícias que se espalham pelo estado e pelo país acerca do município de Canaã dos Carajás, já não são novidades, a economia local será afetada positivamente em larga escala; porém, o que grande parte das pessoas que desejam se integrar ao mercado de trabalho no município não sabem é que o tão esperado aquecimento econômico em Canaã está ocorrendo aos poucos, e não na velocidade que os de fora imaginam. No caso do S11D, o projeto estará em pleno funcionamento em um prazo mínimo de pelo menos quatro anos, ou seja, não adianta vir com pressa esperando ser contratado imediatamente, porque isso poderá não ocorrer, fato que acarreta problemas sérios para a cidade, como, por exemplo, o aumento exponencial das filas para atendimento no Sistema Nacional de Emprego – SINE.

Atualmente já é comum ver o acúmulo de pessoas na fila para atendimento no SINE. Não bastasse isto, o problema é que a fila está se formando um dia antes do atendimento, ou seja, à noite as pessoas, com cadeiras, bancos, água, etc, preparam-se para passar toda a madrugada e assim amanhecer nos primeiros lugares da fila.

Contudo, a proposta da prefeitura não é esta. O governo “Você Fazendo Parte” acredita que, através do SINE, é possível coordenar esta questão, “mas é preciso que as pessoas tenham consciência de que iremos fazer o nosso papel, que é priorizar a mão de obra local e aloca-la até atingir 70% dos efetivos nas prestadoras que trabalham para a Vale, afinal este é um acordo que o município tem com a Vale e prestadoras”, explicou o Prefeito Jeová Andrade.

A Diretora do SINE em Canaã, Rejeanny Leite, falou sobre o assunto e disse que as pessoas precisam entender como funciona o SINE, ou seja, “não temos empregos na casa, somos apenas o órgão público que intermedia a demanda de vagas no município, mas isso varia constantemente”, comentou. De fato o SINE tão somente cadastra e encaminha a mão de obra às empresas quando solicitada, mas não tem a responsabilidade de contratar ninguém. Rejeanny falou também que, como medida para redução das filas, a coordenadoria do SINE já está planejando em adequar o agendamento para uma versão online e disponibilizá-lo no portal da Prefeitura.

Hoje pela manhã, Jeová Andrade, ao se pronunciar sobre o assunto, pediu que as pessoas que estão precisando entrar no mercado de trabalho de Canaã dos Carajás estejam sim empenhadas à busca da sua vaga, estando sempre bem informada, qualificando-se tecnicamente, fazendo o cadastro no SINE, etc. Porém, que usem sempre o bom senso, sem exageros, como passar a noite em uma fila do SINE.

Já as pessoas que moram nas cidades vizinhas ou mesmo nas cidades de outros estados, também devem usar o bom senso e tomar algumas precauções, antes de migrar para Canaã, para não ser mais um buscando se “aventurar” aqui.

É importante que as pessoas em qualquer lugar do Brasil que estejam pensando em vir para Canaã dos Carajás procurem, inicialmente, um contato de algum parente ou amigo aqui, depois vir à cidade estudar as possibilidades, procurar saber se existe demanda real na sua área de trabalho, estabilizar-se financeiramente, para em seguida trazer a família e morar de fato aqui. Além disso, é preciso fazer um balanço econômico do salário ofertado com o custo de vida em Canaã, já que a despesa com aluguel, por exemplo, é alta. Estas medidas contribuem para o crescimento ordenado do município.

Evento beneficente “Carajás é Show” começa hoje.

Outdoor_Carajas_Show

O “Carajás é Show”, evento beneficente que visa ajudar o Projeto Social Viver e Conviver, em Canaã dos Carajás, terá início hoje a partir das 22h e perdurará até o dia 3 de agosto. Promovido pela Associação para o Desenvolvimento do Sul do Pará – ADESP, o “Carajás é Show” trará como atração principal uma das duplas sertanejas de raiz de maior sucesso no Brasil, Milionário e José Rico; além de uma estrutura gigante com boate móvel e camarotes.

A partir de hoje Canaã dos Carajás, especificamente no Residencial Ouro Preto, será palco de um grande evento. Não somente em estrutura, mas fundamentalmente por que se trata de uma iniciativa da ADESP a fim de angariar recursos para ajudar o Viver e Conviver, projeto social que atende crianças especiais e que há tempos estava precisando desta contribuição. O evento tem o apoio da Prefeitura Municipal, que contribuiu com a criação e divulgação do material publicitário do evento; além de órgãos públicos da cidade, como Conselho Tutelar e Polícia Militar.

