Category Archives: Belém

Educação ambiental de Parauapebas será destaque em fórum brasileiro

Parauapebas terá presença de destaque quando for realizado em Belém o VIII Fórum Brasileiro de Educação Ambiental, que ocorrerá no período de 3 a 6 de dezembro de 2014. O Centro de Educação Ambiental de Parauapebas (Ceap) é uma entidade parceira da Prefeitura, através das secretarias municipais de Meio Ambiente (Semma) e de Educação (Semed), ICMBio e Ufra, que obteve a aprovação de cinco artigos, entre relatos, experiências e contribuição inseridos nos projetos desenvolvidos na cidade.

Para os educadores ambientais do Ceap, autores dos artigos, a divulgação para a comunidade científica, bem como a comunidade em geral, vem mostrar o reconhecimento das experiências e das ações já desenvolvidas, evidenciando o trabalho dos integrantes do Centro.

O secretário de Meio Ambiente, André Rosa de Aguiar, acredita que esses relatos de educação ambiental mostram que “estamos caminhando para um ambiente mais sustentável, e a melhor forma de solidificarmos isso é através da educação ambiental, e a secretaria é parceira dessa ideia”.

Artigos aprovados

  • Projeto Flona vai à Escola: a experiência de conhecer para preservar no município de Parauapebas
  • Projeto Jovem Ambientalista atuando na mudança de atitude de jovens de Parauapebas
  • Parauapebas como instrumento para aulas práticas na construção do saber
  • Educação Ambiental e Cidadania: um relato de boas práticas ambientais dentro das escolas de Parauapebas
  • A problemática do lixo sob a ótica da educação infantil em Parauapebas.

Texto: Agenor Garcia

Goiás acerta detalhes para receber Corinthians em Belém no dia 19/11

06-11-2014-08-11-03-goias-acerta-detalhes-para-receber-corinthians-no-para--esta-99-certoGoiás e Corinthians devem mesmo se enfrentar em Belém, no Pará, no próximo dia 19, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clube esmeraldino negocia os últimos detalhes do acordo com o Governo do do Pará, responsável pelo Estádio Mangueirão.

“Em princípio sim (jogo no Mangueirão). Estamos aguardando um documento. Temos um emissário nosso lá no Pará. Posso dizer que está 99% confirmado”, afirmou Paulo Lopes, vice-presidente do Goiás, ao LANCE!Net.

Sem grandes pretensões na reta final do Brasileirão, a ideia da diretoria do Goiás é lucrar com a venda de ingressos para o duelo. A ideia de mandar a partida contra o Timão em uma das novas arenas construídas para a Copa do Mundo foi descartada por conta dos altos valores pedidos para alugar os estádios.

Em 16 jogos disputados como mandante, o Goiás tem média de 6.488 pagantes, apenas 19% da ocupação total do Serra Dourada. O maior público do time como mandante não foi nem no seu estádio, e sim em Cuiabá, quando venceu o Flamengo sob os olhares de 33.278 pagantes.

Um fator que pesou para para a partida contra o Timão ser levada para Belém é o Corinthians ter a segunda maior torcida da região Norte. Além disso, o clube paulista não joga no Mangueirão desde 2005, quando venceu o Paysandu por 2 a 0 pelo Campeonato Brasileiro daquele ano.

Fonte: Lancenet

Governo federal vai acompanhar apuração de matança em Belém

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República incumbiu o Ouvidor Nacional dos Direitos Humanos, Bruno Renato Teixeira, de acompanhar as investigações das mortes de dez pessoas ocorridas na noite de ontem (4) e na madrugada de hoje (5) em Belém.

Em nota, a secretaria Informa estar em contato com as autoridades do estado do Pará e do Ministério da Justiça, para obter informações sobre a apuração do caso. As mortes são investigadas pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

Na noite dessa terça-feira, o cabo Antônio Figueiredo, da Polícia Militar (PM), que não estava em serviço, foi morto a tiros no bairro Guamá. Na madrugada de hoje, nove pessoas foram assassinadas em bairros diferentes de Belém, depois de serem abordadas em vias públicas por pessoas em motos.

Só após os trabalhos de investigação e da perícia criminal, a polícia poderá dizer se existe vínculo entre os homicídios com a morte do policial. A Corregedoria-geral da PM investigará o possível envolvimento de policiais nas mortes.

