Category Archives: Parauapebas

Parauapebas: Maria Dinelma não é mais gestora da Semma e Jonas Silva não dirige mais o DMTT.

image

Conforme adiantado pelo Blog há trinta dias, Maria Dinelma P. de Matos não é mais a Secretária de Meio Ambiente de Parauapebas. Ela foi exonerada do cargo hoje pela manhã. Em seu lugar assume, interinamente, o seu adjunto, Zoênio Raimundo dos Santos Silva.

Há trinta dias o Blog anunciou que a secretária estaria demissionária, mas o fato foi negado pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Parauapebas.

Na realidade o anúncio foi apenas adiado na época, e como nada mudou de lá pra cá, agora se materializa. Não se esqueçam que este Blog alertou que seria melhor dar tempo ao tempo. Pois é!

DMTT
Outro que perdeu o cargo hoje foi o diretor do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte, Jonas Alves da Silva. O prefeito ainda não anunciou seu sucessor.

Reunião com deputado federal define ações de educação

Francisca CizaA titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Francisca Ciza, juntamente com o prefeito Valmir Mariano, esteve em Belém, na última semana, onde participou de uma reunião com o deputado federal Nilson Pinto (PSDB-PA).

O objetivo da reunião foi definir as diretrizes que conduzirão os convênios firmados e beneficiarão o município de Parauapebas. O apoio do deputado para área da educação no município envolve a viabilização para a construção de escolas, creches e escolas de tempo integral, com a finalidade da eliminação do turno intermediário, além da construção da Universidade Municipal e a implantação do programa de alimentação escolar. Nilson Pinto garantiu total apoio às ações municipais.

De acordo com a secretária Francisca Ciza, a reunião foi um pontapé inicial para parcerias em todos os aspectos. “O encontro foi muito bom e os resultados já estão acontecendo, pois os técnicos do Governo do Estado já estão em Parauapebas dando suporte ao plano de ações articuladas do município. É muito importante esse elo com o governo estadual a nível federal com o deputado Nilson Pinto. Vamos estar sempre em busca de melhorias para nosso município”, afirmou a secretária.

CDL Parauapebas: Prêmio Mérito Lojista 2013

Nota de Esclarecimento

Carlos CasagrandeA Direção do Prêmio Mérito Lojista 2013, esclarece por meio deste comunicado, que em virtude de força maior, o ator Global Ricardo Tozzi não estará mais disponível para participar como apresentador do evento no próximo dia 27 de abril, sendo o mesmo já substituído pelo não menos talentoso, também ator global o modelo internacional Carlos Casagrande (foto).

A Diretoria do Prêmio Mérito Lojista está trabalhando incansavelmente com toda sua equipe de talentos para fazer desse evento um momento único de glamour, elegância e reconhecimento  àqueles que fazem do ato de empreender um exercício diário para o crescimento dessa cidade.

Parauapebas foi o município que mais exportou no mês de janeiro de 2013. É também do município o maior saldo da balança comercial brasileira.

Parauapebas foi o município brasileiro que mais exportou no mês de janeiro passado, com vendas externas no montante de US$ 719,328 milhões.  Os quatro outros maiores exportadores brasileiros foram São Paulo (US$ 679,875 milhões); Rio de Janeiro (US$ 524,349 milhões); Santos (US$ 486,221 milhões); e Itajaí-SC (US$ 325,696 milhões).

Além de ter o maior valor em exportações, Parauapebas-PA também alcançou o maior saldo comercial do período (US$ 710,860 milhões), seguido por Santos (US$ 354,544 milhões); Nova Lima-MG (US$ 284,834 milhões); Anchieta-ES (US$ 244,708 milhões); e São Gonçalo do Rio Abaixo-MG (US$ 167,029 milhões).

No primeiro mês deste ano, os maiores valores em importações foram registrados em São Paulo-SP (US$ 1,074 bilhão);  Manaus-AM (US$ 1,056 bilhão); São Sebastião-SP (US$ 1,047 bilhão); e em São Luís-MA (US$ 1,041 bilhão).

As informações são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Prefeito de Parauapebas é notificado pelo TCM

EDITAL DE NOTIFICAÇÃO NO 002/2013/7ª
CONTROLADORIA/TCM
(PROCESSO NO 201303242-00
)

Notificação com prazo de 15 (quinze) dias, ao Senhor Valmir Queiroz Mariano.

