Category Archives: Marabá

Marabá vai ganhar Cineteatro e Complexo Cultural

Foi aprovada pelo Ministério da Cultura (MinC) a readaptação arquitetônica do Projeto do Cineteatro e do Complexo Cultural do município de Marabá. Os novos equipamentos culturais serão erguidos em uma área de 11.836 metros quadrados, na Folha 16, por trás do Ginásio Poliesportivo, no bairro Nova Marabá.

1- (1)

E, para viabilizar as obras, o grupo de trabalho responsável por acompanhar a implantação do cineteatro se reuniu na manhã desta quinta-feira (3), no auditório da prefeitura, na Folha 31, na Nova Marabá. Participaram da reunião representantes das secretarias de Cultura, Obras, Planejamento, Fundação Casa da Cultura de Marabá (FCCM), Controladoria Geral do Município, Conselho de Cultura e Gabinete do Prefeito, com a colaboração da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU).

O projeto foi aprovado, por meio da Lei Rouanet, que regulamenta a distribuição de recursos para produções culturais no Brasil. Com capacidade para 403 lugares e um complexo cultural, os agentes e produtores culturais poderão participar de oficinas de capacitação, reciclagem, entre outras.

Segundo o secretário de Cultura, Genival Crescêncio, o Centro Cultural vai reunir, em um só local, biblioteca, salas para oficinas de arte e muito mais, promovendo uma grande diversidade de atividades artísticas e culturais para a cidade. “Em breve Marabá vai ganhar esse majestoso cineteatro e o complexo cultural com salas de teatro, dança, formação audiovisual e área de música instrumental e coral”, enfatizou.

Além de garantir a acessibilidade, o cineteatro pretende estimular a democratização do acesso à cultura. Por isso, o público alvo dos projetos a serem realizados será principalmente crianças e jovens de 7 a 19 anos, estudantes da rede pública de ensino. (Texto: Alessandra Gonçalves/Foto: Helder Messiahs e Dinho Aires)

Pelo quinto ano consecutivo, Marabá sedia Feirão do Imposto neste mês

141Mais de 1 trilhão de reais: isto é quanto o brasileiro já pagou de tributos de 1º de janeiro a 1º de setembro deste ano. Valor que daria para construir mais de 38.173.843 casas populares de 40 m2, ou erguer 27.835.499 postos policiais equipados ou ainda fazer mais de 96.819.127 salas de aula equipadas. As informações são do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).

A fim de alertar a população sobre os impostos que são cobrados no dia a dia e solicitar a correta, efetiva e transparente aplicação dos tributos, o Conselho de Jovens Empresários de Marabá (Conjove) realizará o Feirão do Imposto nos próximos dias 10, 11 e 12 deste mês.

O evento na cidade vizinha acontece desde 2010 e conta com o apoio da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje) do Brasil, da Associação Comercial e Industrial de Marabá (Acim), do Sindicato do Comércio de Marabá (Sindicom) e de empresas locais que são mantenedoras da ação.

Na programação do feirão: venda de combustíveis, carros, motos, máquinas pesadas, máquinas agrícolas, piscina, chopp. Além disso, lojas do Shopping Pátio Marabá comercializarão produtos e serviços, todas sem incidência de impostos, como também será realizada exposição de produtos com e sem valor de impostos.

Segundo o presidente do Conjove, Caetano Candido dos Reis Neto, a finalidade é impactar a população marabaense mostrando como funciona o sistema tributário brasileiro e quanto cada brasileiro paga de impostos na esfera municipal, estadual e federal. “O objetivo é formar cidadãos mais conscientes e que possam realmente lutar para que o País tenha uma carga tributária justa e que os impostos sejam recolhidos e retornem em benefícios para a população”, observa.