O jogo do acesso

Papão encara o Tupi para defender vantagem e garantir vaga à Série B

92923

Desde o dia 29 de novembro do ano passado, quando empatou sem gols com o Sport Recife, na Ilha do Retiro, e teve o rebaixamento confirmado, que o Paysandu espera pela oportunidade de voltar à Série B do Campeonato Brasileiro. Quase um ano se passou e, às 15 horas de hoje (horário de Belém), o Papão volta a campo para tentar retornar à Segundona. Há uma semana venceu o Tupi-MG por 2 a 1, em Belém. O resultado garantiu uma vantagem mínima de jogar pelo empate, mas ela existe e favorece o time paraense. Ao time mineiro basta uma vitória pelo placar mínimo de 1 a 0 para seguir adiante e conquistar o acesso. Outro 2 a 1 leva a decisão para as penalidades. Uma vitória ou empate garante a vaga ao alviazul, que também fica com o acesso se perder por um gol de diferença, desde que o placar seja de 3 a 2, 4 a 3, daí em diante, por causa dos critérios de desempate.

Na partida no estádio Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG), o Paysandu tenta fazer valer a arrancada final que teve nos jogos de volta desse Campeonato Brasileiro. Nos nove jogos referentes ao “segundo turno”, oito deles sob o comando mais uma vez de Mazola Júnior, a equipe paraense venceu cinco vezes, empatou duas e perdeu outras duas. Curiosamente, desses nove resultados, só um, se fosse repetido, tiraria a vaga bicolor, o 1 a 0 sofrido para o ASA-AL, dia 24 de agosto, pela 12ª rodada. Um levaria a decisão para as penalidades, o 2 a 1 para o Cuiabá-MT, dia 19 de setembro, pela 16ª rodada. Os sete demais todos favorecem ao Papão, mesmo as derrotas.

O Tupi tem seus números a favor, também. Das três derrotas que teve nessa Série C, nenhuma delas foi em casa. No Mário Helênio, foram apenas três empates (Macaé-RJ, Guarani-SP e Juventude-RS, todos por 1 a 1), e seis vitórias. Até perder para o Paysandu na semana passada, o Galo Carijó defendia uma invencibilidade de 13 partidas, tendo alcançado a segunda melhor campanha dentre os times da primeira fase. É um cartel de respeito.

O equilíbrio é patente. Para o site de estatísticas esportivas Chance de Gol (chancedegol.uol.com.br), o Paysandu aparece com 50,5% de chegar à semifinal, ou seja, de garantir o acesso logo mais. Ao Tupi resta 49,5% de chances. Para a partida, o site do estatístico Marcelo Leme de Arruda crava o time mineiro com chances de 57,4% de vencer, com o empate e uma vitória bicolor com 23,2% e 19,4%, respectivamente. Isso com uma vitória do Galo, dependendo do resultado, ainda assim beneficiar ao Papão.

Entre os jogadores, esses números são coisas para analistas. Tudo será decidido dentro de campo, por quem correr mais e estiver num dia mais feliz. “A primeira decisão já foi e temos que ter tranquilidade agora. Temos uma vantagem que não é grande, por isso teremos que saber administrar isso”, afirma o atacante Bruno Veiga, autor de um gol em Belém. “Atenção terá que ser total. Uma bola pode decidir o jogo. A gente estava vencendo de 2 a 0 e o terceiro estava mais próximo quando levamos aquele gol. Um lance, uma bola decide um título”, finaliza o meia Héverton.

Dirigentes usam suposto ataque como motivação

Pelas redes sociais, dirigentes do Tupi-MG afirmaram que na saída do Mangueirão, semana passada, o ônibus que levava a delegação mineira foi atingida por latas e pedras. Ninguém chegou a se machucar, felizmente, mas o episódio vem sendo usado para motivar os jogadores. Cerca de 110 policiais que farão a segurança interna e externa no estádio Radialista Mário Helênio, que até ontem teve vendido 8 mil dos 18 mil ingressos à disposição. Já será o melhor público do Galo Carijó na competição.

Dentro do elenco do Tupi, o assunto é tocado com cuidado. “O time deles venceu o jogo e eles não tinham nada que fazer aquilo. Essa violência prejudica, acaba com o futebol. Por isso eu torço para que isso não aconteça aqui. Temos que vencê-los dentro de campo, sem pressão deste tipo”, afirmou o volante Genalvo, que não nega que o ocorrido pode ter esse fator de motivação. “Isso nos motiva sim. O susto foi grande e isso mexeu com o grupo, porque todos ficaram chateados com o que ocorreu. A nossa motivação para este jogo é muito grande e vamos buscar este acesso para o clube”.

Para o técnico do Paysandu, Mazola Júnior, ao mesmo tempo em que o ato deve ser reprovado, não deve também ser supervalorizado. Segundo ele, justamente o que foi feito pelos adversários. “O que aconteceu com o Tupi aqui já aconteceu várias vezes conosco. Time grande está acostumado com lata de cerveja no ônibus e nunca valorizamos isso”, disse. “Infelizmente, são situações normais do futebol brasileiro. Assim como eles passaram por esse calorzinho aqui, passamos várias vezes no ano e nunca criamos nenhum clima de guerra. Estamos preparados para o que der e vier. Esperamos que tudo seja resolvido dentro de campo”.

