Category Archives: Canaã dos Carajás

Vale promove palestra de Maria da Penha sobre violência contra a mulher

Nesta quarta-feira (19), às 10h, na Câmara Municipal de Canaã dos Carajás, será realizada a palestra “Violência Doméstica Contra a Mulher”, ministrada pela líder dos movimentos em defesa da mulher no Brasil, Maria da Penha Maia Fernandes. Maria da Penha, que foi vítima de violência doméstica pelo marido, foi homenageada no nome da lei brasileira que combate o problema e é referência na luta pelos direitos da mulher.

O evento será aberto ao público e faz parte do Programa de Saúde Comunitária da Vale, por meio do Projeto de Educação Sexual e Promoção da Saúde – PESS. A programação contará ainda com a participação da promotora pública de justiça de Canaã dos Carajás, Cristina Morikawa. Ela falará sobre a violência contra a mulher no município, com ênfase nas taxas de agressões e homicídios, e também sobre os procedimentos de atendimento e acolhimento das vítimas na região.

Vale e Prefeitura apresentam dados coletados por Programa de Acompanhamento da Migração em Canaã dos Carajás

O levantamento foi realizado no período entre abril de 2013 e outubro de 2014

Na próxima terça-feira (18), a Vale e a Prefeitura de Canaã dos Carajás apresentarão os resultados coletados nos quase dois anos de atuação do Programa de Acompanhamento da Migração, promovido pela empresa em Canaã dos Carajás, no VII Seminário do PAM. O evento será realizado no auditório do Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC), de 8h às 18h.

O encontro tem por objetivo apresentar os dados da migração analisados no período de abril de 2013 a outubro de 2014, a partir dos atendimentos realizados no Centro de Apoio ao Migrante de Canaã dos Carajás, assim como avaliar a contribuição do programa para o fortalecimento da rede socioassistencial local.

O seminário é voltado para assistentes sociais do município, conselheiros de políticas setoriais que atuam na gestão pública, organizações sociais, conselheiros tutelares e representantes de órgãos públicos e privados e dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

Um dos destaques da programação será a participação do colaborador da empresa de consultoria Diagonal Empreendimentos e Gestão de Negócios, Daniel Pessini Sobreira. Formado em Ciências Sociais pela Universidade de Campinas (UNICAMP), Sobreira é especialista em Gestão de Sustentabilidade, pela Fundação Getúlio Vargas, e mestre em Demografia, pela UNICAMP.

Sobre o Programa de Acompanhamento da Migração

O Programa de Acompanhamento da Migração foi implantado em 2011 com o objetivo de alinhar as ações do Projeto Ferro Carajás S11D às diretrizes da Política Nacional de Assistência Social. A proposta é fortalecer a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Canaã dos Carajás, com o apoio ao monitoramento do fluxo migratório e à captação de recursos para instalação de serviços de proteção básica e especial, além de apoio às ações de capacitação para técnicos da secretaria municipal.          

O programa permitiu a implantação de um serviço articulado às políticas de assistência social, com a disponibilização de uma equipe técnica da Prefeitura para acolhimento, triagem e encaminhamento do migrante em situação de vulnerabilidade social à rede de serviços socioassistenciais do município de Canaã dos Carajás. No período de abril de 2013 a outubro de 2014 foram realizados cerca de 1.600 atendimentos no Centro de Apoio ao Migrante.

Serviço

O quê: VII Seminário do Programa de Acompanhamento da Migração

Quando: terça-feira (18), de 8h às 18h

Onde: Auditório do Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão – na Av. JK S/N, Canaã dos Carajás.

As contradições de Canaã dos Carajás. Mesmo abrigando o maior projeto de mineração do planeta, município sofre com a falta de infraestrutura

Sindicato dos Jornalistas do Pará é notificado pelo Ministério Público do Trabalho por negar filiação à jornalista

Jornalista Carlos Magno - Canaã dos CarajásO jornalista Carlos Magno de Oliveira (foto), de Canaã dos Carajás, sudeste do Pará, teve o seu pedido de filiação negado pelo Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor), que exigiu diploma de nível superior em jornalismo, documento este que Magno não tem, mesmo exercendo a profissão há mais de 15 anos, com coberturas jornalísticas nacionais e internacionais, e possuindo o registro da Delegacia Regional do Trabalho como jornalista. Contudo, certo de que a decisão foi arbitrária, injusta e segrega os profissionais, Magno fez uma denúncia no Ministério Público do Trabalho (MPT).

