Category Archives: Marabá

Secretário vai propor que Vale reveja decisão que deixou Marabá sem show do 25º Prêmio da MPB

O post “Marabá não receberá 25º Prêmio da Música Popular Brasiliera esse ano”, publicado há pouco, colheu pertinente comentário do Secretário de Cultura de Marabá, Sr. Cláudio Feitosa. Insatisfeito com o fato, Feitosa promete protestar para que a Vale reveja os locais onde acontecerão os shows do 25º Prêmio da Música Popular Brasileira. Confira o que disse o secretário:

Cláudio FeitosaEsse prêmio consome 20 milhões em incentivo fiscal. Serve basicamente pra que uns 50 músicos conhecidos falem bem da Vale. Os burocratas ficam no Rio de Janeiro decidindo coisas da produção cultural, só com a visão de marketing. É nisso que dá!

Estamos oficializando nossa discordância, deixando claro que sempre que a Vale se propõe a nos ajudar, aplaudimos. Mas, não deixamos por menos, quando nossos interesses são contrariados. Sobretudo quando nos deparamos com esse tipo de postura que denota total insensibilidade. Vamos propor à Vale que reveja essa decisão. Belém e São Luís só ficam com os bônus da mineração.

Marabá: Jorge Aragão, Elba Ramalho e Fernandinho são as atrações da festa de 101 anos

 

image

Marabá terá Estação Cidadania até o final de abril

Marabá será o terceiro município paraense a receber uma Estação Cidadania, um complexo que reúne, em um só lugar, a prestação de serviços públicos ofertados por diversos órgãos do Estado, com qualidade, rapidez, eficiência e conforto para a população. A obra, que tem investimento de R$ 2,9 milhões, será entregue no final de abril.

A Secretaria de Estado de Administração (Sead), responsável pela obra, estava há cerca de dois anos procurando um local adequado para receber a Estação Cidadania de Marabá. O problema foi resolvido no início deste ano, quando o Shopping Pátio Marabá fez o convite para que a estrutura fizesse parte do empreendimento logístico. Alice Viana, titular da Sead, conta que o local permite que a obra seja feita com rapidez.

Estação Cidadania -Marabá Foto APN“Nós demoramos a encontrar um espaço adequado que tivesse condições de infraestrutura e segurança que a Estação Cidadania precisava. Veio a proposta do Pátio Marabá, onde a gente pode associar a integração dos serviços às condições adequadas de atendimento. Nesse caso específico estamos trabalhando com a locação de um espaço que já tem a infraestrutura pronta, tornando a obra menos complexa e mais rápida”, disse Alice Viana.

Marabá será o primeiro município a ter a Estação Cidadania dentro de um shopping. A Sead já estuda a possibilidade de repetir o exemplo em outras cidades. “Esse é um conceito novo que tem sido trabalhado em vários estados brasileiros, e nós no Pará estamos desenvolvendo esse novo conceito de atendimento à população. Acredito que esse será o próximo caminho para as futuras Estações Cidadania”.

Ser instalada em um shopping não é a única exclusividade da Estação Cidadania de Marabá, que vai oferecer serviços de 18 órgãos públicos. Esta será a primeira unidade a ter a parceria da Polícia Federal, que vai oferecer a emissão de passaportes para toda a região sudeste do estado. A Estação Cidadania está sendo construída no piso térreo do shopping Pátio Marabá e ocupa uma área de 1.600 m², dividido em dois pavimentos.

O pavimento térreo está com 85% da obra concluída e vai concentrar a prestação de serviços da Polícia Federal; Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE); Tribunal Regional Eleitoral (TRE); Correios; Cartório 2º Ofício; Banpará; Corpo de Bombeiros Militar; Diretoria de Política de Gestão de Saúde Ocupacional da Sead; Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep); Cohab; Detran; Cosanpa; Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa);  Defensoria Pública; Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda (Seter); Polícia Civil e Procon.

O pavimento superior é um mezanino que está com 40% da obra concluída. Esse espaço vai abrigar uma sala de reunião, a coordenação, um auditório e o infocentro do NavegaPará, da Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), que oferecerá acesso gratuito à internet. A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) terá espaço para cursos de capacitação básica em informática.