Empreiteira da Cosanpa terá de comunicar cronograma de serviços à Secretaria de Obras

O secretário de Obras de Marabá, Antônio de Pádua Andrade, e o superintendente de Desenvolvimento Urbano, Gilson Dias Cardoso, se reuniram esta semana com a direção da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), para novamente discutir um assunto que vem causando prejuízos à população e aos cofres municipais: o fato de a empreiteira da companhia de águas quebrar ruas recentemente asfaltadas, para implantar rede de água e esgoto, e não tapar os buracos ou fazê-lo com pavimento inferior ao que se encontrava antes.

Durante a reunião ficou constatado que a empreiteira da Cosanpa está trabalhando irregularmente em Marabá, já que nem Alvará de Funcionamento a empresa possui.

Ficou então acertado com a direção da Cosanpa que a empreiteira só poderá retomar suas atividades em Marabá quando se regularizar e recolher os valores das taxas que a falta de documentação gerou.

Também ficou acordado que, ao retomar as atividades, a empresa terá de consertar de maneira correta todas as falhas que deixou em vias pavimentadas e depois destruídas.

Outro ponto que ficou certo entre a Prefeitura de Marabá e a Cosanpa é que, de agora em diante, todas as vezes que tiver de realizar um trabalho que implique na abertura de valas nas ruas, a empresa comunique local e data com bastante antecedência à Secretaria de Obras de Marabá. (Ascom PMM)

TAM confirma cancelamento da rota Marabá – Belém. Preços das passagens para a capital estão até 500% mais altos

Aeroporto de Marabá_Foto InfraeroPara quem viaja a Belém com certa frequência pela empresa TAM Linhas Aéreas, com saída do aeroporto de Marabá João Correa da Rocha, uma desagradável surpresa: a empresa confirmou oficialmente, na semana passada, o cancelamento do voo direto para a capital paraense. A TAM alega que o motivo da suspensão foi o  remanejamento pontual da malha aérea da companhia após uma avaliação da demanda do mercado local.

Com a mudança, a passagem para a rota Marabá – Belém, que era adquirida por valores acessíveis (R$ 250,00; R$ 500,00), teve crescimento de até 500%. O Blog fez uma simulação de compra no site da empresa. Para este sábado, 22 de agosto, a passagem somente de ida de Marabá para Belém custa R$ 2.500, com conexão em Brasília e tempo de duração de viagem de mais de sete horas. Mesmo fazendo simulação para os próximos quatro meses, o valor da passagem não sai por menos de R$ 2.000.

IDA SIMULAÇÃO_DIA 22 DE AGOSTO

Contatada pelo Blog, a Assessoria de Imprensa da empresa informou que “O cancelamento da rota Marabá-Belém não tem nenhuma relação com o processo já anunciado de adequação gradual de suas operações domésticas, que deve ocorrer até o fim de 2015. O cancelamento da rota Marabá-Belém foi devidamente comunicado às autoridades em maio deste ano. A suspensão desta rota decorreu do remanejamento pontual da malha aérea da empresa, que avaliou a demanda do mercado local e optou por melhorias para o passageiro da região se conectar com mais agilidade a uma rede maior de destinos da TAM no Brasil e no exterior. Os investimentos da TAM no Pará incluíram a adoção da aeronave Airbus A321 na rota Belém-São Paulo/Guarulhos, o que aumentou o conforto e a oferta de assentos em 26%. Além disso, a manutenção da rota Marabá-Brasília, o lançamento do voo direto de Santarém a Brasília (a partir de abril) e a ampliação de 3 para 4 frequências diárias na rota Belém-Brasília (a partir de setembro).

Marabá: vereador propõe Projeto de Lei que ajudará divulgação do Disque Denúncia

BIRA1Foi apresentado ontem (11) na Câmara Municipal de Marabá um projeto de Lei do vereador Ubirajara Sopre que trata da obrigatoriedade de divulgação do número do Disque Denúncia de Marabá em ônibus do transporte público municipal, em escolas, supermercados, restaurantes, casas noturnas, hotéis, motéis e outros. A medida, segundo o proponente, facilitará a divulgação do número de utilidade pública às pessoas que ainda não possuem acesso ao serviço, que é de grande importância para a sociedade.