Segundo Carlos Magno, o Sinjor só sindicalizava profissionais com nível superior, porém isto fere a decisão do Supremo Tribunal, de 11 de julho de 2009, fundamentada no artigo 8º da Lei Complementar nº 75/93, onde o STF ratifica que para o exercício da profissão não é necessário dispor de diploma. Esta decisão, para Magno, ampara principalmente diversos profissionais que atuam há bastante tempo no interior do estado, por exemplo, que nunca tiveram a oportunidade de acesso à universidades e hoje não dispõem do tempo para tal, por já se encontrarem inseridos no mercado de trabalho.

O MPT enviou correspondência oficial ao jornalista Carlos Magno, assinada pela Procuradora do Trabalho Cíntia Nazaré Pantoja Leão, informando ao profissional que o mesmo tem o direito, e pode ao momento que achar cabível, se sindicalizar junto ao Sinjor.

Segundo o MPT, ao acionar o Sinjor, após a denúncia e após audiência, o mesmo declarou que não condiciona a filiação sindical de jornalista à apresentação de diploma e está disponível para promover a filiação do denunciante. “A primeira decisão do Sinjor era um acinte à deliberação do Supremo Tribunal Federal, principalmente para um sindicato que defende os diretos individuais e coletivos, não poderia ter um sistema desses que é uma verdadeira segregação, se o profissional exerce sua função amparado por um registro chamado DRT, ele, ao meu parecer, está apto para ser sindicalizado”, disse Magno. “Esta não é somente uma vitória pessoal, mas uma conquista coletiva, já que a decisão do Ministério Publico do Trabalho contempla todos os colegas que, como eu, trabalham a bastante tempo, e que, de certa forma, vinham sendo discriminados pelo Sinjor”, concluiu.

Termo garante a construção de mais uma etapa do Fórum de Canaã dos Carajás

Um novo passo foi dado para a conclusão das obras do Fórum de Canaã dos Carajás, foi dado na última quarta-feira, 8, com a assinatura de termo de cooperação técnica entre a prefeitura daquele município e o Tribunal de Justiça do Pará (TJPA). O documento – assinado entre a presidente do TJPA, desembargadora Luzia Nadja Guimarães, e o prefeito de Canaã, Jeova Andrade -, prevê a construção da segunda etapa da obra, que garantirá a construção de elementos de urbanização e segurança do fórum.

3904-Termo-garante-a-construcao-de-mais-uma-etapa-do-Forum-de-Canaa

A necessidade de ampliação da estrutura de atendimento na comarca de Canaã dos Carajás decorre, segundo a presidente do TJPA, do crescimento das demandas por serviços do Judiciário, em função dos investimentos econômicos da Vale na região. Nesse sentido, o Tribunal, com apoio da Prefeitura local, que doou o terreno do fórum, e da Vale, que construiu a primeira etapa da obra, está concluindo o novo fórum da comarca, cuja inauguração ocorrerá em janeiro de 2015.

A desembargadora Célia Regina de Lima Pinheiro, do Tribunal Regional

Equipamentos para projeto de cobre em Carajás deve ser desembarcado em novembro

A Avanco Resources informou hoje (7) que os equipamentos adquiridos para o projeto de cobre Antas North, em Carajás (PA), devem ser descarregados e levados para o site antes do fim de novembro. A mineradora disse que o embarque das máquinas, como moinho de bolas e células de flotação, está agendado para o meio de outubro, saindo do porto de Houston (EUA).

Segundo uma fonte que prefere não ser identificada, a Avanco se beneficiou de cancelamentos de encomendas e ganhou tempo e descontos na aquisição de equipamentos nos Estados Unidos e na Europa.

