Category Archives: Canaã dos Carajás

Coquetel marcará lançamento da edição especial sobre Canaã dos Carajás da Revista Expressão

A Revista Expressão Pará lança edição especial “Canaã dos Carajás, Terra Prometida do Pará”. História, cultura, eventos, turismo, economia e muita gente bonita em uma publicação dedicada a um dos municípios mais importantes do Pará. O caderno regional traz exposições agropecuárias, eventos regionais, notícias e muitos mais em 174 páginas do mais alto padrão gráfico nacional. Com a tiragem limitada em 10 mil, a revista circulará em todo o sul do Pará, na capital Belém, Brasília e Palmas.

Segundo o diretor de marketing Idelson Gomes, está sendo preparado um coquetel de lançamento para todos os parceiros desta edição. O evento será realizado na próxima quinta-feira (27), às 20h no Clube Sertanejo em Canaã dos Carajás e contará com a presença da imprensa, autoridades e empresários regionais, tais como o prefeito de Canaã Jeová Andrade (PMDB); prefeito de Rio Maria, Walter José “Waltinho do Ouro” (PSB); prefeito de Floresta do Araguaia, Alsério Kasimirsk (PSC); prefeito de Bannach, Válber Milhomem (PSB); prefeito de Água Azul do Norte Sargento Palmeira (PSDB) e o Jornalista Lourivan Gomes, vice-presidente da Associação dos Profissionais de Comunicação do Sul do Pará (APCOM) e diretor do Jornal A Notícia – Sul do Pará.

Lançada pedra fundamental para construção do novo prédio do Poder Judiciário em Canaã dos Carajás

O dia 21 de junho de 2013 ficou na história de Canaã dos Carajás, pois foi neste dia que, acompanhada do Prefeito Jeová Gonçalves de Andrade; do Vice-prefeito Alexandre Pereira dos Santos; do Presidente da Câmara Municipal, Vereador Ailson Ferreira Alves; do Juiz de Direito da Comarca, Dr. Lauro Fontes Júnior; de secretários municipais, vereadores e outras autoridades; a Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, presidiu a solenidade de lançamento da pedra fundamental das futuras instalações do Poder Judiciário de Canaã dos Carajás.

DSC_8817

Logo de início os presentes já puderam sentir a magnitude do evento com a chegada das autoridades, onde a Orquestra Renascer de Canaã dos Carajás, sob a coordenação do Maestro Lucas e da Regente Thaís, tocaram as músicas “Vem Com Josué Lutar em Jericó” e “Solta O Cabo Da Nau”. Após, a Orquestra foi muito aplaudida pela Desembargadora Luzia Nadja, que não poupou elogios ao Maestro Lucas e ao Prefeito Jeová Andrade por manter uma orquestra deste nível no município, principalmente após executarem o Hino Nacional Brasileiro para abrir oficialmente a solenidade.

Após a execução do Hino Nacional, as autoridades assinaram o termo de doação de imóvel, documento que oficializa a doação do terreno onde será construído o novo Fórum, ato que demonstra o compromisso da prefeitura com o desenvolvimento de Canaã dos Carajás.

Para o Juiz da Comarca, Dr. Lauro Fontes Júnior, esta ação do Tribunal de Justiça do Pará “é uma antecipação de forma inédita da solução para os problemas que poderão surgir com o adensamento populacional da cidade, o crescimento econômico e uma grande melhora de vida da população, que consequentemente acabam promovendo a intensificação dos conflitos sociais”.

Na oportunidade, Dr. Lauro também homenageou a Desembargadora Luzia Nadja, em nome da cidade, com uma cesta de doces.

O Presidente da OAB/Parauapebas, Dr. Jackson Silva, agradeceu a Desembargadora pela ilustre presença e por lançar a pedra fundamental desta importante obra para Canaã dos Carajás. Já a representante da OAB em Canaã dos Carajás, Drª Josemira Gadelha, enfatizou que esta iniciativa “aprimora o sistema judicial da cidade e contribui para uma sociedade mais justa e menos desigual, já que este é o compromisso da OAB com a sociedade”.

