Category Archives: Acidente

Acidente na BR-155

Acidente BR155Mais um acidente durante a noite desta segunda-feira na BR-155, no trecho que liga os municípios de  Marabá e Eldorado do Carajás.

Segundo populares, o motorista de um veículo utilitário tipo Saveiro fez uma ultrapassagem em local proibido e chocou-se de frente com um micro-ônibus que vinha no sentido Marabá/Parauapebas. Ainda segundo informações prestadas por  ocupantes do micro-ônibus no local do acidente, o condutor do Saveiro estava aparentemente alcoolizado. Ele foi retirado das ferragens por populares e colocado no chão ainda com vida. Lá, aguardou a chegada de uma guarnição do Corpo de Bombeiros de Marabá.

É preciso que a PRF intensifique o trabalho de fiscalização nesse trecho da BR-155 pois são inúmeros os acidentes em virtude de embriaguez, velocidade elevada e má conservação dos veículos que ali transitam. Fica o alerta!

Foto: Antônio Cicero

Alan Fonteles, medalhista nas Paralimpíadas, sofre acidente no Pará

AFP PHOTO / ADRIAN DENNIS

Alan Fonteles, medalhista nas Paralímpiadas de Londres-12, sofreu um acidente de carro na manhã deste sábado, na cidade de Ananindeua, no Pará. O atleta voltava para casa depois de uma festa em uma boate e estava acompanhado por mais quatro pessoas quando o veículo colidiu com um ônibus.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o corredor estava com sinais de embriaguez, mas Fonteles nega. Dois acompanhantes do medalhista de ouro foram encaminhados ao hospital e uma dessas pessoas está internada em estado grave.

Depois de comparecer na Polícia Rodoviária Federal, Alan Fonteles foi encaminhado para uma delegacia de Belém, na qual prestou depoimento sobre o incidente. Sua carteira de motorista foi apreendida.

Na noite da última quarta-feira, juntamente com Terezinha Guilhermina, Alan Fonteles foi eleito paratleta do ano no Prêmio Paralímpicos, cerimônia realizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Nas Paralimpíadas de Londres, Fonteles ganhou o ouro nos 200m T44, superando o astro sul-africano Oscar Pistorius.

Fonte: Superesportes

Acidente com ônibus de turismo deixa 1 morto e 20 feridos no TO

Um acidente com um ônibus de turismo que ia de Goiânia para Redenção (PA) deixou pelo menos uma pessoa morta neste sábado, na BR-153, na divisa entre os Estados de Goiás e Tocantins.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, 20 passageiros ficaram feridos, 13 deles em estado grave. Ao todo, 46 pessoas viajavam no coletivo. As informações são da TV Anhanguera.

O veículo continuava tombado na via no início desta tarde, provocando o bloqueio parcial da BR-153 no sentido Goiás-Pará. A empresa dona do ônibus afirmou que a causa do acidente foi um buraco na rodovia, que teria provocado o estouro de um pneu. Já passageiros disseram à polícia que o motorista dirigia em alta velocidade.

Atualização:
Dez pessoas ficaram presas às ferragens, e quatro delas tiveram que amputar pernas e braços. Dez paraenses estão entre as vinte vítimas do acidente com o ônibus. Os feridos foram encaminhados para hospitais da região. Segundo o Hospital Municipal de Gurupi, no Tocantins, oito das vítimas são de Conceição do Araguaia e outras duas, de Redenção, no Pará.

A empresa Suzy Turismo, dona do ônibus, informou que está prestando assistência aos passageiros.

Nota da Vale sobre o acidente na rodovia Raimundo Mascarenhas (atualizada)

A Vale lamenta informar que ontem (19), por volta de 17h15, um caminhão perdeu o controle e se chocou com dois veículos leves, entre os quilômetros 7 e 9 da Rodovia Raimundo Mascarenhas.

O acidente deixou três vítimas fatais, sendo dois empregados da empresa Progen e um da Sotreq, e três feridos, das empresas Della Volpe, Progen e Vale. Os feridos estão sendo atendidos no Hospital Yutaka Takeda.

A Vale lamenta profundamente o ocorrido e informa que, junto com as empresas, está prestando a assistência necessária às vítimas e seus familiares.

.

Assessoria de Imprensa da Vale

Buracos na BR 155 causam acidente envolvendo integrantes da Banda Legionários

Buracos na BR 155, entre as cidades de Eldorado do Carajás e Marabá-PA, por muito pouco não fazem vítimas fatais, no dia 15 de dezembro (sábado), quando integrantes da Banda Legionários saíram de Parauapebas com destino a Marabá, onde iriam realizar um show musical.