A Avanco vai gastar cerca de US$ 7 milhões com os equipamentos de britagem, moagem, flotação e filtração, incluindo frete e impostos. Até o momento, a companhia desembolsou aproximadamente US$ 5 milhões.

A mineradora afirmou que, assim que obteve, no início de setembro, a concessão de lavra para cobre e ouro para os municípios paraenses Canaã dos Carajás, Curionópolis e Parauapebas, enviou seus engenheiros para os Estados Unidos para acompanhar o carregamento do moinho de bolas e das células de flotação. Os equipamentos estão sendo fornecidos como um circuito completo de moagem e flotação.

O moinho de bolas Dia 12’x24′ vem com caixa de marchas, motor elétrico e embreagem. A capacidade de moagem da máquina é de 400 mil toneladas por ano de ROM e possui oportunidade de incrementar o rendimento do cronograma do planejamento de mina.

Segundo a Avanco, as células de flotação estão sendo reunidas em Houston (EUA) e vão acompanhar o moinho de bolas na vinda para o Brasil. A mineradora informou também que foi notificada pela Metso que a primeira remessa dos componentes para o filtro desaguador está pronta para ser despachada para o site.

O circuito de britagem vai ser o primeiro a ser montado e comissionado, de acordo com a Avanco. A empresa disse que a fabricação local do equipamento tem progredido bem no Brasil.

O processo de produção de concentrado de cobre em Antas North será realizado com a extração do ROM na cava a céu aberto; o material passará por britagem, depois moagem, flotação e desaguamento, quando terá o concentrado de cobre que será vendido para os clientes. O restante é enviado para a barragem de rejeitos.

Os equipamentos para Antas North incluem britador de mandíbula e britador secundário de cone com peneira, que estão sendo fabricados no Brasil; moinho de bolas e células rougher, produzidos nos Estados Unidos. E o filtro da Metso, fabricado na Europa. (NMB)

Parauapebas e Canaã dos Carajás recebem 2º Festival das Flores

O 2º Festival das Flores, que vem se tornando tradição na região, chegou mais uma vez em Parauapebas. São flores e plantas vindas diretamente do Sul do país com um preço bem abaixo do mercado tradicional. Este ano com novidades, a participação de Canaã dos Carajás.

Festival-Das-Flores26

Em Parauapebas será no período de 27 de setembro a 5 de outubro, na Praça de Eventos. Já em Canaã dos Carajás, o evento acontecerá na Praça da Bíblia, de 2 a 5 de outubro. O festival funciona das 10 às 22 horas. Venha e conheça!

Banner flores

Hotelaria: Rede Vivence inaugura em dezembro nova unidade no Pará

A Rede Vivence Hotéis, referência em administradora hoteleira do Centro-Oeste, acaba de anunciar mais um novo empreendimento em Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará. Trata-se do Vivence Express Hotel, já em fase final de construção e com inauguração prevista para dezembro de 2014.

O município irá sediar o Projeto Ferro Carajás S11D, o maior da indústria mundial de minério de ferro. Com isso, o empreendimento receberá a bandeira do grupo e atenderá os profissionais atualmente locados na região em função do projeto S11D, uma iniciativa da mineradora Vale. Canaã dos Carajás ainda sedia a Mina do Sossego, empreendimento que também pertence a Vale e que explora cobre na região.

“É uma área com um incrível potencial de desenvolvimento, que deve se acentuar a partir de 2016, ano previsto para o início da operação do S11D”, analisa Vanessa Pires Morales, diretora da Rede Vivence.

O Vivence Express Hotel disponibilizará 103 apartamentos divididos nas categorias Standard, Premium e Master, restaurante, sala para a realização de eventos, área de lazer com sauna, piscina e fitness center. A nova unidade consumirá R$ 10 milhões.