O Prefeito Jeová Andrade, em suas palavras, afirmou que esta é uma data que ficará marcada eternamente na história do município, e que, a partir da inauguração do novo Fórum, a sociedade terá mais acesso ao Poder Judiciário, afirmou ainda que este evento, além de desenvolver a cidade, contribuirá para que Canaã dos Carajás, que cresce anualmente acima da média nacional, esteja cada vez mais no nível das grandes metrópoles do país.

A Desembargadora Luzia Nadja, em seu pronunciamento, enalteceu a região, sobretudo a cidade de Canaã dos Carajás e parabenizou o Prefeito Jeová Andrade por estar cuidando bem da cidade. A Desembargadora agradeceu o Vereador Ailson Ferreira Alves, Presidente da Câmara e os demais vereadores pelo esforço na aprovação do projeto e por ter tratado o mesmo com urgência naquela casa de leis. Agradeceu também ao Dr. Lauro Fontes Júnior, inclusive chamando-o de amigo, pela articulação e dedicação em fazer acontecer este evento.

A Desembargadora ressaltou ainda que o “Poder Judiciário, a partir da democratização da informação, busca uma proximidade bem maior com a sociedade que procura os seus serviços e diante disso não pode ficar com os olhos vendados sem saber o que esta acontecendo no estado”. Luzia Nadja informou que, com o projeto S11D que será instalado em Canaã dos Carajás e os benefícios que trará para a região, haverá um crescimento muito grande de demanda para o Poder Judiciário, por isso “este Fórum é de fundamental

importância para a cidade”. A Desembargadora encerrou suas palavras prometendo retornar ao município para a inauguração do novo Fórum e agradeceu a todos os presentes.

Seguindo a cerimônia, o Prefeito Jeová Andrade guardou na urna que fora depositada dentro da Pedra Fundamental, uma edição do Informativo de Canaã dos Carajás, produzido pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura; o Presidente da Câmara, Ailson Ferreira depositou uma amostra da moeda corrente no país; e o Juiz Dr. Lauro Fontes depositou o Diário Oficial de Justiça do dia.

No enceramento do evento, a Desembargadora Luzia Nadja lacrou a urna que foi depositada dentro da Pedra da Fundamental e colocou a primeira mão de argamassa para, em fim, selar a pedra. Outras autoridades também foram convidadas a colocar um pouco da massa. E para fechar o evento com “chave de ouro”, o Prefeito Jeová Andrade, autor do hino de Canaã dos Carajás, acompanhado da Orquestra Renascer, cantou o hino municipal.

Mais um acidente com vítima fatal na PA-160

image

A PA-160, que liga Parauapebas a Canaã dos Carajás acaba de tirar mais uma vida. Um acidente ocorrido logo no início da tarde deste domingo com o veículo do advogado Jorge Nelson, atualmente lotado na Câmara Municipal de Parauapebas, tirou a vida da mãe do advogado, D. Marinalda, de 58 anos.

O resgate foi feito por uma guarnição do Corpo de Bombeiros lotada no Projeto S11D, em Canaã dos Carajás.

Segundo se apurou o carro conduzido pelo advogado teria capotado em uma curva daquela que vem se tornando uma estrada assassina. Estavam no veículo, além de Jorge Nelson e mãe, a noiva do advogado, a fisioterapeuta Jordânia Rêgo. O destino era a Cachoeira do Racha Placa, um bonito local muito conhecido em Canaã dos Carajás por sua beleza natural e que era constantemente visitado pelo advogado, conforme pode ser visto na foto acima, retirada do Facebook de Jordânia.

Jorge Nelson e sua noiva estão hospitalizados em estado grave no Hospital de Canaã dos Carajás. Ele, segundo as primeiras informações, respira com ajuda de aparelhos.

A PA-160 vem sendo protagonista de vários acidentes desde que recebeu o asfalto para atender o empreendimento da Vale em Canaã, muitos deles com vítimas fatais. Está na hora das autoridades reverem alguns pontos críticos da estrada, melhorando a sinalização e a fiscalização.