Detalhamento da obra:
Início: 6/01/2014
Previsão de conclusão: 20 de abril de 2014
Valor global: R$ 2,9 milhões – contrato de locação – com infraestrutura física de funcionamento e marketing
Andamento da obra: 85% (térreo) e 40% (piso superior)
Empresa responsável: Dan Hebert
Secretaria responsável: Secretaria de Estado de Administração (Sead)
Órgão beneficiado: Sead

Fonte: APN

Marabá entra na disputa para sediar I Jogos Mundiais Indígenas em 2015

Na manhã desta terça-feira (25) uma delegação do Ministério dos Esportes da qual fez parte o cacique Marcos Terena, esteve reunida com o prefeito João Salame para apresentar o caderno de encargos visando a realização da primeira edição dos Jogos Mundiais Indígenas. Em recente reunião com o ministro Aldo Rebelo, João Salame demonstrou que Marabá tem interesse em sediar o evento.

Desde que foi anunciada a realização dos Jogos, 10 cidades manifestaram interesse em realizar a competição. O ministério optou por dar preferência às cidades que não participaram nem sofreram influências dos megaeventos esportivos que acontecerão no País nos próximos meses – Copa do Mundo, Jogos Olímpicos e Paralímpicos . Com isso, apenas Palmas (TO), Belém e Marabá disputam o direito de receber os Jogos Indígenas.

jogos indigenas 2013 (6)

Programado para junho de 2015, os I Jogos Mundiais Indígenas deverão reunir cerca de 1.200 índios de 22 etnias do Brasil e mais 1.200 de 22 países. Segundo Marcos Terena, durante 13 dias os competidores participarão de “jogos nativos de integração” – arco e flecha, arremesso de lança e cabo de força, dentre outros; de jogos demonstrativos – aqueles que são praticados quase que exclusivamente por determinada etnia e de jogos “ocidentais”, entre eles o futebol e o beisebol, este último muito popular entre os nativos canadenses e americanos.

Além de um evento de intensa competição, os Jogos Indígenas estão sendo vistos pelos organizadores como uma ótima oportunidade para difusão das culturas indígenas e para discussão das demandas que envolvem esporte, cultura e lazer dos povos nativos de todos os continentes. Por conta disso, além das disputas esportivas, um amplo calendário de debates e atividades culturais deverá ser proposto pela cidade-sede.

“Marabá tem todo o interesse em sediar o evento e teremos até o dia 7 de abril para apresentar o projeto preliminar, espécie de esboço mostrando soluções para as demandas em áreas como infraestrutura, segurança, telecomunicações e mobilidade, entre outras. Tenho certeza que vamos apresentar um projeto viável”, disse João Salame.

No dia 19 de abril será anunciada a cidade escolhida e no dia 9 de agosto será feito o lançamento oficial e a assinatura da matriz de responsabilidade, espécie de termo de compromisso assinado entre a cidade-sede e o Ministério dos Esportes.

Sobre os encargos decorrentes da realização dos Jogos, o prefeito João Salame se mostrou otimista. “A ideia é que todos os equipamentos – arenas, raias, oca digital e alojamentos – estejam concluídos com grande antecedência e que tenhamos o suporte do Governo Federal para arcar com as despesas”, disse João.

Tem sido grande o interesse despertado por eventos desta natureza. A última edição dos Jogos dos Povos Indígenas, competição que vinha sendo realizada com frequência, chegou a atrair cerca de 10 mil pessoas, entre competidores, técnicos e espectadores vindos de diversos países. Uma comissão integrada pelas secretarias de Planejamento, Assistência Social, Esporte, Obras e Cultura foi formada para elaborar o projeto preliminar a ser apresentado ao Ministério dos Esportes.

Após a reunião no auditório anexo ao Gabinete, o prefeito João Salame percorreu alguns dos pontos da cidade que despertaram interesse da equipe do Ministério dos Esporte, entre eles o Estádio Municipal Zinho Oliveira, as obras do Novo Estádio Municipal e o Centro de Convenções de Marabá.