O Prefeito Jeová Andrade, hoje pela manhã, mostrou-se feliz por poder atender uma iniciativa como esta e comentou que deseja que o “Carajás é Show” atinja suas metas, pois ajudar o projeto Viver e Conviver é de estrema importância.

Com calendário para três dias de festa, hoje o evento abre, sob a apresentação do locutor de rodeio, Nilson Rodrigues, com uma atração local, o cantor Felipe Martins, todavia, desde hoje o público já poderá conhecer a estrutura completa do evento, que contará com boate móvel, DJ’s e camarotes. Felipe Martins disse que “é uma satisfação enorme poder participar de um evento que tem uma finalidade nobre, principalmente porque é para ajudar a nossa gente”.

Amanhã (02) se apresentará a dupla sertaneja Milionário e José Rico, com abertura de Leandro Kennedy; e na sábado (03) o “Carajás é Show” encerra com a dupla sertaneja Maurício e Eduardo, com abertura de Gabriel Neto.

A realizadora do “Carajás é Show”, AP Produções, espera receber um bom público, já que o evento foi amplamente divulgado, não somente em Canaã dos Carajás, como em todas as cidades adjacentes. A apresentação de hoje se estenderá, baseado no Código Municipal de Posturas de Canaã dos Carajás, até meia noite com Felipe Martins e banda.

Canaã dos Carajás apresentou o segundo maior IDHM do sudeste do Pará

O município de Canaã dos Carajás apresentou o segundo maior índice de desenvolvimento do sudeste do Pará. A informação é do estudo sobre o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) divulgado na segunda-feira (29) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Considerando a região, Canaã ficou atrás apenas do município de Parauapebas.

canaa_IDHM

A lista do IDHM, que se baseia nos indicadores: longevidade, educação e renda, variando de 0 a 1 (quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano), é importante porque aponta para cada prefeito em que situação de desenvolvimento humano está o município que, até então, está gerindo, contribuindo para a sua administração pública a fim de que este melhor planeje onde o governo municipal deve investir.

No caso de Canaã dos Carajás o IDHM denota que o município está em um bom patamar de desenvolvimento, ficando a frente, inclusive, de Redenção e Marabá, mas que precisa de políticas públicas para desenvolvê-lo ainda mais. Principalmente por conta do fluxo constante de pessoas que chegam a Canaã em busca de oportunidades de trabalho.

A divulgação da lista do IDHM também serviu para que o Governador do Estado, Simão Jatene, viesse a público pronunciar que é preciso haver um compromisso pelo desenvolvimento no estado. “Esta é uma questão dramática que nós temos falado há muito tempo. Temos dois grandes inimigos: pobreza e desigualdade”, disse o governador.

Para Jatene, estas questões só serão superadas quando houver um pacto político no estado, para que todos os partidos se engajem na luta pelo desenvolvimento humano. Além disso, o governador acredita que os problemas apontados pelo Pnud no estado são comuns em todo o país, e só podem ser revertidos com apoio popular. “Não é uma marca só do Pará, é nacional. Mas no Pará temos isso de forma muito grave, e precisamos, sobretudo, unir forças para enfrentá-la. Nenhum país conseguiu isso sem uma grande adesão da sociedade”, falou Jatene.

Pode-se destacar também, no caso de Canaã dos Carajás, que a celeridade com que cresce e o alavanque demográfico que lida são fatores determinantes para que o município, ao longo dos próximos anos, atinja um IDHM mais elevado.

O Prefeito Jeová Andrade afirmou que “a gestão municipal tem ainda muito a se fazer, mas este indicativo médio do IDHM demostra que estamos seguindo no caminho certo”. Jeová comentou ainda que as políticas públicas adotadas pelo Governo “Você Fazendo Parte” são todas voltadas para o desenvolvimento organizado de Canaã dos Carajás.