O corpo de D. Marinalda será encaminhado ainda hoje para o IML, em Marabá.

Atualização
Por volta das 21 horas o advogado Jorge Nelson já estava consciente. Os médicos do hospital 15 de outubro, em Canaã informaram que tanto o advogado quanto sua noiva já não correm mais risco de morte.  

Vale se reúne com diretores da ACIP e detalha construção do Ramal Ferroviário

Diretores da Vale reuniram-se na noite da quarta-feira, 12, com diretores da ACIP – Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas – com o objetivo visível de tranquilizar empresários, possíveis fornecedores na obra, que, segundo a mineradora, deverão ter prioridade no fornecimento de produtos e serviços para a construção do Ramal Ferroviário da EFC (Estrada de Ferro Carajás).

Diretores da entidade e da mineradora buscam entendimento

Sidney Oliveira, líder de suprimentos da Vale, explicou que agora, para o inicio das obras de construção do Ramal Ferroviário, a mineradora está em fase da contratação da empresa, com expectativa de que no início do segundo semestre deste ano já comece a construção dos canteiros e estradas de acesso; e logo em seguida a construção do ramal que deverá se estender até o final de 2015. “Queremos que no inicio de 2016 os trens estejam rodando sobre estes trilhos”, planeja Sidney.

Sobre a atração de pessoas, grande parte sem qualificação profissional, Sidney explicou que para isto estão sendo ofertados cursos profissionalizantes e treinamentos para pessoas da comunidade, preparando-as nem só para as obras e serviços da Vale, mas para os empregos indiretos que consequentemente irão surgir em virtude da construção do ramal ferroviário.

“Depois que terminar a obra estas pessoas serão aproveitadas em outras frentes de trabalhos podendo ser, inclusive, em toda a área de influência da Vale”, tranquiliza Sidney, mensurando que 80% da mão de obra a ser usada na obra será local.

O presidente da ACIP, Oriovaldo Mateus, avaliou como um grande avanço esta obra e lembra que ajudou na implantação da Mina de Carajás em 1982, cuja previsão de produção, na época, era de apenas 15 milhões de toneladas/ano. “Hoje este mesmo projeto saltou para 140 milhões de toneladas/ano. Com ele nasce um novo projeto em Canaã dos Carajás com capacidade para produção de 90 milhões de toneladas, o que faz de nosso município, e outros da região, os maiores produtores de minério do mundo”, afirmou Oriovaldo, qualificando como necessária a extensão da ferrovia para escoar toda esta produção; o que, em sua opinião, trará mais emprego e renda para a população local.

Quanto o pós obra, quando deverão ser dispensados muitos trabalhadores, ele tranquiliza contando que a ACIP está buscando a criação de novas matrizes econômicas exatamente para épocas com estas, podendo assim absorver esta mão de obra.

Preocupações imediatas – No encontro realizado ontem, na sala de reuniões da sede da ACIP, após a exibição de slides com os detalhes da obra foi a vez dos empresários fazerem perguntas aos diretores da mineradora, defendendo cada um seus respectivos segmentos.

Charles Cruz, diretor da Minas Pará Metalurgia, diz entender que as conversas com a Vale têm criado boas expectativas para seu segmento e diz acreditar que, com boa articulação, possa participar da construção do ramal com chances de, além de contribuir, absorver parte dos lucros.

“Creio que este projeto seja mais uma oportunidade que teremos de negócio e espero que sejamos de fato contemplados”, planeja Charles.

Empresário no ramo de britagem e concretos, Imberto de Araújo Costa é outro que espera participar como fornecedor na execução da obra. “Existem alguns ajustes a serem feitos, mas as conversas estão acontecendo e em todas elas os fornecedores locais do meu segmento têm tido atendidas suas reivindicações”, assegura Imberto, acrescentando que agora é só encontrar um ponto de equilíbrio para este fornecimento acontecer.