Fonte: SECOM Marabá

Presidente Dilma cumpre agenda de 2,5 horas em Marabá e anuncia edital do Lourenço

Durou duas horas e meia a passagem da presidente Dilma Rousseff por Marabá, nesta quarta-feira, 20, onde ela foi cumprir duas agendas: anunciar o edital para o derrocamento de 43 Km do Canal do Lourenço, no Rio Tocantins, e ainda a entrega de 110 máquinas para 89 prefeituras do Pará.

Dilma

A cerimônia foi realizada no Aeroporto “João Corrêa Rocha” e a presidente não chegou percorrer nenhuma rua da cidade. Durante o breve tempo que passou em Marabá, ela ouviu discursos do prefeito de Marabá, de dois ministros e do governador Simão Jatene, que foi vaiado por várias vezes por parte da plateia presente, formada em sua maioria por militantes dos movimentos socias. Aliás, o acesso da população ao evento foi controlado por um forte esquema de segurança da Presidência, Polícia Federal, Aeronáutica, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Exército Brasileiro, além de Guarda Municipal e Departamento Municipal de Transporte e Trânsito Urbano (DMTU).

Assim que o espaço reservado para a população e autoridades lotou, as pessoas que ainda estavam fora tiveram o acesso negado, o que gerou pequena confusão e deixou muita gente descontente. Além disso, várias entidades se colocaram no canteiro da Rodovia Transamazônica (BR-230) com faixas e cartazes em protestos pelas mais variadas frentes. Dentre os manifestantes havia policiais federais, estudantes, campesinos e até servidores municipais.

Dilma pousou no aeroporto por volta das 13 horas e partiu assim que a cerimônia foi encerrada, às 15h40, em direção à Imperatriz, no Maranhão, onde cumpriu agenda ainda hoje.

A presidente assinou a ordem para a publicação do edital de licitação do derrocamento do Pedral do Lourenço, em Itupiranga, obra que vai possibilitar o funcionamento da Hidrovia Araguaia-Tocantins, um sonho antigo da região, classificando o ato como “histórico para o Brasil e o Pará”.

Dilma disse também que “esse século é o da interiorização do Brasil, do Centro-Oeste e do Norte”, ao defender que a produção concentrada na região seja escoada por meios próprios. ”O governo federal tem perfeita clareza da importância das hidrovias”, disse Dilma, destacando que o custo de transporte de cargas por hidrovias chega a ser 50% mais barato do que por meio de rodovias.

Em seu discurso de 35 minutos, a presidente Dilma falou de alguns temas atuais e que têm agradado a população, como o Programa Mais Médicos, que segundo ela já trouxe para o Pará mais de 130 profissionais cubanos, alguns dos quais participaram da cerimônia e aplaudiram a presidente brasileira.

Sobre as vais ao governador, a presidnete Dilma afirmou que o país, “com muito esforço”, conquistou a democracia, o que, de acordo com ela, necessariamente, implica reconhecer a diversidade do país, inclusive em posições políticas e visões culturais distintas. Em sua avaliação, “brigar” na democracia tem que ser pelo próprio regime democrático e “contra a desigualdade.”

Dilma elogiou o discurso do prefeito de Marabá, João Salame, que pediu desculpas para a presidente por ser “pidão”. Ele apresentou várias demandas locais e regionais, como mais investimentos na área de educação, com construção de creches.

Eleição
A presidente Dilma Rousseff seria reeleita no primeiro turno das eleições deste ano, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira, 20, pelo site do jornal O Estado de S. Paulo. Candidata à reeleição, Dilma registrou 43% das intenções de voto na amostragem, o mesmo percentual da pesquisa anterior, divulgada em novembro.

Em segundo lugar, na pesquisa divulgada hoje, figura o senador e pré-candidato do PSDB, Aécio Neves, com 15% das intenções de voto. O tucano oscilou um ponto percentual para cima, dentro da margem de erro da pesquisa, de dois pontos percentuais. O governador de Pernambuco e pré-candidato à Presidência pelo PSB, Eduardo Campos, manteve os mesmos 7% das intenções de voto registrados em novembro de 2013.