Consulte o IDHM do seu município neste link http://g1.globo.com/brasil/noticia/2013/07/veja-aqui-o-idhm-do-seu-municipio.html

Caravana Pro Paz Cidadania atende mais de 1,5 mil pessoas em Canaã dos Carajás

Por Francesco Costa – de Canaã dos Carajás
Além de padecer com os problemas decorrentes da delicada situação de saúde da filha, que sofre com convulsões desde o primeiro mês de vida, a dona de casa Eglá Silva, 30 anos, moradora do município de Canaã dos Carajás, no sudeste do Estado, enfrentava uma grande dificuldade para conseguir tirar a carteira de identidade da menina, hoje com 4 anos de idade.

3O documento era necessário para que a família pudesse dar entrada no pedido de auxílio-doença para a criança, benefício concedido para pessoas impossibilitadas de exercer atividade profissional. “Os médicos nos orientaram a buscar esse benefício porque ela dificilmente vai conseguir trabalhar. Além disso, o tratamento é caro. Temos de pagar plano de saúde, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, e tudo isso é muito dispendioso”, explicou.

Foi graças à Caravana Pro Paz Cidadania, que chegou nesta quarta-feira (24) ao município de Canaã dos Carajás, que a pequena Geovana, filha de Eglá, conseguiu a carteira de identidade e o CPF, especialmente concedidos a ela, pois, em geral, a idade mínima para se expedir os documentos é a partir dos 14 anos de idade.

Quem também aproveitou o mutirão para resolver pendências familiares foi a professora Valdete Fernandes, 45 anos. Moradora da Vila Planalto, na sede de Canaã, ela é sogra da jovem Sandreia Silvestre, que tem 21 anos e é natural do município de Água Azul do Norte, também na região sudeste do Estado. Sandreia é a mãe de duas crianças, uma das quais é neta de Valdete, e nunca teve nenhum documento. Por conta disso, os dois meninos, um com 4 anos e outro com 5 meses de vida, também ainda não puderam ser registrados.

4“A gente tem tentado resolver a situação desde que ela entrou na família, ano passado, mas nunca tivemos sucesso, porque nos outros órgãos essa questão é mais demorada. Aqui, no entanto, já peguei a minha senha e estou com esperança de resolver o problema o mais rápido possível”, frisou, logo que chegou à Escola Municipal Tancredo Neves, onde o atendimento foi feito.

Para Valdete, o mutirão facilita muito a vida da população, principalmente por conta da agilidade do atendimento. “No caso da minha nora, como ela já é maior de idade, a gente teria que buscar uma solução no fórum ou no cartório e, nesses locais, o processo é mais demorado, então o mais interessante de virem serviços como esses para o interior é que eles resolvem com maior rapidez”, destacou.

Ao todo, ao longo do dia de trabalho na cidade, a Caravana Pro Paz Cidadania fez 1.526 atendimentos, entre os quais 508 emissões de carteira de identidade; 321 fotografias; 309 CPFs; 242 carteiras de trabalho; 105 atendimentos jurídicos e 41 certidões de nascimento.

Para o prefeito Jeová Andrade, a ação teve uma grande importância, pois, assim como a maioria dos municípios da região Carajás, Canaã sofre com um intenso fluxo migratório, formado, na maior parte, por pessoas que vão para a cidade em busca de uma oportunidade de emprego, em projetos como a mina Sossego, que opera com a extração de cobre, e o grandioso projeto de minério de ferro Carajás S11D, que vai implantar no município uma nova mina e usina de beneficiamento de ferro, expandindo, ainda mais, a atividade mineradora na região.

“Costumamos dizer que, junto com esses projetos, vêm também os problemas sociais, sendo que os problemas chegam antes dos investimentos. Um dos principais, sem dúvida, é a falta de documentação para a população. Daí a importância dessa ação em parceria com o governo do Estado, que tem se mostrado sensível e disposto a ajudar a resolver as nossas demandas”, disse o prefeito.

Segundo ele, o município ficou três anos sem emitir carteira de identidade, serviço que só agora foi retomado. “A nossa demanda reprimida era muito grande. O trabalho do governo do Estado certamente vai ajudar a tirar o nosso povo do isolamento que significa não ter documento”, ressaltou.

Coquetel marcará lançamento da edição especial sobre Canaã dos Carajás da Revista Expressão

A Revista Expressão Pará lança edição especial “Canaã dos Carajás, Terra Prometida do Pará”. História, cultura, eventos, turismo, economia e muita gente bonita em uma publicação dedicada a um dos municípios mais importantes do Pará. O caderno regional traz exposições agropecuárias, eventos regionais, notícias e muitos mais em 174 páginas do mais alto padrão gráfico nacional. Com a tiragem limitada em 10 mil, a revista circulará em todo o sul do Pará, na capital Belém, Brasília e Palmas.