Sobre o Ramal Ferroviário da EFC

Uma obra prevista para 33 meses de execução, cujo início só aguardava a liberação da LI – Licença de Implantação – já emitida pelo IBAMA.

Para o inicio das obras de construção do Ramal Ferroviário, a mineradora está em fase da contratação da empresa, com expectativa de que no inicio do segundo semestre deste ano já comece a construção dos canteiros e estradas de acesso; e logo em seguida a construção do ramal que deverá se estender até o final de 2015.

O Ramal Ferroviário passou por análises do poder público e da sociedade civil organizada que participaram de audiências públicas e discussões sobre o assunto buscando um consenso.

O ramal terá 85,4 km de extensão e integrará, através de um sistema multimodal, rodoferroviário, o escoamento dos diferentes produtos da região, integrando ao corredor de exportação Norte, através de interligação com a Estrada de Ferro Carajás (EFC), o Porto de São Luís e os diversos empreendimentos da mineradora na região.

A ferrovia cortará uma faixa do perímetro urbano à altura do Centro de Formação Paroquial, na rodovia PA-160, sentido Canaã dos Carajás; a rodovia PA-275, próximo ao loteamento Nova Carajás, saída para Curionópolis; passará aos fundos do Bairro Minha Casa Minha Vida, nas proximidades do Projeto Pipa; e irá até a EFC, no bairro Palmares Sul.

As exigências feitas pela prefeitura de Parauapebas, um investimento total de R$ 250 milhões ao longo de cinco anos, implica em investimentos sociais, meio ambiente, saúde, educação, moradia e uma nova matriz econômica que possa preparar a região para o pós mineração. Número que significa 0,2% do lucro que a Vale obteve só no primeiro trimestre de 2011, que, conforme anunciado por ela mesma, foi de R$ 11,29 bilhões.

O número de trabalhadores envolvidos na construção do Ramal Ferroviário chegará a 5 mil, segundo informações da própria mineradora, que planeja ainda contratar pelo menos 80% deste nos municípios por onde passarão os trilhos; destes apenas 600 continuarão trabalhando na manutenção da ferrovia, as demais pessoas, se não forem criadas antecipadamente alternativas, ficarão à mercê de oportunidades que poderão não existir.

Os números do IBGE dão conta que cada vaga aberta atrai pelo menos outras cinco pessoas. Com base neste cálculo a construção do ramal ferroviário atrairá perto de 25 mil pessoas para Parauapebas e municípios vizinhos, número que nem o próprio projeto deverá absorver.

Exigências – A comissão de trabalho composta por representantes de várias secretarias municipais apresentou à Vale, em reunião realizada no Rio de Janeiro, várias propostas das quais algumas merecem destaque:

  • transformação do novo Hospital Municipal de Parauapebas em hospital regional universitário, com área para estágio e residência para futuros formandos da faculdade de medicina a ser criada.
  • Construção do aterro sanitário, com usina de reciclagem e aproveitamento de lixo, cuja área a prefeitura já teria comprado longe do centro urbano.
  • Outras parcerias, como melhoria na infraestrutura urbana e apoio a políticas culturais voltadas para a juventude, também foram apresentadas à Vale.
  • Implantação de um polo universitário tecnológico, em parceria com a Universidade Federal do Pará, disponibilizando pelo menos 14 cursos regulares, o que seria ganho para a população e ainda para a Vale, que lucraria com a mão de obra qualificada na própria região.

Duas obras foram confirmadas pela direção da Vale na reunião com os empresários e deverão ser iniciadas imediatamente. Trata-se da duplicação da Estrada Faruk Salmen, no trecho compreendido entre a Delegacia de polícia Civil e a Vila Palmares Sul, e a construção do polo universitário, cujas obras custarão a cifra de R$ 43 milhões.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ACIP

Vale transporta primeiro módulo do Projeto Ferro Carajás S11D

Em fase de teste, tecnologia inédita no país será usada no transporte dos 109 módulos pré-montados para implantar a usina

image

A vale concluiu o transporte do primeiro dos 109 módulos que irão compor a Usina de Beneficiamento do Projeto Ferro Carajás S11D – um gigante com altura equivalente a um prédio de seis andares. A fase de teste foi realizada entre os dias 1 e 4 de junho e foi considerada bem sucedida. “Montamos uma grande operação, envolvendo diversas áreas da Vale e do Projeto S11D, além de órgãos municipais e a comunidade. A preocupação com a segurança das pessoas envolvidas na operação e dos moradores das vilas foi primordial”, conta o Líder de Logística de Obra do S11D, João Kapiska.