Por volta das 9h30 da manhã do dia 15, alguns quilômetros depois de Eldorado do Carajás, o grupo seguia na BR 155 em um carro Gran Sienna, placa OFO 4219 (Parauapebas-PA), quando o carro se aproximou do primeiro buraco, foi desviado, mas logo apareceu o segundo e não teve como desviar, porque vinha um caminhão na frente, e quando bateu no segundo buraco o carro perdeu o controle e tombou em uma ribanceira de aproximadamente dez metros de altura, capotando o carro, até atingir uma cerca de arame.

No carro estavam Deicharles Damascena, Francisco Neto, Romário de Sousa, Jefferson Brito e sua esposa Joice. Mesmo com dificuldade de acesso, todos foram socorridos. O guitarrista Romário quebrou a perna esquerda e a mão direita e os demais sofreram pancadas na cabeça e pequenos cortes nos braços.

Imediatamente, Romário foi socorrido e encaminhado para o hospital público de Marabá, mas não recebeu atendimento, porque não tinha médico e a máquina de Raio X estava sem filme. Devido isso, teve que ir para um hospital particular, onde recebeu os medicamentos e foi engessado.

No mesmo dia, com poucas horas depois, outro veículo também tombou na mesma estrada, devido os buracos perto de Eldorado.

Casos como esses são frequentes nessa estrada que liga Parauapebas a Marabá. São acidentes, mortes e batidas causadas pelos enormes buracos na BR 155.

Os integrantes da Banda Legionários dissera que vão entrar com um processo contra a União pelas péssimas condições da estrada. “A gente poderia ter morrido, mas sobrevivemos por um milagre de Deus. Dezenas de pessoas já foram vítimas dessa estrada e se nada for feito mais pessoas poderão morrer ou mesmo ficar com sequelas para sempre”, disse Deicharles Damascena.

Nota da Vale sobre o acidente na EFC

A Vale lamenta informar que neste domingo, 14/10, por volta das 7h30, no Km 47 da Estrada de Ferro Carajás (EFC), no município de Bacabeira, o maquinista avistou o corpo de um homem deitado sobre a linha do trem a poucos metros da locomotiva.

Ao avistar a pessoa, o condutor do trem adotou imediatamente os procedimentos de segurança, como acionamento de buzina, luzes e frenagem, mas como o corpo permanecia imóvel, não houve tempo hábil para que o trem parasse completamente.

De acordo com as condições que fora encontrado, existe a possibilidade do cadáver do homem ter sido colocado sobre os trilhos (desova). A equipe de segurança da empresa acionou o Instituto Médico Legal e a Polícia Militar para realizar a remoção e apurar as causas do fato.

Assessora de Imprensa
Gerência de Imprensa Regional

Marabá : gado morto com descarga elétrica valia R$ 300 mil

Ulisses Pompeu – de Marabá

Conforme noticiado em primeira mão neste blog ontem, por volta de meio dia, 71 reses de elite da raça nelore, da fazenda Bela Aurora, em Marabá, morreram com uma descarga elétrica de 34.500 volts. O plantel pertence ao pecuarista José Francisco Diamantino, um dos maiores criadores de gado do Pará.

Gado morto valia cerca de R$ 300 mil - foto de Evangelista Rocha (2)

Os funcionários da fazenda Bela Aurora, a 20 quilômetros de Marabá, foram surpreendidos com um incêndio que consumia parte do pasto daquela propriedade por volta de 10 horas. Ao chegarem ao local, notaram que nada menos que 71 reses de elite tinham morrido eletrocutadas e o pasto estava queimando.

A primeira atitude dos funcionários da fazenda Bela Aurora, que tem 3.600 hectares, foi apagar o incêndio, para que ele não se espalhasse para outras áreas da propriedade e causasse mais estragos, uma vez que há ali mais de 5 mil cabeças de gado.

Os funcionários descobriram que o incêndio foi causado pela queda de um poste de uma rede de energia que passa dentro da fazenda, com 34,5 Kv, o que corresponde a 34,5 mil volts. Apenas um dos fios da rede trifásica tocou no chão e as 71 reses que pastavam ali embaixo sofreram a descarga elétrica e tiveram morte fulminante. O contato do fio no chão provocou também um incêndio no pasto que se espalhou rápido, num raio de 300 metros.

A reportagem tentou, mas sem sucesso, falar com o gerente da fazenda, Rildo Caldeira, para saber detalhes sobre a perda e a quem pertenceria a rede elétrica.

No início da noite, todavia, por telefone, o pecuarista e empresário José Francisco Diamantino, que estava em outro Estado participando de reunião de negócios, disse que tinha poucas informações sobre o incidente ocorrido ontem na fazenda Bela Aurora e revelou que a rede elétrica não atende as suas propriedades, mas que a mesma pertence à fazenda Mutamba. “À época, eu permiti que eles passassem a rede por dentro de minha propriedade”, lembra.