O Auditor Convocado do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará, usando das atribuições conferidas pela Resolução nº 10.249/TCM – PA, de 20 de dezembro de 2011, e pela PORTARIA Nº 0315/TCM – PA, de 14 de março de 2012, e com fulcro nos arts 119 e 120, IV, do Regimento Interno do TCM – PA, alterado pelo Ato nº 15, de 17 de outubro de 2011, em cumprimento às atribuições desta Corte de Contas prevista no art.70, da Constituição Federal, e com o intuito de efetivar o exercício do controle externo, levando-se em consideração a diplomação e posse de novos gestores dos municípios paraenses, NOTIFICA o Senhor Valmir Queiroz Mariano, Prefeito Municipal de Parauapebas – PA, eleito para o mandato de 2013 a 2016, para que encaminhe/informe a este Tribunal, no prazo máximo de 15 (quinze) dias, contados do recebimento desta, os seguintes documentos:

1- Relação atualizada de nomes, endereços e telefones dos dirigentes do órgão ou entidade, bem como encaminhar o Decreto Executivo de nomeação dos mesmos;

2- Indicar o responsável pelo Controle Interno do Poder Executivo;

3- Relação dos Contratos com Prazos de Vigência ainda em curso, com indicação do número do Contrato, credor, objeto, valor, prazo de vigência, número da licitação, inexigibilidade ou dispensa, número de comprovação de envio a este Tribunal de Contas e eventual prorrogação realizada pelo novel gestor;

4- Relação de Convênios com prazos de Vigência ainda em curso, com indicação do número do convênio, convenente, objeto, valor, prazo de vigência;

5- Lei Orgânica do Município;

6- Lei de Criação da Procuradoria Municipal;

7- Lei de Contratação de Serviços Temporários.

Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará

Belém, 26 de fevereiro de 2013.

Auditor Convocado Alexandre Cunha
Relator/7ª Controladoria/TCM

Centro de recuperação de dependentes químicos busca doações em Parauapebas para continuar obra.

O Centro de Apoio Semeando saiu às ruas para pedir ajuda e continuar mantendo o trabalho de resgate de dependentes químicos do município. O Centro Semeando já existe a um ano em Parauapebas e segundo o líder André Luiz dos Santos Barbosa mais de dez pessoas já passaram pela casa de apoio neste período e se encontram recuperadas.

Baseado em seu testemunho pessoal, André Luiz, que hoje é pastor e ex- dependente químico, falou que esta iniciativa surgiu quando perdeu dois filhos para o mundo do crime, especificamente na dependência química. Desde então, colocou um propósito em seu coração: ajudar pessoas que vivem em completo abandono por seus familiares e que acabam sendo vitimadas à dependência de drogas e álcool. “A fé que nos move é firmada em Deus, eu vivi esta vida e graças ao apoio de pessoas que fazem este trabalho é que estou vivo salvando outras vidas”, disse André Luiz.

Atualmente o centro funciona em uma chácara próxima da cidade que abriga a família do líder e outros ex-dependentes que não possuem família em Parauapebas. Ainda segundo ele o aluguel desta chácara é no valor de R$ 2 mil reais e, por ainda não receberem recurso da Prefeitura, visto que estão se legalizando juridicamente, resolveram fazer campanhas externas em semáforos e veículos de comunicação buscando recurso para a manutenção desta casa de recuperação.

Pastor André disse que além recurso em dinheiro, também precisam da doação de produtos de higiene pessoal, roupas, calçados, cobertores e ventiladores.

A campanha tem como título “Ajude nesta obra”.

As doações, em dinheiro, podem ser feitas através de depósitos na conta corrente 0583122-9 do Banco Bradesco- AG-01411 . Para doar roupa, alimentos e produtos de higiene pessoal, o contato deve ser feito através dos telefones (94) 8127-66-32 e 9173-45-62.

Fonte: Carajás o Jornal

“Denúncia é infundada”, diz ASCOM de Parauapebas sobre matéria de hoje de O Liberal

O pessoal da sucursal do sul e sudeste do Pará do Jornal O Liberal pisou na bola não concebendo a um denunciado a única alternativa que lhe resta, a de se defender. Hoje, no caderno sul e sudeste do Pará, o jornal dos Maioranas estampa denúncia assinada por Evandro Correa sob o título “Parauapebas: empresa foi contratada sem licitação para auditar contas”. 