O percurso de aproximadamente 42 quilômetros da Rodovia Municipal de Canaã dos Carajás, que liga o Canteiro Sudeste do Pará, onde as estruturas foram pré-montadas, ao local destinado à implantação da usina, foi transposto de forma inédita no país. Plataformas com rodas, posicionadas abaixo dos módulos, cuja capacidade de carga por eixo é superior a um caminhão convencional, fizeram a elevação dos blocos de forma hidráulica. Acopladas umas às outras, transportaram as peças até o local da futura usina.

“Estes equipamentos viabilizam toda a estratégia de modularização do S11D, permitindo o transporte de cargas extremamente pesadas, uma vez que possibilitam o acoplamento de quantos eixos forem necessários”, explica Kapiska. O ajuste hidráulico dos equipamentos também garante um transporte com maior estabilidade. Além disso, há um ganho em poder de manobra, que chega a 360 graus, por meio de um sistema de controle computadorizado.

A estratégia de modularização foi adotada para implantação do Projeto S11D por apresentar diversas vantagens, como maior segurança com a redução de trabalho em altura e o aumento na velocidade de construção da usina.

Segurança durante a operação

Como o tráfego na Rodovia Municipal de Canaã dos Carajás foi alterado em alguns períodos, foram disponibilizados alguns desvios de trânsito por estradas vicinais. “É importante ressaltar o comportamento dos moradores das vilas que ficam próximas da estrada, que respeitaram o limite de aproximação permitida pela equipe de segurança e colaboraram durante todo o período de interdição da estrada”, informa Kapiska.

Sobre o Projeto Ferro Carajás S11D

O S11D é o maior projeto da história da Vale e também o maior da indústria de minério de ferro, constituindo-se na principal alavanca de crescimento da capacidade de produção e da manutenção da liderança da empresa no mercado global em termos de volume, custo e qualidade. Localizado na Serra Sul de Carajás, em Canaã dos Carajás (PA) prevê a implantação de mina e usina de processamento e terá capacidade nominal de 90 milhões de toneladas métricas anuais (Mtpa) de minério de ferro, com teor médio de ferro de 66,48% e baixa concentração de impurezas.

Canaã dos Carajás realiza 1ª Conferência da Cidade

conferencia_cidade1A Conferência Municipal é o primeiro passo à participação de Canaã dos Carajás na 5ª. Conferência Nacional das Cidades, a qual acontecerá no período de 20 a 24 de novembro deste ano. Com o objetivo de promover a discussão dos quatro eixos da temática Nacional, bem como à elaboração de propostas para o âmbito municipal, no último dia 25, Canaã dos Carajás realizou a 1ª Conferência Municipal da Cidade.

A Conferência das Cidades é promovida pelo Ministério das Cidades, com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb) e Casa Civil.

Participaram da 1ª Conferência, Mônica Cavallero, membro da Comissão Preparatória Estadual, Evandro Saulo, representante do segmento Movimento Popular da Comissão Estadual, o prefeito Jeová Andrade (PMDB), o vice, Alexandre (PT), Câmara de Vereadores, Capitão Aquino, representante da Polícia Militar, representantes de entidades da sociedade civil organizada com atuação reconhecida nos respectivos segmentos.

