Category Archives: Zona Rural

Polícia de Parauapebas apreende 60 quilos de maconha prensada na zona rural do município

Por Fábio Relvas

A Polícia Militar em parceira com a Polícia Civil do Município de Parauapebas, localizado no sudeste do Pará, estão trabalhando firme no combate as drogas. Nesta quinta-feira (26), os policiais da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, apreenderam 60 quilos de maconha prensada.

foto0322A apreensão foi feita após denúncias anônimas de moradores da zona rural do munícipio conhecido como Cedere I, já no limite com a cidade de Canaã dos Carajás. Chegando ao local da denúncia, os policiais efetuaram a prisão de três homens suspeitos de tráfico de drogas na região.

Também foi informado aos policiais que haveria uma plantação da erva naquela localidade, mas chegando ao lugar indicado, nada foi encontrado. O caso foi semelhante ao do dia 13 de março deste ano, quando os policiais apreenderam 15 mil pés de maconha, totalizando mais de 400 quilos, na mesma zona rural.

Naquela ocasião, foi feita a incineração da droga autorizada pelo juiz Líbio Araújo Moura, titular da Vara Penal da Comarca de Parauapebas. Segundo informações dos policiais do município, os 15 mil pés e os 60 quilos de maconha apreendidos, foram os maiores caso da droga na região.

Os policiais da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas pedem para que a população do município continue denunciando este tipo de situação. Quem souber de alguma pista sobre a identificação de traficantes, ou de alguma plantação de maconha é só denunciar no 3346-2250, ou procurar uma autoridade policial.

Parauapebas: doze escolas participam da 9ª Mostra Cultural da Educação do Campo

7Aconteceu no último sábado (29), na Escola Maria Salete, a 9ª Mostra Cultural da Educação do Campo, evento que contou com a participação de todas as escolas da rede municipal de ensino da zona rural. Através de apresentações, os alunos trabalharam o tema “Educação no campo: um olhar histórico, uma realidade concreta”.

Na opinião da diretora da escola sede do evento, Deusamar Sales, o tema permitiu que as escolas contassem a trajetória do homem do campo. “Por meio da arte, pudemos fazer um resgate histórico da luta dos camponeses de Parauapebas. Essa mostra é a expressão do que acreditamos enquanto projeto educação do campo”, declarou a diretora.

A gestora da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Juliana de Souza, ressaltou a importância da mostra enquanto interação social e de conhecimento, e do quanto a gestão municipal considera importante a educação do campo. “Educação é direito de todos e é por isso que a Prefeitura, através da Semed, não faz diferença nos esforços para melhoria contínua nas zonas rural e urbana”, garantiu.

Por meio de música, dança, pintura e colagem, os alunos puderam expor a história dos movimentos sociais de reforma agrária no Brasil e em especial no Estado do Pará.

Fonte: Ascom PMP

Prefeitura de Marabá entrega nesta sexta-feira três ambulâncias para atender a zona rural

A Prefeitura de Marabá entrega nesta sexta-feira (7), três ambulâncias que vão propiciar melhorias significativas no atendimento para a zona rural do município. A solenidade ocorrerá às 9 horas, na Secretaria Municipal de Saúde, localizada na rodovia Transamazônica, Agróplis do Incra, Núcleo Cidade Nova. As ambulâncias são para as vilas de Brejo do Meio, Três Poderes e Itainópolis.

DSC_8472

Segundo o secretário de Saúde, Nagib Mutran, a frota da zona urbana, que inclui hospitais e TFD (Tratamento Fora de Domicílio) é suficiente para atender a população, por isso a prefeitura está estendendo a assistência para a zona rural. “Nós estamos disponibilizando ambulâncias para essas localidades, para que a população dessas vilas possam ter suporte para que os problemas que não podem ser resolvidos por lá sejam encaminhados para o Hospital Municipal”.

Os veículos das vilas Brejo do Meio e Três Poderes são modelo Fiat Fiorino, a de Itainópolis é um Renault Kangoo.

Participam da solenidade de entrega o prefeito João Salame, o secretário de Saúde Nagib Mutran e representantes das comunidades.

Vila União

O secretário de Saúde adiantou ainda que a Vila União também será contemplada em breve com uma ambulância, fruto de um convênio entre a Prefeitura Municipal e a Mineradora Buritirama. Será uma caminhonete Hilux, 4X4.

Mutirão do Plano Safra reúne produtores rurais na Palmares Sul

Dezenas de produtores rurais assentados na zona rural da Palmares Sul prestigiaram o mutirão do Plano Safra 2014/2015, ocorrido na manhã desta terça-feira (14), no sítio do casal agricultor Joaquim e Tereza, a 14 quilômetros do centro de Parauapebas.