Sei lá se por preguiça ou por confiar demais na fonte, o repórter de O Liberal, o segundo maior jornal do Pará, não ouviu o outro lado, fato que por si só, já descredibilizaria  a matéria, repercutida em outros canais sensacionalistas que jamais se preocupam em dar as duas versões aos fatos (elas sempre existem).

Este Blog, cumprindo seu papel de bem informar e na certeza de que, colocadas as duas versões caberá ao leitor decidir quem tem razão, solicitou a ASCOM da Prefeitura de Parauapebas alguns esclarecimentos sobre a matéria. Em resposta, foi enviada a seguinte nota:    

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A respeito da denúncia de contratação sem licitação, mediante inexigibilidade, de empresas prestadoras de serviços publicada na edição do jornal O LIBERAL, no caderno Sul e Sudeste, sob o título “Parauapebas: empresa foi contratada sem licitação para auditar contas”, assinada por Evandro Correa, a Prefeitura de Parauapebas esclarece:

As referidas empresas não foram contratadas pela Prefeitura, nem sequer houve processo licitatório para contratação dos serviços citados (“auditoria” e “projetos de engenharia”), por tanto a denúncia é infundada.

Caso haja necessidade de contratação dos serviços citados na matéria, a Prefeitura antecipa e garante que não será por inexigibilidade, mesmo havendo a possibilidade de utilização dessa modalidade.

O governo municipal reafirma seu compromisso em manter a transparência das suas ações, assim como em cumprir todas as normas estabelecidas pelas leis de licitações públicas, e lamenta a publicação de notícias infundadas com o intuito de gerar a desinformação junto à opinião pública.

Assessoria de Comunicação de Prefeitura de Parauapebas está permanentemente à disposição da imprensa para quaisquer esclarecimentos.

ASCOM PMP

Jatene vai fazer uma escola de 12 salas em Parauapebas

Está no Diário Oficial do Pará desta segunda-feira (25) publicação que homologa a empresa CCS Construção Civil e Serviços Ltda – EPP como vencedora da licitação que visa a execução de obra de uma escola com doze salas de aulas em Parauapebas, Processo nº 594.741/2012 – SIIG/SEDUC.

O valor da obra é de R$3.836.224,74 (três milhões, oitocentos e trinta e seis mil, duzentos e vinte e quatro reais e setenta e quatro centavos). Homologa a licitação Claudio Cavalcanti Ribeiro, Secretário de Estado de Educação.

Nota do Blogger:
Já é um começo!

“Fogo amigo” de aliados quer derrubar Valmir do poder?

Reconhecer seus defeitos é, sem sombra de dúvidas, se não a maior, uma das grandes virtudes que o ser humano pode ter. Tomar uma atitude corretiva quando se percebe o erro cometido, voltando atrás ou agindo de forma a reparar o erro é, em minha opinião, qualidade que deve ser exaustivamente enaltecida.

Durante a campanha para as últimas eleições municipais este blogueiro tentou mostrar aos leitores um cenário político que poderia vir a acontecer caso o eleito fosse, como foi, o então candidato Valmir da Integral.

Antes de continuar é necessário esclarecer que apesar de não ter uma amizade íntima com o atual prefeito, sempre mantivemos uma relação cordial, amistosa e respeitosa. Fato que por si só me libera para tecer comentários sobre o modo como vem operacionalizando sua gestão.

As críticas que fiz ao candidato Valmir e ao governo Valmir foram, são e serão sempre no sentido de ver esse município que aprendi a chamar de meu no caminho do progresso e da autossuficiência social, econômica e financeira.

Parauapebas precisa começar a pensar grande. Foi-se o tempo em que picuinhas oriundas de gabinetes de secretários e assessores insatisfeitos com a forma de compor o governo faziam frente ao modo enxuto e visionário de outros, provocando a demissão de competentes parceiros somente em virtude do gestor não contar com a maturidade e segurança política para manter a competência e o comprometimento em detrimento do aliado político que, amanhã ou depois pode lhe virar as costas pelo simples motivo de não ter um de seus desejos atendidos.

Minha já falecida mãe volta e meia me lembrava da passagem bíblica que preceitua: “diga-me com quem andas e eu te direi quem és.” Essa expressão nada mais é que o poder de saber as qualidades de uma pessoa pela companhia que ela mantém.