Diamantino revelou que os prejuízos com a perda das 71 reses giram em torno de R$ 300 mil. Neste caso, uma pela outra, cada rês custaria uma média de R$ 4.200,00. “Trata-se de gado de elite e todas eram fêmeas e havia muitas receptoras de embrião já inseminadas”, lamenta Diamantino.

No final da tarde de ontem, os animais foram levados em caçambas para serem enterrados em uma área no fundo da fazenda.

Também ontem, a reportagem ouviu o gerente comercial da Celpa em Marabá, Levi Albino, que foi ao local acompanhar o incidente. Ele confirmou a quebra do poste e informou que aquela rede tem carga de 34,5 Kv, que corresponde a 34 mil volts. “Como a rede é particular, a Celpa não tem nenhuma responsabilidade sobre o que ocorreu”, destacou.

Ainda segundo Levi, a rede da Celpa passa ali perto e conta com um sistema de proteção, que é uma chave de fusível, que evita grandes danos em caso de acidente. Dali para frente, os proprietários da rede são responsáveis pelo cabeamento.

Quando o cabo de uma rede de 34,5 Kv cai no chão, segundo Levi, pode dar choque num raio de até 100 metros. Neste caso, houve um curto circuito e pegou fogo no pasto. “Não se pode dizer que foi acidente rodoviário, porque o poste fica a cerca de 500 metros da BR-155”, explica.

Segundo cálculos de um técnico da área de engenharia, 34,5 Kv daria para abastecer 20 mil casas. É o mesmo que passar por uma rede de corrente de 100 volts por cerca de 300 vezes.

A fazenda Bela Aurora é apenas uma das várias propriedades do Grupo Revemar, que José Francisco Diamantino tem nesta região. Ali ao lado, ele possui também a fazenda Taboquinha, de 8,4 mil hectares, mas há outras propriedades de destaque no Estado, totalizando mais de 20 mil cabeças de gado. O grupo Revemar, hoje, é composto por uma gama de empresas que têm como carro chefe o ramo de concessionárias de automóveis, motos, ônibus, caminhões, tratores, pneus e fábrica de cimento.

Atualização
Cristiana Magno Charone, Gerente Executiva – Resp. Social, As. Jurídica e As. Comunicação da Eletronorte enviou vasto material ao Blogger, com fotos e esclarecimentos técnicos, onde fica claro que o acidente mencionado não se deu em virtude de alguma falha ou erro na linha de transmissão da empresa e sim em uma linha particular. O Blogger agradece o apoio e desde já se desculpa por eventuais transtornos que a primeira informação, equivocada, tenha provocado a empresa.

Vale: acidente provoca mais uma morte em Carajás

O Blogger teve notícia de mais um acidente com vítima fatal em Carajás. Segundo informações, um eletricista teria sido eletrocutado no domingo (02) quando tentava fazer um ligação elétrica na ETA – Estação de Tratamento de Água – no setor conhecido como N5W.

Instada a se pronunciar e dar maiores esclarecimentos sobre o acidente, a Assessoria de Imprensa da Vale em Carajás enviou a seguinte nota:

A Vale lamenta profundamente informar que, no domingo (02), um de seus empregados sofreu um choque elétrico e faleceu enquanto realizava atividades na mina N5W, em Carajás (PA). As causas do acidente estão sendo apuradas e a empresa está prestando total assistência à família.

Praias de Marabá tiveram poucas ocorrências no mês de julho

A praia do Tucunaré, no município de Marabá, sudeste paraense, oferece uma das mais diferentes opções de balneários do Estado. Uma faixa de areia que só aparece durante o verão é desfrutada pelos moradores locais e turistas e que se refrescam nas águas do rio Tocantins. No último final de semana de férias o Governo do Estado, por meio dos órgãos de segurança pública, garantiu que todos aproveitassem com conforto as delícias do lugar e comemorou um mês com poucas ocorrências graves, fruto do trabalho preventivo da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Desde o dia 30 de junho a operação integrada “Verão na Paz” garantiu a segurança da população em todos os balneários do Pará. Em Marabá, a presença dos agentes de segurança pública garantiu tranquilidade para a comunidade. Segundo o capitão Rebelo, comandante da PM responsável pelo policiamento da praia do Tucunaré, a segunda quinzena foi tranquila sem nenhuma ocorrência grave. A presença dos policiais na praia 24 horas inibiu qualquer delito mais grave. “Estamos com 15 policiais atuando em toda a praia de dia e de noite. As rondas são feitas a pé, de quadriciclo e com lancha. Não registramos nenhum assalto e o principal registro foi de brigas que acontecem devido a ingestão de bebida alcoólica”.