Contraprova de paciente africano com suspeita do vírus Ebola já está no Evandro Chagas, em Belém

Instituto Evandro Chagas - Belém - Foto Antônio CíceroChegou a Belém na manhã desta segunda-feira (13), a nova amostra de sangue coletada do paciente Souleymane Bah, com suspeita do vírus ebola, embora o resultado do primeiro exame tenha atestado negativo para a doença.

O Instituto Evandro Chagas (IEC), em Belém, referência nacional, informou que a segunda amostra já está sendo processada para que seja feito o diagnóstico.

De acordo com o IEC, a segunda amostra foi coletada 48h após a coleta da primeira em cumprimento ao protocolo de diagnóstico de ebola preconizado pela Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde.

O resultado deve ser informado ainda nesta segunda-feira pelo Instituto Evandro Chagas ao Ministério da Saúde.

O ebola
O vírus do ebola só é transmitido por meio do contato com o sangue, tecidos ou fluidos corporais de doentes, ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que, apesar da suspeita, a situação está sob controle. “Todos os procedimentos indicados no nosso protocolo foram efetivamente aplicados com muito êxito”. (G1-PA)

Professor da Uepa tem pesquisa indicada ao Prêmio Capes de Tese 2014

premio-capes-tesesO historiador Airton dos Reis Pereira recebeu, do Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a indicação de sua pesquisa de doutorado ao Prêmio Capes de Tese 2014, oferecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A pesquisa, intitulada “A Luta pela terra no Sul e Sudeste do Pará: migrações, conflitos e violência no campo”, analisa as práticas de diversos grupos sociais que estiveram envolvidos na luta pela terra, entre a segunda metade da década de 1970 e finais dos anos 2000.

Entre os atores ouvidos estão padres, agentes de pastorais, posseiros, trabalhadores rurais migrantes, fazendeiros, advogados, militantes de partidos políticos e representantes de Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (STR), da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e de diversas instituições como os Institutos Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e de Terras do Pará (Iterpa), entre outros.

Para o pesquisador, que é filho de trabalhadores rurais que migraram de Minas Gerais para o estado do Pará e tem larga experiência na interlocução com os atores sociais no campo paraense, atuante, inclusive na CPT, investigar essas realidades significa trazer à tona as fundamentações dos conflitos por terra na região amazônica. “Eu trabalhei na zona rural até 18 anos e tive um envolvimento muito grande com os movimentos sociais. Tudo isso, de certa forma, ajudou muito na pesquisa de doutorado e no trabalho que exerço atualmente na coordenação do campus da Uepa, em Marabá. Outro ponto importante foi o público que pesquisei. Como trabalhei com a metodologia da História Oral, a minha experiência na região facilitou o contato e entrevistas com os diversos atores”, pondera Pereira.

A tese de Airton Pereira pode ser entendida como uma narrativa que privilegia pequenos acontecimentos, marcas sutis e singulares. É um estudo que procura afastar-se das vertentes historiográficas. O trabalho revela, por exemplo, que o conceito “posseiro”, durante muito tempo atribuído ao ocupante de terras improdutivas, foi ressignificado, passando, mais tarde, à categoria “sem-terra”, que emergiu a partir da atuação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terras (MST).a

A defesa da tese ocorreu em 24 de maio de 2013, no Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFPE, e foi escolhida para representar o PPGH pela Comissão de Docentes do Programa. “Acredito que a indicação de minha tese para concorrer ao Prêmio da Capes é um reconhecimento pelo trabalho que realizei. É de certa forma também reconhecimento da trajetória que construí na instituição que pertenço como professor”, revela Airton.

Devido à referência no assunto, o docente também recebe frequentes convites para participação em eventos nacionais e regionais. O próximo será o IX Encontro Regional de História, promovido pela Seção Pará, da Associação Nacional de História, que será realizado em Belém, de 10 a 13 de novembro, nas dependências da Universidade Federal do Pará (UFPA).

O Prêmio Capes de Tese oferece como premiação passagem aérea e diária para o autor e para o orientador da tese premiada para comparecimento à cerimônia de premiação, que ocorrerá no dia 10 de dezembro deste ano, em Brasília; certificado ao orientador, co-orientador(es) e ao programa em que foi defendida a tese; certificado e medalha para autor; auxílio equivalente a uma participação em congresso nacional para o orientador, no valor de R$ 3 mil; e bolsa para realização de estágio pós-doutoral em instituição nacional ou internacional.