Pois bem, voltando à campanha de 2012, este Blogger volta e meia tocava na tecla que a eleição de Valmir Mariano não traria mudança alguma em virtude dos conchavos políticos necessários para a vitória do mesmo. Não reclamava, naquele momento, dos conchavos feitos por Valmir, e sim com quem foram feitos tais acordos.

Citava, vocês se lembram, que estar ao lado de Massud, Claudio Almeida e da renegada dissidência petista não representava mudança alguma. O Blogger foi voto vencido e a grande maioria da população, ansiosa por mudança, escolheu a sugerida por Valmir, sem se dar conta que se a proposta de mudança era no âmbito social, pois no político, as velhas raposas jamais iriam avalizar uma mudança nos antigos conceitos do “farinha pouca, meu pirão primeiro”.

Antes mesmo de completados os primeiros 55 dias de governo, os aliados de primeira hora naquele momento político, somados a vereadores eleitos pela oposição, já articulam uma nefasta e sorrateira maneira de derrubar Valmir do cargo. Quem assumiria a vaga seria a vice-prefeita, Sra. Ângela, esposa de Massud.

Esse movimento oposicionista da direita, o chamado “fogo amigo”, vem provocando grandes prejuízos ao governo Valmir Mariano. No princípio as articulações eram concebidas nos bastidores. Agora, já se fala do assunto nos corredores e gabinetes do Palácio dos Ventos sem o mínimo constrangimento.

O movimento se dá, principalmente, em virtude da atual classe política parauapebense manter-se em letárgico estado de escassez. A sociedade não soube construir novas lideranças e o que se vê são os velhos ratos da política local mandando e desmandando.

Analisando os primeiros dias do governo Valmir, se tem a impressão que o futuro parece distante demais. Na escolha do secretariado ele até que foi bem. Conseguiu montar um grupo quase técnico dentro das possibilidades políticas que se apresentaram. Alguns ajustem foram feitos para agasalhar todos os que se empenharam para o êxito eleitoral, deixando a “família da mudança” temporariamente satisfeita.

Os problemas internos dentro do governo Valmir tiveram início quando cortaram as pernas de Zé Rinaldo, secretário de Finanças e até então declarado principal apoiador de Valmir. O hoteleiro supermercadista se irritou, sabe-se lá pelo inesperado corte em sua secretaria, que lhe tirou poderes de primeiro ministro, lhe deixando em igualdade de condições aos outros, ou por ver que não era nele que Valmir depositaria as fichas visando uma boa gestão.

Aliando-se a alguns partidários tucanos começou a orquestrar uma campanha de difamação contra a secretária de Educação, Francisca Ciza, contra o secretário de Planejamento, Célio Costa, contra o Secretário de Obras, Dário Veloso, contra o gestor da Secult, Chico Brito e contra o Chefe de Gabinete, Zé Omar, entre outros. Todos os que não lhe beijavam as mãos. Colocou o sua turma para pressionar o prefeito pelo simples motivo de marcar território.

O prefeito, felizmente, não caiu em sua armadilha política. Manteve-se firme em suas decisões. Sabiamente manteve os competentes secretários citados, preferindo aguardar o tempo necessário para a apresentação dos resultados do que ceder aos caprichos de Zé Rinaldo, mostrando ao presidente do ninho tucano (que hoje mais parece uma Torre de Babel onde ninguém sabe quem manda, que língua se fala e a que diretrizes se segue – há exceções) que não trata a política e o governo com ressentimento, rancor ou inveja, já que manteve o tucano no cargo mesmo sabendo de onde vinham as chamas do fogo amigo.

Ora, Francisca Ciza sempre contou com o apoio do governador Jatene e sua manutenção na direção de uma escola estadual com o aval de Zé Rinaldo prova isso. 

Célio Costa é um dos mais competentes economistas que esse país já produziu. Conhecido nacionalmente, Costa foi quem concebeu o Estudo de Viabilidade Econômica do Estado de Goiás e agora o de Carajás e Tapajós. Defendeu tal viabilidade para mestrados em economia a convite da FGV, na Escola Superior de Guerra e em tantas outras instituições de ensino, sempre mostrando competência no que se propõe em fazer, tendo inclusive seus livros indicados para teses de doutorado e mestrado em várias universidades, entre elas USP e Unicamp. Abdicou de assumir a secretaria de Fazenda de Marabá a convite do então prefeito eleito João Salame para vir a Parauapebas onde se comprometeu em planejar o município para os próximos anos com a mesma eficiência de quando foi secretário de estado em Goiás e Tocantins.