Plano Safra 2015

O evento contou com as presenças do prefeito Valmir Mariano, secretários municipais de Produção Rural (Sempror), Horácio Martins, e de Administração (Semad), Wady Cecílio; vereador Maridé Gomes, sindicalista Francisco de Assis, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais; assessores de governo, imprensa e lideranças da comunidade rural.

O mutirão de Palmares Sul foi o segundo de uma série de seis que acontecerão nas seis regiões rurais divididas pela Sempror por ocasião da realização do Censo Agropecuário. O primeiro mutirão ocorreu há duas semanas na região de Cedere I, quando mais de 150 famílias de colonos foram atendidas.

O evento consiste na disponibilização de cerca de 20 tratores de esteira e de pneus para prestar serviço de preparação da terra dos agricultores de cada região, como retirada de tocos, utilização de arado, abertura de açude e outros serviços.

Ao usar a palavra, o prefeito Valmir Mariano lembrou que no ano passado o governo municipal beneficiou cerca de mil famílias de agricultores com apoio no preparo da terra, distribuição de insumos agrícolas, orientações técnicas aos colonos e oferta de logística para o transporte da produção agrícola para ser comercializada no centro da cidade.

“Nos mais de 20 anos de história do município, os colonos de Parauapebas nunca receberam tanto apoio da prefeitura como estão recebendo agora em nosso governo”, afirmou o gestor municipal, enumerando uma série de serviços prestados na zona rural, entre estes a conservação de 800 quilômetros de estradas vicinais e a construção do Centro de Abastecimento de Parauapebas (CAP).

O prefeito Valmir Mariano aproveitou para revelar à imprensa que vai construir um segundo CAP, desta vez no Bairro Rio Verde, para atender cada vez melhor os produtores rurais do município e os consumidores de produtos agrícolas da cidade.

Plano Safra 2105 2Por seu turno, o secretário Horácio Filho informou que os próximos mutirões ocorrerão nas regiões de Palmares II (envolvendo as comunidades de Três Voltas e Limão), Vila Paulo Fonteles e Vila Sanção; e por último na Apa do Gelado (Ilha do Gelado, Carlos Fonseca, Araçatuba, Rio Branco, Tapete Verde e Valentin Serra).

Segundo informou o titular da Sempror, os tratores executam os serviços em cada região num período de até duas semanas e depois o maquinário se desloca para outras colônias.

O produtor Paulo Gutenberg Torquato Holanda, popular “Paulo Picunha”, aproveitou o momento para denunciar que atualmente vêm ocorrendo vários assaltos nas propriedades rurais e pediu a interferência do prefeito para solicitar a presença da Polícia Militar para fazer ronda na zona rural com viaturas mais velozes.

Usaram ainda da palavra o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Francisco de Assis; vereador Maridé Gomes e os agricultores Manoel Freire da Silva, Juvenal Marques de Souza, o popular “Doquinha”, entre outros.

Texto: Waldyr Silva – Fotos: Anderson Souza

Emater emite Cadastro Ambiental Rural em área protegida em Parauapebas

O escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Parauapebas está elaborando o Cadastro Ambiental Rural (CAR) para contemplar 75 famílias de agricultores da comunidade Igarapé Gelado, localizada dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) pertencente ao complexo de mineração da Vale, sob a responsabilidade do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio).

O objetivo da emissão do documento às famílias é a regularização ambiental. O produtor só pode regularizar sua propriedade se tiver o documento, que também é um instrumento de preservação do meio ambiente, ao contribuir para o combate ao desmatamento.

“O cadastro servirá como um mapeamento das propriedades. Poderá verificar se o agricultor está obedecendo à legislação que exige a reserva de 80% da área. Se não estiver, ele é obrigado a fazer a recomposição”, diz o engenheiro agrônomo Raimundo Júnior, da Emater.

A emissão do cadastro foi uma solicitação do ICMBio à Emater, e conta com a parceria da Secretaria Municipal de Produção Rural de Parauapebas. De acordo com Raimundo Júnior, com as visitas às propriedades e a coleta de dados para elaborar o documento para cada família, a conclusão do trabalho deve levar cerca de seis meses. “Iniciamos as atividades de elaboração na semana passada, e o processo deverá ser concluído até janeiro de 2015”, informa o engenheiro.

Na APA do Igarapé Gelado a atividade principal é a fruticultura, com destaque para o cultivo de banana, taperebá (cajá), açaí e cupuaçu. Depois da conclusão de emissão do CAR, há a expectativa de ampliar a cadeia produtiva por meio de financiamento rural, que também necessita do documento.