Segundo o diretor de marketing Idelson Gomes, está sendo preparado um coquetel de lançamento para todos os parceiros desta edição. O evento será realizado na próxima quinta-feira (27), às 20h no Clube Sertanejo em Canaã dos Carajás e contará com a presença da imprensa, autoridades e empresários regionais, tais como o prefeito de Canaã Jeová Andrade (PMDB); prefeito de Rio Maria, Walter José “Waltinho do Ouro” (PSB); prefeito de Floresta do Araguaia, Alsério Kasimirsk (PSC); prefeito de Bannach, Válber Milhomem (PSB); prefeito de Água Azul do Norte Sargento Palmeira (PSDB) e o Jornalista Lourivan Gomes, vice-presidente da Associação dos Profissionais de Comunicação do Sul do Pará (APCOM) e diretor do Jornal A Notícia – Sul do Pará.

Lançada pedra fundamental para construção do novo prédio do Poder Judiciário em Canaã dos Carajás

O dia 21 de junho de 2013 ficou na história de Canaã dos Carajás, pois foi neste dia que, acompanhada do Prefeito Jeová Gonçalves de Andrade; do Vice-prefeito Alexandre Pereira dos Santos; do Presidente da Câmara Municipal, Vereador Ailson Ferreira Alves; do Juiz de Direito da Comarca, Dr. Lauro Fontes Júnior; de secretários municipais, vereadores e outras autoridades; a Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, presidiu a solenidade de lançamento da pedra fundamental das futuras instalações do Poder Judiciário de Canaã dos Carajás.

DSC_8817

Logo de início os presentes já puderam sentir a magnitude do evento com a chegada das autoridades, onde a Orquestra Renascer de Canaã dos Carajás, sob a coordenação do Maestro Lucas e da Regente Thaís, tocaram as músicas “Vem Com Josué Lutar em Jericó” e “Solta O Cabo Da Nau”. Após, a Orquestra foi muito aplaudida pela Desembargadora Luzia Nadja, que não poupou elogios ao Maestro Lucas e ao Prefeito Jeová Andrade por manter uma orquestra deste nível no município, principalmente após executarem o Hino Nacional Brasileiro para abrir oficialmente a solenidade.

Após a execução do Hino Nacional, as autoridades assinaram o termo de doação de imóvel, documento que oficializa a doação do terreno onde será construído o novo Fórum, ato que demonstra o compromisso da prefeitura com o desenvolvimento de Canaã dos Carajás.

Para o Juiz da Comarca, Dr. Lauro Fontes Júnior, esta ação do Tribunal de Justiça do Pará “é uma antecipação de forma inédita da solução para os problemas que poderão surgir com o adensamento populacional da cidade, o crescimento econômico e uma grande melhora de vida da população, que consequentemente acabam promovendo a intensificação dos conflitos sociais”.

Na oportunidade, Dr. Lauro também homenageou a Desembargadora Luzia Nadja, em nome da cidade, com uma cesta de doces.

O Presidente da OAB/Parauapebas, Dr. Jackson Silva, agradeceu a Desembargadora pela ilustre presença e por lançar a pedra fundamental desta importante obra para Canaã dos Carajás. Já a representante da OAB em Canaã dos Carajás, Drª Josemira Gadelha, enfatizou que esta iniciativa “aprimora o sistema judicial da cidade e contribui para uma sociedade mais justa e menos desigual, já que este é o compromisso da OAB com a sociedade”.

O Prefeito Jeová Andrade, em suas palavras, afirmou que esta é uma data que ficará marcada eternamente na história do município, e que, a partir da inauguração do novo Fórum, a sociedade terá mais acesso ao Poder Judiciário, afirmou ainda que este evento, além de desenvolver a cidade, contribuirá para que Canaã dos Carajás, que cresce anualmente acima da média nacional, esteja cada vez mais no nível das grandes metrópoles do país.

A Desembargadora Luzia Nadja, em seu pronunciamento, enalteceu a região, sobretudo a cidade de Canaã dos Carajás e parabenizou o Prefeito Jeová Andrade por estar cuidando bem da cidade. A Desembargadora agradeceu o Vereador Ailson Ferreira Alves, Presidente da Câmara e os demais vereadores pelo esforço na aprovação do projeto e por ter tratado o mesmo com urgência naquela casa de leis. Agradeceu também ao Dr. Lauro Fontes Júnior, inclusive chamando-o de amigo, pela articulação e dedicação em fazer acontecer este evento.