“Agregar a região norte ao nosso portfólio é muito significativo para o crescimento da marca em todo o Brasil”, acrescenta Vanessa. (Turismo & Negócios)

Avanco recebe portaria de lavra para projeto de cobre no Pará

A Avanco, por meio da AVB Mineração, recebeu na última sexta-feira (5) uma concessão para a lavra de minérios de cobre e de ouro, nos municípios paraenses de Canaã dos Carajás, Curionópolis e Parauapebas. A outorga, para a parte do empreendimento conhecida como Antas North, foi publicada terça-feira (9) no Diário Oficial da União pelo Ministério de Minas e Energia.

A portaria compreende uma área de 7.290 hectares e abrange a reserva medida de 6.763.732 toneladas de minério bruto (ROM) de cobre, de acordo com o Relatório Final de Pesquisa. Segundo a portaria, a lavra fica condicionada “à produção anual média de 380.000 toneladas, relativa à reserva lavrável de 3.421.681 toneladas de minério bruto (ROM) do Plano de Aproveitamento Econômico da Jazida, aprovado pelo Departamento Nacional de Produção Mineral”.

Os principais equipamentos estão em processo de entrega ou fabricação, como o moinho de bolas e o filtro de prensa. O moinho está sendo preparado para embarque no porto de Houston, nos Estados Unidos, e deve chegar ao Brasil no fim de setembro. O filtro está sendo fabricado pela Metso na Europa. O alimentador vibratório e a britagem secundária estão em fase de montagem no Brasil.

O diretor da Avanco, Luis Maurício Azevedo, atribui esse marco à persistência e à dedicação da equipe da mineradora. “A Avanco é a prova que no Brasil pode-se trabalhar cumprindo prazos e cronogramas, e contar com a cooperação dos órgãos regulatórios. A Sema, o DNPM e o MME sempre foram informados dos avanços do projeto e, quando precisamos das licenças, elas foram obtidas num prazo muito razoável”, disse ele, referindo-se ao estigma que as mineradoras juniores enfrentam, uma vez que são vistas como empresas de pesquisa, exploração, especuladoras, e não como produtoras em potencial, assim como o Brasil é visto como um país burocrático.

Azevedo diz que foram somente seis anos entre a empresa ser listada até a obtenção das reservas, isto com duas grandes crises no período. A Avanco surgiu em 2008 e o pedido de concessão de lavra foi feito em 2013.

“Nos orgulhamos por que fizemos quase 60 quilômetros de sondagem e gastamos cerca de U$ 30 milhões, tudo certificado pelo JORC. Raras são as companhias que sondam tanto, em tão pouco tempo e com tão pouco dinheiro. Isso mostra que no Brasil, as coisas não são tão caras, e o diferencial pode estar no gerenciamento. Na Avanco, todos perseguem menor custo, e o melhor resultado. O dinheiro do acionista é levado a sério”, afirma o diretor.

A próxima etapa é conseguir US$ 60 milhões com investidores para tirar do papel a planta e em 2015 produzir concentrado de cobre. “A Avanco vai correr atrás deste prazo. E já se prepara para começar um segundo projeto avançado, e que também deve virar mina, mas este lá para 2017”, afirma Azevedo.
Nesta semana, o gestor de fundos da BlackRock, Evy Hambro, disse que a Avanco Resources é a empresa que mais tem se destacado entre as mineradoras juniores listadas na bolsa da Austrália (ASX). O fundo BlackRock é o maior acionista individual da AngloGold Ashanti e o quarto maior da Vale.

O escopo do projeto da Avanco é produzir concentrado com 30% de cobre e 0,8 gramas de ouro por tonelada. O produto será escoado, em big bags, por caminhão de Parauapebas para o porto de Belém, onde deve ser embarcado para a Europa. A meta é embarcar cerca de 1 mil toneladas de concentrado por semana.

Segundo Azevedo, a Avanco está preparada para fazer a transição de empresa exploradora para produtora. “Se você olhar o perfil da diretoria, vai ver que sou o único que não sou minerador nato, apesar de já ter trabalhado e operado duas minas em Goiás, e assessorado várias outras empresas que aqui operam”, declara o diretor, que é advogado e geólogo.