Fonte: EMATER

Abertura do 7° Campeonato Rural de Futebol de Campo ocorre neste domingo

Neste domingo (17), a partir das 8h, cerca de 800 atletas participarão do Torneio Início que marca a abertura do 7° Campeonato Rural de Futebol de Campo. O evento esportivo será realizado na Vila Valentim Serra, zona rural do município de Parauapebas, e os jogos ocorrerão durante o dia todo.

O campeonato, que é organizado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), está programado para encerrar em novembro, durante esse período os jogos ocorrerão sempre aos finais de semana, nos campos das Vilas: Três Voltas, Carimã, Valentim Serra, Sanção e Onalício Barros.

Serviços: Abertura do 7° Campeonato Rural de Futebol de Campo
Data: 17/08
Horário: 8h
Local: Vila Valentin Serra

Parauapebas: prefeitura recebe da Vale estrutura da escola Jorge Amado

Durante cerimônia ocorrida na manhã de terça-feira (12), a empresa Vale fez cessão de toda a estrutura da Escola Municipal Jorge Amado, localizada na Apa do Igarapé Gelado, zona rural de Parauapebas, para a Prefeitura Municipal.

Construída pela empresa privada em 2009, como parte integrante da Estação Conhecimento, a unidade educacional funcionava por meio de um convênio firmado entre a Prefeitura e a Fundação Vale, sendo que o corpo de funcionários e a administração da instituição já era de responsabilidade da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

De acordo com o documento assinado, a cessão ocorre por meio do regime de comodato. Dessa forma, assim como sua respectiva gestão e funcionários, a manutenção da estrutura física também passa a ser de total responsabilidade da Prefeitura por um período de 20 anos.

Ao todo, são mais de 30 mil metros quadrados, divididos entre a área do prédio escolar, composto por seis salas de aula, anfiteatro, laboratório de informática, sala de leitura, sala de apoio, bloco administrativo, banheiros, refeitório, cozinha industrial, passarelas cobertas e alojamento para os professores; e a área do complexo esportivo, com campo de futebol oficial, pista de atletismo, vestiários e duas salas onde funcionam as aulas do programa Mais Educação.

APA2

A escola, que conta atualmente com mais de 50 funcionários e atende a cerca de 250 alunos, da Educação Infantil à Educação de Jovens e Adultos (Eja), antes de ser entregue à Prefeitura foi ampliada e reformada. “Hoje a comunidade recebe um presente: uma escola nova, ampla e com espaços adequados, o que contribui muito para o ensino e a aprendizagem. Aqui já funcionamos em tempo integral, com atividades extras, o que torna o aprendizado muito mais significativo para esses alunos e melhora o rendimento escolar”, afirma Juliana de Souza, secretária municipal de Educação.

Segundo a diretora da instituição, Lúcia Santana, as atividades oferecidas aos alunos nos horários extras são informática, horta, educação física e as do programa mais Educação: letramento, dança, futebol e artesanato.

APA 1

“Sabemos das carências que o país sofre na área de educação, tanto com relação à infraestrutura quanto à valorização dos profissionais. Nesse contexto, parabenizamos o município de Parauapebas pelos investimentos realizados na área e enfatizamos que estamos aqui para apoiar esse processo de melhoria contínua na educação de Parauapebas”, destacou o diretor de operações Ferrosos Norte da Vale, Paulo Horta.

O prefeito Valmir Mariano finalizou os discursos das autoridades presentes no evento destacando a importância do trabalho realizado em parceria com a Vale no município e reforçando que uma das alternativas econômicas para a cidade é a transformação desta em um polo do conhecimento.

“A educação é um dos pilares do nosso governo. Além dos investimentos que temos feito em infraestrutura, também ofertamos qualificação para os profissionais que atuam nessa área. Como exemplo, temos as formações continuadas e o curso de pós-graduação para professores da rede pública municipal, que será ofertado em breve”, destacou Valmir Mariano.

Renovação de convênio para assistência técnica

Além do documento de cessão da área da escola, também foi assinado durante a cerimônia o Termo Aditivo ao Convênio nº 014/2010 entre o município de Parauapebas, a Fundação Vale e a Estação Conhecimento.

O documento trata da permanência do apoio técnico dos servidores que atuam na Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror) junto aos produtores rurais da Vila Apa, assim como a cessão de alguns profissionais para atuarem no laticínio que será implantado e gerenciado pelos próprios produtores, com o apoio de um programa específico desenvolvido pela Estação Conhecimento.

Fonte: ASCOM SEMED

Série produção rural: investimentos da Prefeitura reforçam empreendedorismo rural


image_preview (1)A família da agricultora Andréa Silva tomou uma decisão que demonstra a importância dos investimentos da Prefeitura para a ampliação da produção rural no município: deixou o trabalho e a vida na zona urbana da cidade, arrendou um pedaço de terra e começou a investir na agricultura familiar.