A Desembargadora ressaltou ainda que o “Poder Judiciário, a partir da democratização da informação, busca uma proximidade bem maior com a sociedade que procura os seus serviços e diante disso não pode ficar com os olhos vendados sem saber o que esta acontecendo no estado”. Luzia Nadja informou que, com o projeto S11D que será instalado em Canaã dos Carajás e os benefícios que trará para a região, haverá um crescimento muito grande de demanda para o Poder Judiciário, por isso “este Fórum é de fundamental

importância para a cidade”. A Desembargadora encerrou suas palavras prometendo retornar ao município para a inauguração do novo Fórum e agradeceu a todos os presentes.

Seguindo a cerimônia, o Prefeito Jeová Andrade guardou na urna que fora depositada dentro da Pedra Fundamental, uma edição do Informativo de Canaã dos Carajás, produzido pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura; o Presidente da Câmara, Ailson Ferreira depositou uma amostra da moeda corrente no país; e o Juiz Dr. Lauro Fontes depositou o Diário Oficial de Justiça do dia.

No enceramento do evento, a Desembargadora Luzia Nadja lacrou a urna que foi depositada dentro da Pedra da Fundamental e colocou a primeira mão de argamassa para, em fim, selar a pedra. Outras autoridades também foram convidadas a colocar um pouco da massa. E para fechar o evento com “chave de ouro”, o Prefeito Jeová Andrade, autor do hino de Canaã dos Carajás, acompanhado da Orquestra Renascer, cantou o hino municipal.

Mais um acidente com vítima fatal na PA-160

image

A PA-160, que liga Parauapebas a Canaã dos Carajás acaba de tirar mais uma vida. Um acidente ocorrido logo no início da tarde deste domingo com o veículo do advogado Jorge Nelson, atualmente lotado na Câmara Municipal de Parauapebas, tirou a vida da mãe do advogado, D. Marinalda, de 58 anos.

O resgate foi feito por uma guarnição do Corpo de Bombeiros lotada no Projeto S11D, em Canaã dos Carajás.

Segundo se apurou o carro conduzido pelo advogado teria capotado em uma curva daquela que vem se tornando uma estrada assassina. Estavam no veículo, além de Jorge Nelson e mãe, a noiva do advogado, a fisioterapeuta Jordânia Rêgo. O destino era a Cachoeira do Racha Placa, um bonito local muito conhecido em Canaã dos Carajás por sua beleza natural e que era constantemente visitado pelo advogado, conforme pode ser visto na foto acima, retirada do Facebook de Jordânia.

Jorge Nelson e sua noiva estão hospitalizados em estado grave no Hospital de Canaã dos Carajás. Ele, segundo as primeiras informações, respira com ajuda de aparelhos.

A PA-160 vem sendo protagonista de vários acidentes desde que recebeu o asfalto para atender o empreendimento da Vale em Canaã, muitos deles com vítimas fatais. Está na hora das autoridades reverem alguns pontos críticos da estrada, melhorando a sinalização e a fiscalização.

O corpo de D. Marinalda será encaminhado ainda hoje para o IML, em Marabá.

Atualização
Por volta das 21 horas o advogado Jorge Nelson já estava consciente. Os médicos do hospital 15 de outubro, em Canaã informaram que tanto o advogado quanto sua noiva já não correm mais risco de morte.  

Vale se reúne com diretores da ACIP e detalha construção do Ramal Ferroviário

Diretores da Vale reuniram-se na noite da quarta-feira, 12, com diretores da ACIP – Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas – com o objetivo visível de tranquilizar empresários, possíveis fornecedores na obra, que, segundo a mineradora, deverão ter prioridade no fornecimento de produtos e serviços para a construção do Ramal Ferroviário da EFC (Estrada de Ferro Carajás).

Diretores da entidade e da mineradora buscam entendimento

Sidney Oliveira, líder de suprimentos da Vale, explicou que agora, para o inicio das obras de construção do Ramal Ferroviário, a mineradora está em fase da contratação da empresa, com expectativa de que no início do segundo semestre deste ano já comece a construção dos canteiros e estradas de acesso; e logo em seguida a construção do ramal que deverá se estender até o final de 2015. “Queremos que no inicio de 2016 os trens estejam rodando sobre estes trilhos”, planeja Sidney.