É comum na praia do Tucunaré a presença de famílias que acampam nas praias durante as férias escolares, por isso a PM dá uma atenção especial para aquelas que resolvem dormir à beira do rio Tocantins. “Durante a noite mantemos uma equipe de quatro policiais na praia fazendo rondas constantes. As famílias têm o telefone dos policiais e podem ligar diretamente a eles em caso de necessidade, nosso objetivo é garantir a tranquilidade de todos”, explicou o capitão Rebelo.

As ações integradas das forças de segurança são outra peça fundamental para o pequeno número de ocorrências graves. PM, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Saúde do Pará, Secretaria de Estado do Meio Ambiente, estão unidos e  fazendo ações preventivas nos balneários paraenses. O Corpo de Bombeiros conta com um efetivo de 25 guarda-vidas na praia do Tucunaré este ano. “O trabalho de prevenção é fundamental para que não haja acidentes graves. A praia do Tucunaré possui alguns buracos, locais onde a profundidade do rio é maior, e que podem pegar um banhista desprevenido. Foram 28 princípios de afogamento registrados desde o começo das férias. Para evitar acidentes fizemos o balizamento de toda a praia, limitando a área de banho a um local seguro para as famílias”, disse capitão Novaes, do CBM.

O balizamento também foi feito para evitar que os barcos e rabetas (pequenas embarcações de madeira), que fazem a travessia das pessoas do porto de Marabá até a praia, parem onde haja concentração de banhistas. “Era muito comum antigamente que os barcos trafegassem no mesmo ambiente dos banhistas, isto não é seguro, por isso delimitamos a área, garantindo a segurança de todos”, completou o capitão Novaes.

Outra ação preventiva feita pelo CBM aconteceu com o apoio da Defesa Civil, pulseiras de identificação eram colocadas no pulso de crianças para evitar que elas se perdessem na praia. O sobrinho de Gizelly Magalhães, turista que veio de Belém para conhecer Marabá, recebeu uma e a família pôde relaxar. “Estou achando as ações bem organizadas, policiais e bombeiros na praia. Acho muito interessante a ação dos agentes de segurança, dá mais tranquilidade para os turistas. Nota 10.”.

A Sespa estava na orla de Marabá com uma ação educativa e preventiva. Panfletos explicando os perigos das doenças sexualmente transmitidas, como hepatite e HIV, estavam sendo distribuídos às pessoas que se preparavam para embarcar rumo a praia, além de preservativos, o método eficaz para ficar longe das DST’s.

São Geraldo do Araguaia

O Quinto Grupamento de Bombeiros Militar, com sede em Marabá, cuida da segurança de cinco praias da região sudeste do Estado. Duas em Marabá, uma em Palestina, uma em Itupiranga e outra em São Geraldo do Araguaia. A praia das Gaivotas fica em São Geraldo e este ano apresentou um tipo de ocorrência incomum. Foram registrados 82 casos de mordida de piranha, sem gravidade, no município, o que deixou o CBM atento.

“Ficamos surpresos com o volume de ataques, procuramos uma bióloga do município que explicou que os acidentes podem ser em decorrência dos restos de comida que atraem as piranhas até o local de banho das pessoas. Outra explicação que ele nos deu é que o mês de férias coincidiu com o período de desova, o que explica a presença dos peixes naquela área. Os banhistas estão sendo orientados a ficar longe dos pedrais e assim livres das mordidas”, disse a capitã Vanessa Farias, do 5 Grupamento Bombeiro Militar.

Fonte: Agência Pará de Notícias

Canaã dos Carajás: em menos de um mês, duas pessoas morreram devido as condições precárias da PA-160

Do G1-PA
imageNa última quarta-feira (25), mais uma pessoa morreu vítima de acidente na PA-160,  que liga os municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará. Motoristas reclamam da precariedade da estrada e atribuem a isto os constantes acidentes de trânsito na região.

A rodovia está cheia de buracos, mesmo assim, alguns motoristas ignoram o perigo e trafegam em alta velocidade. Na tarde da quarta-feira (25), um acidente entre um carro e um caminhão resultou na morte de Adriano Dias Zembrane, de 34 anos.

Após a tentativa de desviar de um buraco, o motorista do caminhão entrou na contramão, onde colidiu com o carro dirigido pela vítima. “O motorista foi enquadrado por homicídio culposo, e prestou depoimento. O procedimento será encaminhado para a justiça, onde irá responder pelo crime cometido“, explica o delegado José Aquino, de Canaã dos Carajás.

Ainda segundo informações da polícia, este é o segundo acidente que ocorre com vítima fatal em menos de um mês no mesmo trecho. A Secretaria de Transporte do Estado informou que vai enviar uma equipe para fazer uma avaliação sobre as condições do local.

Confira a matéria completa do Jornal Liberal sobre o assunto clicando aqui.