Fonte: Uepa

Receita Federal libera os créditos segunda-feira, 15. Em Belém, mais de 25 mil contribuintes terão direito à restituição

Receita Federal libera nesta segunda-feira, 15 o quarto lote de restituição do IRPF 2014. Em Belém 25.028 contribuintes terão direito à restituição, no valor total de R$ 35.457.046,97.

No Pará, 40.312 serão contemplados, totalizando R$ 52.908.923,46.

O crédito bancário para 95.113 contribuintes em toda a 2ª Região Fiscal (AC, AM, AP, PA, RO, RR) será realizado no dia 15 de setembro, totalizando o valor de R$ 117.106.148,33.

O lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física contempla também restituições de 2013 (ano-calendário 2012), 2012 (ano-calendário 2011), 2011 (ano calendário 2010), 2010 (ano-calendário 2009), 2009 (ano-calendário 2008) e 2008 (ano-calendário 2007).

Os montantes de restituição para cada exercício, referentes à 2ª RF, e a
respectiva Taxa Selic aplicada, podem ser acompanhados na tabela a seguir:

Lote de Restituição | | |
Multiexercício do | | |
IRPF – Set/14 | | |

SELIC ATUALIZADA_thumb[2]

Fonte:Receita Federal

Receita Federal apreende 7Kg de cocaína no aeroporto de Belém

Fruto de operação rotineira de vigilância e repressão da Alfândega do Aeroporto Internacional de Belém em conjunto com a Polícia Federal, a apreensão ocorreu nesta madrugada.

RF Cocaina3RF Cocaina2A droga estava na bagagem de passageiro que se encontrava em voo doméstico vindo de Manaus, chegando àquela capital às 4h40, de 31/8.

Foram apreendidos seis pacotes da pasta de cocaína, totalizando, aproximadamente, sete quilos.

A operação

O trabalho realizado envolveu a análise de risco, onde são observadas diversas informações em relação à procedência da aeronave e aos viajantes, o que levou ao desvio do voo para a área internacional do Aeroporto Internacional de Belém, onde o conteúdo pode ser detectado pelo scanner fixo da Receita Federal e apreendido.

O conteúdo foi entregue à Polícia Federal para as devidas providências.

Pará registra alta de 11,69% nos emplacamentos de veículos

imagesxdddddddddddddddA indústria automotiva paraense teve alta de 11,69%, em julho. De acordo com o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do Pará e Amapá (Sincodiv PA/AP) foram emplacadas 13.538 unidades, em julho, contra 12.121, em junho, representando mais de 1.400 veículos novos no estado. Foram contabilizados no balanço os emplacamentos de todos os segmentos, como automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários.

Os segmentos de automóveis e comerciais leves tiveram alta de 24,25% sobre junho. Foram emplacadas 5.236 unidades contra 4.214 no mês anterior. O setor de caminhões tem alcançado resultados bastante positivos nos últimos meses. Em julho, por exemplo, o segmento registrou crescimento de 31,19%. O setor de motocicletas também demonstrou bom desempenho, registrando alta de 4,15%.

O presidente do Sincodiv PA/AP, Leonardo Pontes, avalia que o mês de julho superou as expectativas. “Apesar dos últimos meses terem apresentado queda nas vendas, o mês de julho foi positivo para todos os segmentos, inclusive para o segmento de automóveis e comerciais leves, pois tivemos 22 dias úteis contra 18 dias no mês anterior. Isso, mesmo considerando os dias de jogos da Copa”, ressaltou Pontes.

Ainda, segundo o presidente do Sincodiv PA/AP, a recuperação da indústria automotiva, no segundo semestre, já havia sido prevista pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), que estimou aumento médio de 5% ao mês até o final deste ano.

Desempenho – No mês de julho, Belém foi o município que mais emplacou veículos, no Pará. No setor de automóveis, a capital teve participação de 45,1% nas vendas, seguida de Ananindeua, com 9,1% e Marabá, com 6%. No segmento de caminhões, Belém alcançou 17,1% de participação. Parauapebas e Marabá tiveram bons desempenhos, marcando, respectivamente, 9,8% e 7% de presença nos emplacamentos. No segmento de motocicletas, a capital alcançou 12,3% de participação, seguida de Marabá, que obteve 5,9% e Parauapebas, que alcançou 5,3% das vendas.

Fonte : Sincodiv PA/AP

MPPA vai apurar denúncias de agressão da PM de Belém a um deficiente

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio do promotor de Justiça Militar Armando Brasil Teixeira, expediu hoje, 11, Portaria para instauração no Conselho de Disciplina de Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a participação de policiais militares em agressão contra um portador de necessidades especiais (PNE). O Conselho de Disciplina analisará também a permanência desses policiais na corporação da PM/PA.

O fato ocorreu no último sábado, 9, no bairro do Jurunas,e foi registrado por um cinegrafista amador.