Sobre a atração de pessoas, grande parte sem qualificação profissional, Sidney explicou que para isto estão sendo ofertados cursos profissionalizantes e treinamentos para pessoas da comunidade, preparando-as nem só para as obras e serviços da Vale, mas para os empregos indiretos que consequentemente irão surgir em virtude da construção do ramal ferroviário.

“Depois que terminar a obra estas pessoas serão aproveitadas em outras frentes de trabalhos podendo ser, inclusive, em toda a área de influência da Vale”, tranquiliza Sidney, mensurando que 80% da mão de obra a ser usada na obra será local.

O presidente da ACIP, Oriovaldo Mateus, avaliou como um grande avanço esta obra e lembra que ajudou na implantação da Mina de Carajás em 1982, cuja previsão de produção, na época, era de apenas 15 milhões de toneladas/ano. “Hoje este mesmo projeto saltou para 140 milhões de toneladas/ano. Com ele nasce um novo projeto em Canaã dos Carajás com capacidade para produção de 90 milhões de toneladas, o que faz de nosso município, e outros da região, os maiores produtores de minério do mundo”, afirmou Oriovaldo, qualificando como necessária a extensão da ferrovia para escoar toda esta produção; o que, em sua opinião, trará mais emprego e renda para a população local.

Quanto o pós obra, quando deverão ser dispensados muitos trabalhadores, ele tranquiliza contando que a ACIP está buscando a criação de novas matrizes econômicas exatamente para épocas com estas, podendo assim absorver esta mão de obra.

Preocupações imediatas – No encontro realizado ontem, na sala de reuniões da sede da ACIP, após a exibição de slides com os detalhes da obra foi a vez dos empresários fazerem perguntas aos diretores da mineradora, defendendo cada um seus respectivos segmentos.

Charles Cruz, diretor da Minas Pará Metalurgia, diz entender que as conversas com a Vale têm criado boas expectativas para seu segmento e diz acreditar que, com boa articulação, possa participar da construção do ramal com chances de, além de contribuir, absorver parte dos lucros.

“Creio que este projeto seja mais uma oportunidade que teremos de negócio e espero que sejamos de fato contemplados”, planeja Charles.

Empresário no ramo de britagem e concretos, Imberto de Araújo Costa é outro que espera participar como fornecedor na execução da obra. “Existem alguns ajustes a serem feitos, mas as conversas estão acontecendo e em todas elas os fornecedores locais do meu segmento têm tido atendidas suas reivindicações”, assegura Imberto, acrescentando que agora é só encontrar um ponto de equilíbrio para este fornecimento acontecer.

Sobre o Ramal Ferroviário da EFC

Uma obra prevista para 33 meses de execução, cujo início só aguardava a liberação da LI – Licença de Implantação – já emitida pelo IBAMA.

Para o inicio das obras de construção do Ramal Ferroviário, a mineradora está em fase da contratação da empresa, com expectativa de que no inicio do segundo semestre deste ano já comece a construção dos canteiros e estradas de acesso; e logo em seguida a construção do ramal que deverá se estender até o final de 2015.

O Ramal Ferroviário passou por análises do poder público e da sociedade civil organizada que participaram de audiências públicas e discussões sobre o assunto buscando um consenso.

O ramal terá 85,4 km de extensão e integrará, através de um sistema multimodal, rodoferroviário, o escoamento dos diferentes produtos da região, integrando ao corredor de exportação Norte, através de interligação com a Estrada de Ferro Carajás (EFC), o Porto de São Luís e os diversos empreendimentos da mineradora na região.

A ferrovia cortará uma faixa do perímetro urbano à altura do Centro de Formação Paroquial, na rodovia PA-160, sentido Canaã dos Carajás; a rodovia PA-275, próximo ao loteamento Nova Carajás, saída para Curionópolis; passará aos fundos do Bairro Minha Casa Minha Vida, nas proximidades do Projeto Pipa; e irá até a EFC, no bairro Palmares Sul.

As exigências feitas pela prefeitura de Parauapebas, um investimento total de R$ 250 milhões ao longo de cinco anos, implica em investimentos sociais, meio ambiente, saúde, educação, moradia e uma nova matriz econômica que possa preparar a região para o pós mineração. Número que significa 0,2% do lucro que a Vale obteve só no primeiro trimestre de 2011, que, conforme anunciado por ela mesma, foi de R$ 11,29 bilhões.