Nível dos rios Tocantins e Itacaiúnas recua para menos de 12 metros, mas já atinge 973 famílias

Após bater a marca dos doze metros no último domingo (16), o nível dos rios Itacaiúnas e Tocantins recuou nesta terça-feira (18), caindo de 12,2 para 11,71 metros. Apesar do recuo, a enchente já atingiu 973 famílias em vários núcleos da cidade, fazendo com que 318 famílias fossem alojadas nos abrigos municipais espalhados por Marabá.

Enchente em Marabá 2014

A população atingida está sendo deslocada para um dos dez abrigos localizados em vários núcleos de Marabá, sendo os principais os localizados na entrada da Marabá Pioneira, Folha 16, Associação de Moradores da Santa Rosa, Orla de Marabá, Galpão da Obras Kolping, no bairro Alzira Mutran e no Ginásio Osorinho, na Marabá Pioneira.

Durante a visita aos abrigos no dia 14, o prefeito João Salame anunciou um projeto para a construção de abrigos definitivos para acomodação da população atingidas nos próximos anos. (ASCOM PMM)

Prefeitura assina convênio com Susipe para ressocialização de presos em Marabá

A Prefeitura de Marabá, através da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), assinou nesta segunda-feira (17) convênio com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) para a criação do projeto “Libertação: Liberdade, Trabalho e Ação”, que objetiva oferecer aos presos a reintegração à sociedade através do trabalho.

CRAMA Marabá

Intermediado pelo Tribunal de Justiça do Estado, o convênio vai direcionar inicialmente 30 detentos do Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRRAMA), que desfrutam do regime semiaberto para trabalhar nas secretarias de Saúde (SMS) e Educação (Semed) do município, em atividades diversas, de acordo com grau de instrução, profissionalização e disponibilidade de vagas ofertadas pela administração municipal.

“Queremos reinserir essas pessoas que um dia cometeram erros, mas que merecem uma chance em nossa sociedade. Uma das bases de nosso governo é olhar para a minoria também.”, disse Beto Salame, secretário de Planejamento.

O superintendente da Susipe, André Luiz de Almeida, se mostrou satisfeito com a atenção dada à população carcerária do município, criando uma forma de diminuir a ociosidade, proporcionando formação profissional ao condenado, readaptando-o à sociedade. “Hoje temos uma população carcerária de 12.384 presos para 7.481 vagas, ocasionando uma superlotação das cadeias”, disse.

Segundo o superintendente, 67% da população carcerária possui ensino fundamental incompleto, sendo que também 38% dessa população é formada por pessoas de 18 a 29 anos.

“Nossa pretensão é formar uma sociedade fraterna e justa. Temos como norte a diminuição das desigualdades. Esses apenados vão trabalhar 6 horas por dia e receberão três quartos de um salário mínimo, além de reduzir um dia de pena por cada três dias trabalhados”, disse o prefeito João Salame, que também avisou que equipes da Susipe e Prefeitura fiscalizarão cada interno, para que um bom trabalho seja feito.

Fonte: ASCOM PMM

Zimmer receberá presidente Dilma em Marabá

Milton Zimmer

O presidente estadual do PT e deputado Milton Zimmer, estará representando o PT para receber a presidenta Dilma Rousseff nesta quinta – feira, em Marabá, sudeste paraense. Na cidade, a presidenta vai realizar a entrega de 110 máquinas aos municípios com até 50 mil habitantes. Uma das maiores expectativas será sobre o anúncio do processo de licitação do derrocamento do Pedral do Loureço, para viabilizar a Hidrovia do Tocantins.