Com uma área arrendada de sete alqueires (na região da Paulo Fonteles), pagando mensalmente o valor de R$ 350,00, a família gastou todas as economias na estruturação da terra e quando os recursos chegaram ao fim, procurou a Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror) e recebeu apoio de gradeamento, adubo, sementes, mudas e orientação técnica.

“Meus pais são agricultores até hoje e eu sempre tive vontade de retornar para o campo. Deixei o trabalho de supervisora em uma empresa e vim pra cá com meu marido e um amigo. Temos três meses trabalhando e já vimos bons resultados, em um sábado desses vendi mais de R$ 500 só de hortaliças”, reforça a produtora destacando a importância do apoio da prefeitura para o sucesso do seu empreendimento rural.

Todo o trabalho de preparação da terra, plantio e colheita é realizado por Andreia, seu esposo e o amigo da família, o grupo já pretende procurar novas áreas para ampliar a produção. Diego Ribeiro, zootecnista da Sempror e coordenador da região Paulo Fonteles, destaca que Andrea é um dos muitos exemplos de produtores que tem alcançado renda suficiente para manter suas famílias com a produção rural, contando com apoio da prefeitura.

Avaliação do trabalho desenvolvido na Zona Rural

Para Horácio Martins, secretário municipal de Produção Rural, é satisfatório ver produtores alcançando bons resultados, isso é o fruto do trabalho da equipe da Sempror e colabora para o alcance do objetivo almejado por PREFTtodos que é a independência do pequeno produtor rural.

“Queremos que o produtor tenha condições para gradear a sua terra, comprar suas sementes, comercializar seus produtos, sem necessitar da dependência de governos. Queremos agricultores independentes e produtivos, todo o apoio que damos é com esse objetivo”, destaca o secretário.

Sobre os investimentos realizados pela Sempror na zona rural, Horácio Martins destaca números impressionantes como a construção de 135 tanques de piscicultura e a entrega de 175 toneladas de rama de maniva (muda de mandioca), durante o período do Plano Safra 2013/2014.

“Queremos ser referência na produção de farinha em todo o estado do Pará, assim como na produção de peixes, estamos trabalhando para isso”, informa o secretário antecipando também que está desenvolvendo um trabalho específico para a comercialização de peixe para a merenda escolar.

Zona Rural de Parauapebas recebe primeiro consultório odontológico

Posto odontológico Zona RuralSeis comunidades serão beneficiadas com a oferta de serviços de saúde bucal na zona rural de Parauapebas. Com inauguração marcada para as 16h desta quarta-feira (07), o anexo do Posto de Saúde da Vila Paulo Fonteles é o primeiro do gênero na região e atenderá à demanda da Vila Sanção, Garimpo das Pedras, Vila Albani, Rio Branco e APA, além das comunidades vizinhas.

EquipamentosSegundo o Coordenador Municipal de Saúde Bucal, Marco Aurélio Lopes, em média, 20 pessoas serão atendidas no local de segunda a sexta-feira. Os procedimentos incluem limpezas, restaurações, raspagens periodontais, canais, entre outros. O modelo de atendimento será semelhante ao do Programa Saúde da Família (PSF), no qual o paciente faz o tratamento durante o tempo necessário e já sai das consultas com os retornos agendados.

A unidade conta com recepção, banheiros, consultório odontológico, copa e está equipada com cadeira odontológica, autoclave, fotopolimerizador e raio-x, além do compressor odontológico. A entrega do consultório faz parte da programação dos 26 anos de Parauapebas.

Serviço

Assunto: Inauguração do anexo do Posto de Saúde da Vila Paulo Fonteles (Saúde Bucal)

Local: Vila Paulo Fonteles

Horário: 16h

Vale e Fundação Vale doam patrulha mecanizada para produtores rurais

entrega_patrulha_mecanizada_1Vale e Fundação Vale doaram, via Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Canaã dos Carajás, uma patrulha mecanizada para a comunidade da Vila Bom Jesus, localizada na zona rural de Canaã dos Carajás. O equipamento permitirá melhorias na produção agrícola da região e o aumento na geração de renda dos trabalhadores rurais locais.

A patrulha mecanizada é composta por máquinas e implementos para a recuperação de solos, preparo de áreas para plantio, tratos culturais e colheita, entre outros. A doação contempla 11 implementos, como trator, plaina agrícola, grade aradora, grade niveladora, carreta graneleira, roçadeira, plantadeira, distribuidor de calcário e adubo, arador, encantadeira, batedeira de cereais e pulverizador.