O número de trabalhadores envolvidos na construção do Ramal Ferroviário chegará a 5 mil, segundo informações da própria mineradora, que planeja ainda contratar pelo menos 80% deste nos municípios por onde passarão os trilhos; destes apenas 600 continuarão trabalhando na manutenção da ferrovia, as demais pessoas, se não forem criadas antecipadamente alternativas, ficarão à mercê de oportunidades que poderão não existir.

Os números do IBGE dão conta que cada vaga aberta atrai pelo menos outras cinco pessoas. Com base neste cálculo a construção do ramal ferroviário atrairá perto de 25 mil pessoas para Parauapebas e municípios vizinhos, número que nem o próprio projeto deverá absorver.

Exigências – A comissão de trabalho composta por representantes de várias secretarias municipais apresentou à Vale, em reunião realizada no Rio de Janeiro, várias propostas das quais algumas merecem destaque:

  • transformação do novo Hospital Municipal de Parauapebas em hospital regional universitário, com área para estágio e residência para futuros formandos da faculdade de medicina a ser criada.
  • Construção do aterro sanitário, com usina de reciclagem e aproveitamento de lixo, cuja área a prefeitura já teria comprado longe do centro urbano.
  • Outras parcerias, como melhoria na infraestrutura urbana e apoio a políticas culturais voltadas para a juventude, também foram apresentadas à Vale.
  • Implantação de um polo universitário tecnológico, em parceria com a Universidade Federal do Pará, disponibilizando pelo menos 14 cursos regulares, o que seria ganho para a população e ainda para a Vale, que lucraria com a mão de obra qualificada na própria região.

Duas obras foram confirmadas pela direção da Vale na reunião com os empresários e deverão ser iniciadas imediatamente. Trata-se da duplicação da Estrada Faruk Salmen, no trecho compreendido entre a Delegacia de polícia Civil e a Vila Palmares Sul, e a construção do polo universitário, cujas obras custarão a cifra de R$ 43 milhões.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ACIP

Vale transporta primeiro módulo do Projeto Ferro Carajás S11D

Em fase de teste, tecnologia inédita no país será usada no transporte dos 109 módulos pré-montados para implantar a usina

image

A vale concluiu o transporte do primeiro dos 109 módulos que irão compor a Usina de Beneficiamento do Projeto Ferro Carajás S11D – um gigante com altura equivalente a um prédio de seis andares. A fase de teste foi realizada entre os dias 1 e 4 de junho e foi considerada bem sucedida. “Montamos uma grande operação, envolvendo diversas áreas da Vale e do Projeto S11D, além de órgãos municipais e a comunidade. A preocupação com a segurança das pessoas envolvidas na operação e dos moradores das vilas foi primordial”, conta o Líder de Logística de Obra do S11D, João Kapiska.

O percurso de aproximadamente 42 quilômetros da Rodovia Municipal de Canaã dos Carajás, que liga o Canteiro Sudeste do Pará, onde as estruturas foram pré-montadas, ao local destinado à implantação da usina, foi transposto de forma inédita no país. Plataformas com rodas, posicionadas abaixo dos módulos, cuja capacidade de carga por eixo é superior a um caminhão convencional, fizeram a elevação dos blocos de forma hidráulica. Acopladas umas às outras, transportaram as peças até o local da futura usina.

“Estes equipamentos viabilizam toda a estratégia de modularização do S11D, permitindo o transporte de cargas extremamente pesadas, uma vez que possibilitam o acoplamento de quantos eixos forem necessários”, explica Kapiska. O ajuste hidráulico dos equipamentos também garante um transporte com maior estabilidade. Além disso, há um ganho em poder de manobra, que chega a 360 graus, por meio de um sistema de controle computadorizado.

A estratégia de modularização foi adotada para implantação do Projeto S11D por apresentar diversas vantagens, como maior segurança com a redução de trabalho em altura e o aumento na velocidade de construção da usina.

Segurança durante a operação

Como o tráfego na Rodovia Municipal de Canaã dos Carajás foi alterado em alguns períodos, foram disponibilizados alguns desvios de trânsito por estradas vicinais. “É importante ressaltar o comportamento dos moradores das vilas que ficam próximas da estrada, que respeitaram o limite de aproximação permitida pela equipe de segurança e colaboraram durante todo o período de interdição da estrada”, informa Kapiska.