Fonte: Assessoria de comunicação do deputado Milton Zimmer

Nota de repúdio: SEASP deixa mais de 500 mulheres passando fome no dia das mulheres

As mulheres integrantes dos diversos seguimentos sociais: Associações, lideranças de Bairros e Vilas do Município de Marabá, que participaram da MARCHA DA MULHER, com apoio do COMDIM, da PMM – Prefeitura Municipal de Marabá e da SEASP – Secretaria de Assistência e Promoção Social, que saíram as ruas no dia 08 de março de 2014, Dia Internacional da Mulher, com o firme propósito de comemorarem as conquistas e avanços, mas sobretudo lutarem pela efetivação das políticas públicas para as mulheres da zona rural e urbana de nosso Município; vêm em público repudiar veementemente a forma humilhante e desrespeitosa e desumana com que foram tratadas após a marcha, pela Primeira Dama do Município, Presidente do COMDIM e Secretária da SEASP, Sra. Abiancy Rosa Cardoso Salame e sua equipe de trabalho, que em tendo discursado em Praça Pública para estas mulheres e participantes da marcha na concentração do evento, declarou que estaria esperando todas no Clube de Mães e confirmado o almoço por patrocínio da SEASP; Sendo que a marcha chegou as 12h:00 no Clube e no entanto a Sra. Abiancy Cardoso só veio avisá-Ias apenas após as 12h:50min que não teriam o almoço prometido porque a equipe de seu Gabinete havia esquecido de encomendá-lo e sequer se dignou a providenciar outra alternativa. Deixando todas as envolvidas na coordenação da marcha, as líderes das associações e as líderes comunitárias em total constrangimento e desespero, sem saber o que fazer diante de quase 500 pessoas (dentre elas idosas, gestantes, crianças e mulheres) muitas delas oriundas de locais bem distantes que se encontravam desde as 06h:00 sem café da manhã, além do fato de terem dispensado os ônibus cedidos para transporte com retorno após as 15h:00 e encontrarem-se debaixo de um temporal. 

Foi vergonhoso para a equipe, observar desalentada se buscava uma solução, a cena de parte de estas mulheres irem embora indignadas com seus filhos debaixo de chuva e famintas.

A equipe organizadora enquanto tentava contato com alguém da SEASP que apresentasse uma saída, fizeram uma arrecadação em valores para comprar leite, Nescau e bolachas para as crianças, grávidas e idosas.

Se tornando necessário após as várias tentativas frustradas de obter uma solução,buscou-se a ajuda do Chefe do Executivo deste Município, Prefeito João Salame e Neto,que tomando ciência da situação, tomou para si a responsabilidade e as providências imediatas para fornecimento do almoço. Esclarecendo que a alimentação chegou aos poucos a partir das 15h:00 até as 16h:00 quando a maioria das mulheres tinham ido embora famintas e debaixo de chuva. Esse fato lamentável inviabilizou um debate de suma importância para este momento que ocorreria após a palestra do Promotor de Justiça Samuel Furtado Sobral que explanaria o tema Violência Doméstica.

Sentimos-nos afrontadas e perplexas com tamanha frieza com que foi tratada a situação, onde justamente uma líder mulher que tem total apoio das mulheres dos movimentos sociais de Marabá, que nutrem pela mesma, carinho e admiração e vibram com seus discursos de esperança e valorização da mulher. Não tendo se dado ao trabalho de sequer se dirigir ao local para as devidas desculpas pela falha de sua equipe omissa e negligente, tomando para si a responsabilidade devida, apresentando
uma providência e pelo menos dividir a dor conosco. E assim amenizar o problema. Pois somos conscientes e amadurecidas em muita lida e sabemos que imprevistos acontecem, mas a solicitude de se reconhecer falhas e corrigir erros prontamente deve ser uma virtude de todo aquele que predispõe a estar à frende de uma liderança.

ASSINATURAS

Presidente Dilma Rousseff anuncia na quinta-feira o edital do Pedral do Lourenço, em Marabá

Dilma RousseffA presidente Dilma Rousseff estará no Pará na próxima quinta-feira (20). Durante a manhã, por volta das 11 horas, em Belém, a presidente anunciará investimentos do PAC Mobilidade Urbana na capital e às 14 horas, em atendimento ao requerimento do senador Jader Barbalho,  lança o edital para o derrocamento do Pedral do Lourenço, em Marabá.

D. Dilma deverá, ainda, efetuar a entrega de motoniveladoras e caminhões caçambas à prefeituras da região. A ação faz parte de programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário, através do Programa de Aceleração do Crescimento. – PAC 2.