O caso do Célio Costa nos remete a um fato acontecido no governo anterior. No início do segundo governo Darci, o também economista Delmar Steffen foi importado do Rio Grande do Sul para assumir a secretaria de Planejamento. O fogo amigo petista o afastou do cargo antes mesmo que o notadamente competente secretário pudesse mostrar serviço. Darci mostrou fraqueza naquele momento preferindo se submeter aos desejos da militância petista, que mais tarde o abandonaria, do que manter Steffen no cargo e transformar Parauapebas em outra cidade, fato que inevitavelmente teria acontecido.

Nos mesmos moldes, tentam agora derrubar Célio Costa com palavras, supostos dossiês e em virtude do mesmo ser de outro estado, como se Zé Rinaldo, o prefeito e outros que o malham por isso não o fossem.

Já disse aqui outro dia que pessoas aziagas deveriam esquecer Parauapebas, ou pelo menos não se envolver na política local, já que não sabem reconhecer os erros e tampouco agir para minimizá-los, preferindo atacar pelo simples fato de atacar. Fazer conjecturas relacionando secretários à máfia das drogas, a escândalos e crimes sem nenhuma ponta de prova ou por ter errado na preparação do carnaval não me parece a melhor maneira de agir de quem prega aos quatro cantos que quer o melhor para Parauapebas.

Agora, não satisfeito com o rumo tomado pelo prefeito e possessos com o afastamento político normal que sofreram, alguns políticos se uniram com o claro objetivo de derrubar Valmir Mariano do cargo. Já orquestram alianças com vereadores supostamente da oposição para ver Massud no poder.

Macacos velhos da política pebana, não aprenderam ainda que aqui quem manda é o povo e este ainda está com o “velhote”, que aprenderam a admirar e em quem depositaram total confiança. O mesmo povo que sabe separar o joio do trigo, saberá dar tempo ao tempo. Não é possível que pessoas ligadas ao governo pensem com tamanha mesquinhez, acreditando que o mesmo povo que colocou Valmir no poder vai traí-lo antes que se complete o primeiro ano de governo pelo simples motivo do governo ter suspendido um programa que aparentemente está cheio de vícios e supostamente prejudicará alguns que vivem de sugar o que seria para o pobre, ter efetuado mudanças que desagradaram aliados ou porque buscou parceiros fora de Parauapebas.

Este Blogger estará do lado desse povo sábio em detrimento aos carcarás que se espelham em erros anteriores para angariar o poder. Estarei do lado do governo Valmir, não para defendê-lo quando erros forem cometidos, mas para defendê-lo das acusações injustas e irresponsáveis de pessoas transvestidas de cordeiros que tentam ludibriar a população quando na verdade são lobos querendo comer o vovozinho.

Parauapebas, volto a repetir, precisa pensar grande. Esses políticos amadores que trazem um palito de fósforo em uma mão e um botijão de gasolina na outra deveriam se unir sim, mas para auxiliar política e administrativamente o atual governo. Ele estará aí pelo menos até 31 de dezembro de 2016, queiram ou não a direita oposicionista. Aprendam com a verdadeira oposição que perdeu a eleição, mantenham-se dignos de merecer a confiança da população no futuro. Busquem consolidar os espaços que receberam antes de tentar abraçar o espaço alheio. Tenham hombridade, a população saberá reconhecer isso.

Seleção de futebol de Canaã dos Carajás joga amistoso contra Parauapebas neste sábado

A seleção de futebol de Canaã dos Carajás tem seu primeiro jogo amistoso do ano neste sábado, 23, no Estádio Rosenão, em Parauapebas, quando a partir das 18 horas enfrenta a seleção local.

Com o intuito de facilitar o entrosamento de sua equipe já para a disputa da Copa Sul do Pará, o técnico Lima alerta que os jogos são vistos como duelos amigáveis, porém, enfrentados com seriedade.

A ideia é de que a partida seja vista como amistosa apenas até o apito inicial do árbitro. Depois disso, a ordem é manter a postura e jogar como se um título estivesse em disputa. Torcedores de Canaã dos Carajás já se mobilizam assistir a partida e demonstra apoio ao time. Uma caravana está sendo organizada e a partir das 13 horas de sábado o torcedor que quiser acompanhar a partida em Parauapebas deverá comparecer em frente a Câmara municipal, de onde sairá a caravana.