Sobre o Projeto Ferro Carajás S11D

O S11D é o maior projeto da história da Vale e também o maior da indústria de minério de ferro, constituindo-se na principal alavanca de crescimento da capacidade de produção e da manutenção da liderança da empresa no mercado global em termos de volume, custo e qualidade. Localizado na Serra Sul de Carajás, em Canaã dos Carajás (PA) prevê a implantação de mina e usina de processamento e terá capacidade nominal de 90 milhões de toneladas métricas anuais (Mtpa) de minério de ferro, com teor médio de ferro de 66,48% e baixa concentração de impurezas.

Canaã dos Carajás realiza 1ª Conferência da Cidade

conferencia_cidade1A Conferência Municipal é o primeiro passo à participação de Canaã dos Carajás na 5ª. Conferência Nacional das Cidades, a qual acontecerá no período de 20 a 24 de novembro deste ano. Com o objetivo de promover a discussão dos quatro eixos da temática Nacional, bem como à elaboração de propostas para o âmbito municipal, no último dia 25, Canaã dos Carajás realizou a 1ª Conferência Municipal da Cidade.

A Conferência das Cidades é promovida pelo Ministério das Cidades, com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb) e Casa Civil.

Participaram da 1ª Conferência, Mônica Cavallero, membro da Comissão Preparatória Estadual, Evandro Saulo, representante do segmento Movimento Popular da Comissão Estadual, o prefeito Jeová Andrade (PMDB), o vice, Alexandre (PT), Câmara de Vereadores, Capitão Aquino, representante da Polícia Militar, representantes de entidades da sociedade civil organizada com atuação reconhecida nos respectivos segmentos.

Na ocasião, foram eleitos os delegados que participarão da Conferência Estadual, sendo eles: Crésio Francisco da Silva (titular) e Florentino Guirelle Junior (suplente), representantes de entidades sindicais; Geam M. F. Santos (titular) e Ismael Mac Robson Avelar (suplente), representantes do executivo municipal; João Batista Gustavo (titular) e Dionizio José Coutinho (suplente), representantes do legislativo municipal; Igelci Carneiro de Sousa (titular), Eliel Sobral da Silva Santos (suplente), representantes dos movimentos populares.

Os eixos da temática urbana para discussão foram:

  • Políticas de Incentivo à Implantação de Instrumentos de Promoção da Função Social da Propriedade;
  • Participação e Controle Social no Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano (SNDU);
  • Fundo Nacional de Desenvolvimento Urbano (FNDU);
  • Instrumentos e Políticas de Integração Intersetorial e Territorial.

Para Mônica Cavallero, representante da Comissão Preparatória Estadual, a realização das Conferências possibilita o diálogo entre o Poder Público e a comunidade, através de suas representações pelas entidades participantes, o que garante a legitimidade do controle social, sendo uma importante ferramenta para a transparência na gestão pública.

“A Conferência tem a finalidade de avançar na construção da Política nas esferas Nacional, Estadual e Municipal de desenvolvimento urbano”, explicou Mônica.

De acordo com o prefeito Jeová Andrade, um encontro que possibilita a participação da sociedade nas discussões que visam o desenvolvimento do município é com toda certeza, um passo largo rumo a grandes conquistas. “Precisamos nos articular para que nosso município cresça e se desenvolva de forma ordenada e, para que possamos conquistar esse desenvolvimento, precisamos discutir, planejar e é isso o que estamos fazendo”. afirmou Jeová Andrade.

De acordo com José Moreira, representante da Secretaria Municipal de Gestão e Planejamento, responsável pela coordenação do evento, a 1ª Conferência Municipal de Canaã dos Carajás superou a expectativa de público. “Foi muito gratificante presenciar o envolvimento, a participação da sociedade canaense no evento. A programação que teve início às 8h00min, com previsão de término às 18h00min, se estendeu até as 19h00min, pois a participação foi muito boa e os debates foram intensos. Então, nossa avaliação é de que o evento foi muito positivo”. relatou Moreira.

Vários municípios do sul e sudeste do Pará estão envolvidos na realização das conferências que resultarão nas eleições dos delegados que irão participar da Conferencia Estadual e Nacional.