Na ocasião, foram eleitos os delegados que participarão da Conferência Estadual, sendo eles: Crésio Francisco da Silva (titular) e Florentino Guirelle Junior (suplente), representantes de entidades sindicais; Geam M. F. Santos (titular) e Ismael Mac Robson Avelar (suplente), representantes do executivo municipal; João Batista Gustavo (titular) e Dionizio José Coutinho (suplente), representantes do legislativo municipal; Igelci Carneiro de Sousa (titular), Eliel Sobral da Silva Santos (suplente), representantes dos movimentos populares.

Os eixos da temática urbana para discussão foram:

  • Políticas de Incentivo à Implantação de Instrumentos de Promoção da Função Social da Propriedade;
  • Participação e Controle Social no Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano (SNDU);
  • Fundo Nacional de Desenvolvimento Urbano (FNDU);
  • Instrumentos e Políticas de Integração Intersetorial e Territorial.

Para Mônica Cavallero, representante da Comissão Preparatória Estadual, a realização das Conferências possibilita o diálogo entre o Poder Público e a comunidade, através de suas representações pelas entidades participantes, o que garante a legitimidade do controle social, sendo uma importante ferramenta para a transparência na gestão pública.

“A Conferência tem a finalidade de avançar na construção da Política nas esferas Nacional, Estadual e Municipal de desenvolvimento urbano”, explicou Mônica.

De acordo com o prefeito Jeová Andrade, um encontro que possibilita a participação da sociedade nas discussões que visam o desenvolvimento do município é com toda certeza, um passo largo rumo a grandes conquistas. “Precisamos nos articular para que nosso município cresça e se desenvolva de forma ordenada e, para que possamos conquistar esse desenvolvimento, precisamos discutir, planejar e é isso o que estamos fazendo”. afirmou Jeová Andrade.

De acordo com José Moreira, representante da Secretaria Municipal de Gestão e Planejamento, responsável pela coordenação do evento, a 1ª Conferência Municipal de Canaã dos Carajás superou a expectativa de público. “Foi muito gratificante presenciar o envolvimento, a participação da sociedade canaense no evento. A programação que teve início às 8h00min, com previsão de término às 18h00min, se estendeu até as 19h00min, pois a participação foi muito boa e os debates foram intensos. Então, nossa avaliação é de que o evento foi muito positivo”. relatou Moreira.

Vários municípios do sul e sudeste do Pará estão envolvidos na realização das conferências que resultarão nas eleições dos delegados que irão participar da Conferencia Estadual e Nacional.

Canaã dos Carajás recebe nova agência da Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal inaugurou, na última segunda-feira (20), no município de Canaã dos Carajás, sua nova unidade de atendimento bancário na região Sudeste do Estado do Pará. A nova agência, que recebeu o nome do município, Agência Canaã dos Carajás, funcionava em endereço provisório e não oferecia aos clientes a comodidade apropriada. Agora, localizada em ponto estratégico, Avenida Wayne Cavalcante, no centro da cidade, a nova agência funcionará no horário normal de funcionamento das agências bancárias, ou seja, das 10h00min às 15h00min, num ambiente capaz de proporcionar conforto, comodidade e mais agilidade no atendimento.

O evento contou com a presença de várias autoridades, dentre elas, o superintendente regional da CAIXA, Floriano Kruly Neto, da gerente geral da nova unidade, Maria Eliziane Portela, da Secretária de Gabinete do prefeito Jeová Andrade, Marily Souza, que na ocasião, representou o prefeito Jeová Andrade.

Considerando que é filosofia da Caixa Econômica Federal o alinhamento de suas novas instalações aos estratégicos desafios de se tornar referência em atendimento, valorizando a satisfação e comodidade de seus usuários, é certo que a nova estrutura facilitará o acesso aos serviços oferecidos pela CAIXA.

Vale ressaltar que a CAIXA é o principal agente financeiro das políticas públicas do Governo Federal, estando à frente dos mais importantes programas, como Minha Casa Minha Vida (PMCMV), Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e programa Bolsa Família. No que depender de tecnologia moderna para o bom atendimento, a nova agência dispõe de sinalização interna, atendimento privativo, direcionamento e movimentação de cliente de acordo com os tipos de serviços.