“Quanto aos demais diretores – Tony, Colin , Simon, e Wayne – eles têm juntos quase 150 anos de experiência, colecionados em mais de dez países diferentes em quatro continentes”, diz Azevedo.

Fonte: Notícias da Mineração

Grupo Pau Brasil realiza concerto amanhã em Canaã dos Carajás

“A comemoração dos 30 anos do Pau Brasil é um relevante marco na música brasileira. Pouquíssimos grupos conseguiram dar sequência a um trabalho consistente durante tantos anos.”

flyer villa-lobos

O Grupo Pau Brasil apresenta o projeto PAU BRASIL 30 ANOS em Canaã dos Carajás com a realização de um concerto e uma oficina musical. Para celebrar os 30 anos de um dos mais representativos grupos da música instrumental brasileira, o grupo apresenta no show “PAU BRASIL 30 ANOS”, um panorama da história da música e dos ritmos brasileiros de forma descontraída e bem humorada.

Formado pelos renomados músicos Nelson Ayres (piano), Rodolfo Stroeter (contrabaixo), Paulo Bellinati (violão), Teco Cardoso (saxofone e flautas) e Ricardo Mosca (bateria), o quinteto se apresenta pela 1ª vez em Canaã dos Carajás e percorre o Brasil através de releituras de compositores fundamentais como Heitor Villa-Lobos, Ary Barroso, Dorival Caymmi, Baden Powell, além de composições próprias. Clássicos da nossa música como as Bachianas Brasileiras nº 5 de Heitor Villa-Lobos e Na Baixa do Sapateiro de Ary Barroso serão apresentados de forma original em arranjos criados especialmente para este projeto e que fazem do show uma verdadeira aula de interpretação.

Oficina Musical
Além do concerto, o grupo promoverá uma oficina aberta não só à músicos e estudantes de música, mas também ao público interessado em geral. De forma descontraída e bem humorada, o Pau Brasil fará uma oficina destacando o processo criativo dos arranjos e sua concepção musical, descrevendo a trajetória e a dinâmica de interpretação dentro do grupo. Detalhes do processo de criação serão demonstrados na prática pelo Pau Brasil, promovendo uma interação musical com o público presente, que participará através de perguntas e comentários.

  • Data: 22 de agosto – 6ª feira
    Oficina: das 18h00 às 19h00
    Show: 20h00 Casa da Cultura Rua Esmeralda, s/ n° – Bairro Jardim das Palmeiras Entrada gratuita para as 2 atividades.

Este projeto foi viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet do Ministério da Cultura.

PAU BRASIL
pau ra 1Nelson Ayres, Rodolfo Stroeter, Paulo Bellinati, Teco Cardoso e Ricardo Mosca integram o grupo desde o ano de 2005 e vêm atuando como uma das mais destacadas formações da música instrumental contemporânea do Brasil. Com uma carreira nacional e internacional estabelecida desde a década de 80, o grupo promove uma sonoridade única, passeando entre o primitivo e o contemporâneo. Ao longo de seus trinta anos de existência, o Pau Brasil traz em seu currículo apresentações nos mais renomados festivais e teatros do Brasil, além de inúmeras tours e apresentações pela Europa, Estados Unidos e Japão.

Os voos improvisatórios e o esmerado tratamento musical das composições próprias e das releituras de diversos compositores brasileiros, fazem do grupo um patrimônio vivo da música brasileira. Seus projetos mais recentes são: o CD Villa-Lobos Superstar que conta com a participação especial do quarteto de cordas Ensemble SP e do cantor Renato Braz e que ganhou os prêmios de Melhor CD e Melhor Grupo de Música Instrumental no 24º Prêmio da Música Brasileira; e o lançamento da discografia completa do grupo no Caixote Pau Brasil 1982/2012 que contém 8 CDs, 1 DVD e 1 livro com a história da formação do grupo e sua trajetória nos últimos 30 anos escrito pelo jornalista Carlos Calado. Maiores informações – www.grupopaubrasil.com

PRODUÇÃO LOCAL: Maria Oliveira (94) 9257-6185 mariaoliveirahta@yahoo.com.br

Foto:Gal Oppito