O serviço Disque Denúncia em Marabá foi lançado em novembro de 2011 e vem auxiliando de forma significativa as autoridades policiais no combate a violência e a criminalidade. Os crimes mais denunciados são: tráfico de drogas, violência domestica e poluição sonora.

Quem tiver informações que possam ajudar a polícia ligue e denuncie através dos telefones (94) 3312-3350 ou pelo WhatsApp (94) 9 8198-3350. O anonimato é garantido!

Marabá: MPPA ajuíza ACP contra ex-prefeito para ressarcimento de valores repassados à Fundação Paróquia Anjos da Misericórdia

Maurino MagalhãesO Ministério Público do Estado do Pará, por meio da Promotoria de Defesa da Probidade Administrativa de Marabá, ajuizou Ação Civil Pública contra o ex-prefeito municipal de Marabá Maurino Magalhães de Lima (foto) e a Fundação Paróquia Anjos da Misericórdia, buscando ressarcimento de valores repassados pela prefeitura municipal à mencionada entidade através de convênio assinado em 10 de junho de 2011, entre a entidade e a prefeitura de Marabá, cujo objeto era a concessão de ajuda financeira no valor total de R$ – 165.000,00 (cento e sessenta e cinco mil reais), em parcela única, para fins de apoio logístico e operacional às atividades do VIII Congresso Estadual de Renovação Carismática Católica do Pará (RCC), realizado nos dias 23 a 26 de junho de 2011.

A ACP tem por base resolução do Tribunal de Contas dos Municípios, que decidiu em não cadastrar o convênio diante da inexistência de interesse público que justificasse a legalidade do mesmo. No julgamento, o conselheiro relator Daniel Lavareda entendeu que o ordenamento jurídico nacional é “neutro quanto as questões religiosas, por força do artigo 19, I da Constituição Federal”; concluindo que o caso caracterizaria a intervenção do Estado em questões de natureza religiosa e por isso “não apresentando qualquer interesse público que justifique o cabimento legal para celebração através de convênio”.

Diante da negativa do Tribunal de Contas dos Municípios e do envio dos autos ao Ministério Público do Estado, ajuizou-se a respectiva Ação Civil Pública por improbidade administrativa, almejando-se o ressarcimento do erário e a aplicação de demais penas estabelecidas na Lei de Improbidade Administrativa, já que o princípio da legalidade foi atingido pela conduta ilícita tanto do ex-gestor municipal, quanto da entidade particular que se beneficiou indevidamente do valor que recebeu, atualmente na ordem de R$ – 215.139,42.

A ação foi distribuída para a 3ª Vara Cível de Marabá e recebeu o número 0032258-90.2015.8.14.0028.

Fonte: Assessoria de Imprensa do MPPA

Marabá: prefeito João Salame se recupera em casa após princípio de paralisia facial leve

O prefeito de Marabá, João Salame Neto, sofreu um princípio de paralisia facial leve no final da manhã desta sexta-feira (31). Foi atendido no Hospital Regional Público do Sudeste “Dr. Geraldo Veloso” e medicado. Exames iniciais constataram se tratar de uma paralisia facial viral. No momento o prefeito repousa em sua residência.

Nos próximos dias será submetido a nova bateria de exames para identificar com exatidão as causas da paralisia. A informação é da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá.

Justiça Federal suspende prazos em processos do INSS em Marabá, no PA

Medida não afetará audiências marcadas de 22 de julho a 2 de agosto. Procuradoria interrompeu trabalho após Defesa Civil interditar prédio do INSS

A Justiça Federal em Marabá, no sudeste do Pará, suspendeu temporariamente, até o próximo dia 2 de agosto, os prazos processuais que estão em curso para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com a Justiça, a medida não prejudicará a realização das audiências previamente marcadas no período de 22 de julho a 2 de agosto.

Durante esse período, as duas varas em funcionamento na Subseção Judiciária, assim como os juizados especiais adjuntos – que apreciam causas no valor de até 60 salários mínimos – deixarão de remeter novas intimações e remessa de autos à Procuradoria Federal Especializada do INSS no município.