Considerando a dinâmica de crescimento populacional do município, a inauguração da nova agência, bem como da ampliação no número de funcionários para garantir atendimento mais humanizado aos cidadãos canaenses é digna de respeito e consideração. A sociedade canaense agradece.

Prefeitura de Canaã dos Carajás assina convênio para expedição de Cédula de Identidade e Antecedentes Criminais‏

As visitas do prefeito Jeová Andrade a Belém na busca de parcerias, convênios e projetos para o município de Canaã dos Carajás começam a dar resultados. O convênio com a Delegacia Regional do Trabalho (DRT-PA), para expedição de Carteiras de Identidade e Antecedentes Criminais foi assinado no último dia 22, sendo exposto no Diário Oficial logo no dia seguinte, sob número de publicação 529611.

A partir de junho, com a instalação e funcionamento da Seção de Identificação Civil, a sociedade canaense não mais precisará se deslocar para outros municípios para dispor de tais serviços.

O convênio garante o retorno da Expedição de Carteiras de Identidade e também, de Antecedentes Criminais, pondo fim ao desgaste vivenciado pelo povo de Canaã, que há mais de 2 anos vem sofrendo as consequências da desativação da unidade no município. Com a renovação do convênio, o município assume a responsabilidade de expedir os referidos documentos.

O posto de identificação funcionará na sede do Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC), localizado na Rua JK, prédio da Secretaria de Desenvolvimento Social. Canaã dos Carajás já dispõe de técnicos treinados e capacitados para o atendimento e a estimativa, é emitir cerca de 400 Carteiras de Identidade mês. O local é totalmente climatizado e dispõe de toda a infraestrutura necessária ao bom atendimento.

Para o prefeito Jeová Andrade, trata-se de um serviço extremamente importante, por isso não mediu esforços, indo pessoalmente agilizar a assinatura do convênio e em seu tempo máximo, ou seja, 2 anos. “Era um absurdo o cidadão de Canaã ter que se deslocar para outros municípios (Parauapebas, Marabá, Xinguara) para tirar identidade. Perdia tempo, e muitos acabavam desistindo por que nem sempre conseguiam na primeira tentativa. Com um posto de atendimento no nosso município, vamos garantir conforto, comodidade, rapidez e respeito a quem precisa dos serviços”. disse o prefeito.

Canaã dos Carajás: ACIACCA recupera mais de R$ 2 milhões ao comércio local de Canaã.

Após muita cobrança, mobilização e constantes denúncias da ACIACCA, (Associação Comercial e Agropastoril de Canaã dos Carajás) à imprensa, os débitos de algumas prestadoras de serviços da mineradora Vale ao comércio local estão sendo quitados.

image001

A dívida das duas empreiteiras da Vale ultrapassam o valor de R$ 2.000.000,00 (dois milhões de Reais). Sem receber, muitos associados da entidade já passavam por dificuldades econômicas. Ao ser procurada pelos associados, a diretoria da Associação Comercial convocou diversas reuniões com a mineradora e os responsáveis das empresas para a quitação das dívidas.

A primeira reunião aconteceu dia 15 de janeiro na sede da associação. Representando a empresa Vale, esteve presente o Analista da Sócio-Economia Marcelo Cabral, que ouviu atento as reclamações e solicitou a entrega de um relatório expondo a situação, assim como as empresas devedoras.

O documento foi entregue dia 21 de janeiro, constando as empresas TC Engenharia e Orteng.

A diretoria da associação comercial voltou a pressionar a Vale. Outra reunião foi solicitada dia primeiro de fevereiro, desta vez com os engenheiros responsáveis pela implantação do projeto S11D, Eduardo Castro e Quirino Nunes. A resposta foi dada vinte e dois dias depois, com a garantia que as dívidas da TC Engenharia seriam sanadas até dia 22 de abril. A Orteng pediu um prazo até 8 de março.

Para intermediar o pagamento dos débitos da empresa Orteng, foram realizados cinco encontros. O último aconteceu dia 4 de abril, finalizando os pagamentos das vinte e cinco empresas. “Estou muito feliz, os débitos das empresas estão sendo finalizados. A nossa presença aqui é garantir que isso transcorra da forma mais transparente possível”, comentou Marcelo Cabral.

“Ficamos muito tempo sem receber e a Vale sem pagar”, disse Daniel Carreiro, da Orteng, que atribuiu os atrasos às medições entre a empresa e a mineradora Vale, que não vinham acontecendo. Lembrou ainda que estes débitos não ocorrem apenas em Canaã dos Carajás, a Orteng passa hoje por uma crise que ocasiona problemas de pagamentos em muitos outros municípios. “Nossa diretoria juntamente á diretoria da Vale encontrou uma maneira de quitar esses débitos sem ninguém sair lesado”.

Anderson Mendes - presidente da ACIACCA

Anderson Mendes – Presidente da Aciacca

De acordo com Anderson Mendes, presidente da Associação Comercial, inadimplências de empresas com o comércio de Canaã acontecem desde o ano de 2003, com a implantação do projeto Sossego. Ao longo destes anos a problemática foi se alastrando e resultou hoje uma dívida exorbitante que após muita luta da associação junto aos comerciantes, pôde ser sanada. Para amenizar o problema, a associação cobrará da mineradora Vale um acréscimo de cláusula contratual que obrigue o fornecimento de Certidões Negativas de Débitos, o Nada Consta, por parte das empresas prestadoras de serviço. Com isso ao término do contrato cada empresa deverá expedir o Nada Consta na Associação Comercial. “Agora a nossa luta será pelo Nada Consta. Com essa exigência impediremos que estas empresas saiam do município devendo o comércio. Não podemos admitir que esses calotes continuem acontecendo em Canaã dos Carajás”, enfatizou Anderson.

Eleitorado de Parauapebas cresceu mais de 87% nos últimos oito anos. Foram quase 55 mil novos eleitores de 2004 pra 2013

É impressionante o ritmo de crescimento populacional do município de Parauapebas. Isso fica muito claro quando comparamos o crescimento do eleitorado de Parauapebas com os vizinhos municípios de Canaã dos Carajás,  Curionópolis, Eldorado dos Carajás e Marabá.

Dados colhidos junto ao TSE apontam que, de dezembro de 2004 até abril de 2013 o eleitorado parauapebense cresceu em 54.954 eleitores ou 87,04%. Em Canaã dos Carajás o crescimento foi de 51,19%, em Curionópolis 72,11%, em Eldorado dos Carajás 43,33% e em Marabá  39,87%.

Se compararmos a evolução do eleitorado em 2013, Parauapebas já recebeu 5.981 novos eleitores, ou 5.31% de crescimento. Canaã dos Carajás apenas 3 novos eleitores no período, ou 0,012%; Curionópolis perdeu 97 eleitores (-0,61%); Eldorado dos Carajás perdeu 25 eleitores (-0,14%) e Marabá recebeu 554 eleitores, um aumento de apenas 0,38% no período compreendido entre dezembro de 2012 a abril de 2013, mês em que os eleitores que deixaram de votar nas três últimas eleições tiveram seus registros eleitorais cancelados.

Município

2004

2006

2008

2010

2012

2013

2004/2013

Canaã dos Carajás

15.583

14.231

18.983

19.324

23.557

23.560

51,19%

Curionópolis

9.221

10.426

12.464

12.929

15.968

15.871

72,15%

Eldorado dos Carajás

12.715

13.873

15.466

15.858

18.250

18.225

43,33%

Marabá

103.332

111.668

122.248

133.697

143.986

144.540

39,87%

Parauapebas

63.542

70.095

85.196

92634

112.515

118.496

87,04%

O grande índice de geração de empregos e a cobrança do título eleitoral na hora de contratar é, sem dúvida, uma das causas da evolução do eleitorado em Parauapebas, além do alto índice de jovens na faixa etária de 14 a 18 anos, que faz com que cresça a busca pelo título eleitoral a cada nova eleição.

error: Content is protected !!