A suspensão foi determinada através de portaria assinada pelos juízes federais da 1ª e 2ª Varas, Marcelo Honorato e Heitor Moura Gomes, porque a Procuradoria em Marabá precisou interromper suas atividades depois que a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil interditou o prédio do INSS.

Em ofício encaminhado à Justiça Federal, a Procuradoria do INSS anexou laudos da Defesa Civil que comprovaram a necessidade de interdição em função da contaminação decorrente da presença de ratos no local. Além disso, foi detectado que o prédio não dispõe de saída de emergência e apresenta “colapso de sua estrutura, tais como rachaduras e fissuras provenientes das infiltrações que comprometem toda a base de sustentação da caixa d’água localizada na parte superior do edifício”. (G1-PA)

Encontro Regional da EMATER em Marabá reúne 21 escritórios municipais

Por Edna Moura –  de Marabá

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (EMATER), reuniu vinte e um escritórios locais, de municípios que compõem o Regional Marabá, com objetivo de promover maior integração e comunicação entre os três níveis de gestão (central, regional e municipal), atualizando informações referentes ao desempenho da empresa na região.

SAM_8896

O encontro (dias 16 e 17/07) forneceu esclarecimentos aos chefes locais para aprimorar as ações da EMATER na região, e foi oportuno para dar conhecimento da nova supervisão do Escritório Regional da EMATER em Marabá: Francisco da Silva Ferreira, técnico em agropecuária. Ele aproveitou para anunciar as diretrizes de trabalho para o segundo semestre, com destaque para a criação do setor de crédito rural, ampliação das parcerias, fortalecimento dos sistemas agroflorestais (SAF´s), e diversificação das culturas produtivas.

SAM_8887Houve nivelamento de informações dos escritórios locais que destacaram dificuldades e potencialidades, atividades realizadas e previstas. Na ocasião o Diretor-Técnico da EMATER, Rosival Nascimento Possidônio ressaltou a importância do escritório central, que segundo ele, “está cada vez mais próximo”, para que a empresa “cumpra a sua missão de contribuir com soluções para agricultura familiar”. E concluiu que, “apesar da crise econômica impactando em todos os âmbitos, não mediremos esforços para melhorar nosso desempenho no que for possível”.

A representante do Núcleo de Recursos Humanos (NRH), Alessandra Silva prestou informações sobre frequência, atestados médicos, férias e licenças, e reiterou a importância da legalidade com base nas leis trabalhistas, estatuto e regimento interno, “para preservação da garantia dos direitos e benefícios dos servidores”.

O assessor da Diretoria Administrativa (Diad), Edson Barboza, apresentou pela Coordenadoria de Operações (Coper), os procedimentos sobre abastecimento de veículos e suprimentos de fundos. E Anderson Santos, da Seção de Material e Patrimônio (Semap) falou do Sistema de Patrimônio Mobiliário do Estado do Pará (SISPAT-WEB), uma ferramenta de apoio à gestão que controla o ciclo de vida útil dos bens patrimoniais, visando benefícios como modernização, racionalização, integração e transparência da administração pública.

Quadrilha Explode Coração em concurso nacional

Explode 5

Depois de vencer o Campeonato Estadual de Quadrilhas, no mês de junho, em Belém, a quadrilha junina Explode Coração, formada por bailarinos da Companhia de Dança Yaguara, de Marabá, terá mais um desafio no próximo final de semana. Agora será a vez de defender a bandeira do Pará no Campeonato Nacional de Quadrilhas Juninas que acontecerá nos dias 18 e 19/07, na cidade de Parnaíba (PI). A apresentação da única representante paraense será na segunda noite.

A Explode Coração é um projeto da Companhia que recebe incentivos da SINOBRAS. Outras dezenove quadrilhas dos estados Tocantins, Alagoas, Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Bahia, entre outros participarão da competição. Os dançarinos embarcam nesta sexta-feira, dia 17.